Prefeita de Presidente Vargas prevê gastos de quase R$ 300 mil com caixões e triplo de mortes por Covid

De acordo com dados públicos do Sacop, sistema do TCE/MA, pelo menos dois gordos contratos com a Funerária Mashiach Adonai, localizada no município de Coroatá, mais de 100 km distante de Presidente Vargas, a prefeita Fabiana Mendes pretende gastar uma verdadeira fortuna com caixões.

Somados os dois contratos, a Prefeitura poderá gastar R$ 272 mil reais com caixões, preparação de corpos, flores e translado.

Apesar de ter pouco mais de 10 mil habitantes e apenas 12 óbitos registrados por Covid-19 durante toda a pandemia, em um dos contratos, a Prefeitura poderá gastar até R$ 27 mil reais só para mortes por Covid. (veja o contrato completo aqui)

No contrato de registro de preços, há uma previsão para até 33 caixões só para vitimas do novo coronavírus, quase o triplo do número de mortes registrados até o momento.

Já no segundo contrato, de mais de R$ 245 mil reais (baixe o contrato completo aqui), a Prefeitura poderá contratar quase 200 caixões, uma verdadeira carnificina para a pacata cidade que agora é governada pelos irmãos Mendes.

Entramos em contato com o irmão da prefeita, o jovem empresário Sebastião Mendes Figueiredo Júnior, sócio do IBPM – Instituto Brasileiro de Publicidade e Marketing LTDA, Farol da Praia e Serviços e Med X Diagnóstivos, o mesmo que segundo reportagem do blogueiro Marcelo Minard, teria tentado receber auxilio emergencial de R$ 600 no ano passado e hoje surfa como o mandachuva do governo da irmã, onde exerce o cargo de Secretário de Governo e também dá as cartas na Ascom da Prefeitura, porém, não obtivemos qualquer resposta.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *