Eleições 2020: Sistema permite filiação ou mudança de partido até dia 15 de abril

Apesar do prazo para filiação e mudança de partido ter terminado neste sábado (04), ainda é possível realizar, de maneira “ajeitada” a mudança de partido ou nova filiação até o dia 15 de abril.

Para que isso aconteça, o partido o qual o pré-candidato pretende se filiar não pode ter realizado a transmissão da lista de filiados para o TSE – Tribunal Superior Eleitoral.

Deste modo, através do sistema FILIA, é possível cadastrar os desatentos após o fim do prazo de filiação.

No campo Data de Filiação, deverá ser preenchida data retroativa, de modo que contemple o prazo estipulado pela legislação eleitoral, que foi até o dia 04 de abril.

Os partidos tem até o dia 15 deste mês para transmitirem suas listas de filiados, obedecendo a legislação em vigor.

Essa brecha, além de permitir a filiação dos atrasados, também possibilita que presidentes de partidos possam assediar pré-candidatos e permitir a mudança de partido.

Eleições 2020: Prazo para filiação e troca de partido termina amanhã (04)

Termina neste sábado (04), o prazo para filiação ou troca de partido para eleitores que pretendem concorrer aos cargos de vereador, vice-prefeito e prefeito na eleição programada para outubro deste ano. A data foi mantida pelo TSE, que rejeitou pedido de prorrogação feito por deputados e presidentes de partidos.

Quem tiver interesse na mudança, deve procurar o partido pelo qual pretende concorrer este ano.

Pela nova legislação, para quem já está filiado à um partido e pretende mudar, a última filiação exclui a filiação anterior, deste modo, não há mais a necessidade de solicitar formalmente a exclusão, como era na eleição passada.

Outro detalhe importante, que o pré-candidato precisa se atentar é para o prazo mínimo de filiação do partido. Apesar da legislação eleitoral exigir seis meses de fidelidade partidária, alguns partidos, em seus estatutos, estipulam prazo maior para que o novo filiado se candidate a um cargo eletivo.

Partidos devem informar o TSE até o dia 15

Apesar do prazo de filiação terminar neste sábado (04), os partidos tem até o dia 15 de abril para submeter suas listas de filiados ao TSE através da internet, pelo sistema FILIA.

TRE-MA com atendimento suspenso

Apesar do atendimento do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão estar suspenso até o dia 30 de abril, é possível regularizar a situação eleitoral através da internet. Neste link, o TRE explica como o interessado deve agir, caso queira transferir seu titulo visando a eleição deste ano.

Rigo Teles é o mais rejeitado pelos eleitores de Barra do Corda, aponta pesquisa

A polêmica pesquisa feita pelo Instituto Inop, revelou um dado importante para a eleição de outubro. Quando perguntado em quem o eleitor não votaria de jeito nenhum, o deputado Rigo Teles é o nome mais citado entre os rejeitados, com 17,51% de reprovação.

Seguido dele, estão os também pré-candidatos 2ºDr Adriano com 11,52%;  Adão Nunes com 10,14%; Raimundo Carvalho com 8,06%; Gil Lopes com 7,60%; Selma Carvalho com 6,68%; Vitalzinho com 5,76%; Jessé Nogueira com 4,15%; Sizenando com 3,00%; Marcos da Unillar com 2,07%; Reinaldo Andrade com 1,61% e Não sabe ou não quiseram responder 21,90%.

Já no quesito intenção de votos, o Instituto conseguiu realizar uma pesquisa cansativa, apresentando mais de dez nomes como pré-candidatos a prefeito, o que acabou se tornando piada no município.

De acordo com dados do TSE, a pesquisa foi registrada sob o número MA-09591/2020 e ocorreu entre os dias 27 de fevereiro e 3 de março, ouvindo 434 eleitores em 15 bairros e 10 povoados. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. A confiabilidade no levantamento e resultado é de 95%.

Áudios apontam para “santinhos e dinheiro” no Procon durante campanha de Duarte Júnior

Três áudios bombásticos podem revelar como funcionava a coordenação da campanha de Duarte Júnior (Republicanos) para deputado estadual em 2018, tudo dentro do próprio Procon, com assinaturas de documentos, negociata com dinheiro e entregas de “santinhos”.

Os arquivos revelados pelo blog Maramais mostram um diálogo entre uma suposta servidora identificada como Christiane Oliveira, apontada como a coordenadora financeira da Campanha de Duarte e que também exerceu a função de chefe financeira do Procon e outro suposto servidor do Órgão, apontado como Marcos Lima, que também trabalhou como assessor financeiro na campanha de Duarte.

Sem deixar dúvidas, a suposta coordenadora alerta os componentes do grupo de app de mensagem para uma mudança de planos, e diz que irá fazer tudo no próprio Procon.

“Mudança de planos. Alicia faltou assinar umas folhas lá. Aí senhor Cristo, Aí agora vou assinar, vou lá pro Procon, vou assinar lá mesmo, deixo lá com o pessoal, pra poderem eles assinarem as duas folhas, aí eles mandam pro Banco. Eu vou lá passar mais rápido no Procon, assino e vou pra casa, ok?” diz.

No segundo áudio, Marcos questiona sobre a entrega de material informativo, supostamente da campanha de Duarte Júnior e de “algo mais”.

“Crianças, vocês estão sabendo de alguma coisa que é pra entregar pro seu Beto? É.. acho que foi Júlio que pediu para ele subir aqui e pegar, além de revistinha, o material informativo, é pra pegar alguma coisa pra vocês.”, questiona o suposto servidor.

A resposta seguinte não deixa dúvidas de como eram as tratativas dentro do Órgão que era para servir apenas como defesa do Consumidor.

“É comigo! É dinheiro! Mas ele pega no final do dia. Entendeu?”

Em outro áudio revelado pelo blog, atribuído ao ex-presidente do Procon, o próprio Duarte dá ordens para que os veículos dos servidores do Órgão de Defesa do Consumidor sejam todos plotados com sua foto.

Apesar de responder judicialmente, acusado de ter usado o Procon para benefício próprio, em ação que pede a cassação do mandato do deputado e a inelegibilidade por até 8 anos, Duarte e sua equipe debocham da justiça e seguem afrontado a legislação eleitora em pré-campanha para prefeito de São Luís.

A própria assessora do pré-candidato a prefeito já disse que o deputado pode fazer tudo de novo, que ”não dá em nada.”

Áudios revelam a forma asquerosa e desprezível como Duarte Júnior tratava servidoras do Procon

Áudios do suposto grupo de app de mensagens denominado Os Vingadores, vazados na última semana, revelam a verdadeira face asquerosa e desprezível do deputado estadual e pré-candidato a prefeito de São Luís, Duarte Júnior (Republicanos).

No primeiro áudio, é possível perceber um Duarte Júnior nervoso, irritado, muito diferente daquele que é passado para o eleitor ludovicense, que prega a nova política, doce e educado.

O ex-presidente do Órgão de Defesa do Consumidor dá ordens para uma servidora do Procon “passe sabão”, termo que significa “dar uma mijada”, “uma cagada” ou uma “grande bronca”, em outra colega de trabalho.

“Rapaz isso aí só pode ser… hidrocefalia ou falta de.. de.. de.. de..massa cinzenta na cabeça rapaz, um negócio desse é loucura. Isso não existe. A pessoa tá de licença, tá morta ou tá de férias, muda o sistema, pelo amor de Deus. Caíssa, pega o telefone, liga agora para Desla, passa um sabão nessa mulher antes que eu me irrite bem aqui porque eu tô trabalhando, eu tenho que tá com quarenta coisas ao mesmo tempo, isso não existe, isso é loucura. Porque essa mulher não me mudou esse sistema rapaz.” Diz o então candidato a deputado, revelando que ainda mandava no Procon.

No segundo áudio, completamente fora de si, Duarte classifica o app do Procon como “uma droga” e ameaça quebrar o próprio celular.

“Rapaz, a mulher não consegue enxergar que o problema está no fato do atendimento no momento, no dia, na semana, não estar funcionando até as 19hs. Se não está funcionando até as 19h, o agendamento na droga do aplicativo do site não pode tá liberado para esse horário. Isso é loucura rapaz.. Alguém resolve isso aí. Caíssa resolve isso aí antes que eu quebre esse celular bem aqui.” Ameaça Duarte.

Até o momento, apesar do espaço garantido para explicações, o editor do blog não foi procurado pelo parlamentar para esclarecer os conteúdos dos áudios. Na primeira reportagem, a assessoria de comunicação de Duarte respondeu afirmando que os prints de diálogos era nítidas montagens, mas calou-se após divulgação dos áudios.

As ordens de Duarte Júnior contra a imprensa do Maranhão; Assessoria trama ataques com fakes

Novo vazamento de áudios do deputado estadual Duarte Júnior revelam como eram as ordens do então candidato a deputado estadual para parte de sua equipe, formada por servidores do Procon, agirem com batalhão  de perfis fakes contra a imprensa maranhense e à favor de sua campanha.

Autoritário, no áudio Duarte cobra rapidez, determina que é pra colocá-lo como vítima de perseguição do grupo Sarney e orienta o uso de perfis fakes, que ele cuidadosamente chama de “outras contas que por ventura vocês tenham”.

“Pessoal já fazem duas horas que saiu essa postagem aí no Imirante, eu peço que todos vocês, absolutamente todos vocês, comentem com aquele discurso lá que a gente combinou, que é perseguição.  É… é.. com as redes de vocês, com oooo, a outras contas que por ventura vocês tenham, comentem, falando que é uma perseguição; que não adianta bat.. perseguir; que o Duarte Júnior e o governador Flávio Dino que vão ganhar a eleições; que ele que tá comigo; tô com Duarte, hasteg tô com Duarte, bate, bate nessas hastegs tô com Duarte; é… que isso é perseguição dos Sarneys; e não sei o que, e tudo mais, aquele mesmo discurso que eu falei”, diz Duarte.

Em outro áudio, que contém o diálogo entre as supostas assessoras responsáveis pela Comunicação e pelo Jurídico, é revelada a trama e o esquema com perfis fakes contra o professor e blogueiro Hilton Franco, e que também pode ter acontecido contra outros membros da imprensa maranhense.

“O fake é pra isso mesmo, expôs o perfil, a gente cria outro, a gente tem que ter essa dinâmica.” Diz a responsável pela comunicação de Duarte, revelando como é feita a criação de perfis fakes para elogiar Duarte e “bater” em quem o crítica.

No diálogo com a assessoria de comunicação, a advogada questiona a estratégia de fazer comentários negativos com fakes no perfil do facebook do professor Hilton Franco, despreza o número de seguidores que o blogueiro tem e diz que comentários com fakes pode gerar mais repercussão.

“Mas o problema é a gente ficar gastando munição com esse cara aí, entendeu? Tipo, quem é Hilton Franco? Foi o que a gente falou lá, sei lá, o cara não tem nem.. não sei nem quantos seguidores ele tem. Aí até onde eu tinha visto não tinha nenhum comentário, aí vai entrar só a gente comentando e vai atrair mais comentário pra lá, pode ser que essa história morra aí, nesse comentário dele sem ninguém, entendeu? Sem ninguém dá repercussão.”

A jornalista rebate a defesa da advogada sobre o número de seguidores do Professor vítima dos ataques do batalhão fake de Duarte, diz que discorda em processar o blogueiro e mantém a defesa de seguir “batendo” na imprensa maranhense.

“Ele tem três perfis no facebook, tá cheio de gente, ele tá gastando toda a munição dele com a gente, ele tá vindo pra cima. E essa munição da gente aí, é uma munição que vai e volta, entendeu? É tipo um processo. De fato, eu não concordo em processar ele, porque tipo, é uma exposição fora de hora, mas a gente pode sim bater nele com isso.”

No último áudio, antes dos ataques contra a imprensa maranhense, a responsável pela comunicação do então candidato Duarte Júnior volta a alertar os servidores do Procon que faziam campanha obscura para o ex-presidente do Órgão de Defesa do Consumidor.

“Pessoal, só tomem cuidado quando forem responder, lembrem que vocês são servidores públicos, no caso de usarem suas contas, certo? Se vocês quiserem ser, éééé.. serem mais incisivos, vocês podem usar os fakes de vocês. “ Orienta a responsável pela Comunicação da campanha de Duarte.

As novas revelações, desta vez em áudios, reforçam os diálogos publicados na segunda-feira (17), que revelou possível jogo sujo na campanha de Duarte Júnior em 2018, contrariando posicionamento da assessoria, que disse tratar-se de nítida montagem.

Leia também:

Duarte Júnior declara guerra contra a imprensa Maranhense

Palhaçada assumida: Militantes fakes como combustível da nova política

Diálogos podem revelar jogo sujo durante campanha de Duarte em 2018

Conversas em um grupo de aplicativos de mensagens com funcionários comissionados podem revelar um esquema sujo criado na campanha de 2018 dentro do mais importante órgão de defesa do consumidor no Maranhão. As provas começaram a circular neste final de semana em grupos de política da capital.

Denominado Vingadores, o grupo continha 41 participantes, a maioria funcionários comissionados do Procon, dentre os nomes citados no grupo, muitos estão hoje como assessores de Duarte.

Em um dos supostos diálogos, datado de abril de 2018, Duarte Júnior ainda comandava o Procon e sua namorada, a advogada Karen Barros dava as ordens para que os servidores do órgão fizesse campanha durante o intervalo do almoço. “Servidores do PROCON, aproveitem o horário do almoço para postar AGORA” diz uma das mensagens.

Em outra mensagem, a própria Karen pergunta sobre o objetivo do grupo. “Qual a intenção do grupo?”, e é prontamente respondida por um perfil chamado Douglas Procon – “São os fakes pra gente acionar quando for necessário.” Em seguida, Karen reclama que ainda não conseguiu fazer seu perfil fake.

Em outra conversa, o próprio Duarte orienta a turma. “Ele está instigando as pessoas, por favor, peço que você responda. Alguns fakes também podem ratificar. Se possível, comentem coisas boas, bora povo!” diz.

Todas as conversas aconteceram durante a fase de pré-campanha e campanha de Duarte Júnior ao cargo de deputado, durante o período em que o Procon foi comandando por ele e pela namorada, o que acabou rendendo ações na justiça, onde o casal é réu, acusados de usar a máquina estatal para benefício pessoal de Duarte Júnior, que pode perder o cargo e ficar inelegível caso seja condenado.

Milícia virtual

Em outubro do ano passado, durante embate entre os deputados Dr. Yglésio e Duarte Júnior, o médico usou seu perfil no instagram para mandar um recado ao advogado, tudo sem citar nomes. “Vou partir pra cima e  desmascarar se não parar essa picaretagem”. O recado aconteceu após Yglésio e outros deputados tornarem-se alvos de ataques de perfis fakes nas redes sociais.

Dias depois, mais uma vez sem citar o nome de Duarte, Yglésio manda novo recado ao deputado consumerista, desta vez, em artigo intitulado Palhaçada assumida: militantes fakes como combustível da nova política.

Agora, com a revelação dos supostos prints, e caso sejam autênticos, tudo fica muito claro…

A força e o prestígio de Nagib

O prefeito de Codó, Francisco Nagib (PDT), mostrou nesta quarta-feira (12), que vem ganhando força e espaço fora do município. Ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB) e do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), Nagib representou a Federação dos Municípios do Maranhão durante solenidade para entrega de 42 ambulâncias à diversos municípios maranhenses.

Os veículos, que beneficiarão milhares de maranhenses são equipados com macas, prancha, umidificador, cadeira de rodas, cilindro, bala de transporte para oxigênio, respirador, monitor cardíaco, desfibrilador e medicamentos e foram adquiridos através de parceria entre a Assembleia Legislativa e o Governo do Estado.

O movimento do prefeito de Codó é o primeiro sinal de que ele poderá disputar uma vaga na Câmara Federal em 2022. Para isso acontecer, Nagib precisa passar por 2020 e tem mostrado que tem habilidade.

Além de disputar a reeleição com apoio do deputado Zito Rolim, que juntos, se mostram imbatíveis, Nagib também terá candidatos próprios nos municípios vizinhos.

Em Timbiras, João dos Plásticos, que é da equipe de governo de Nagib, disputará a prefeitura pelo PCdoB e em Peritoró, Nagib deve apoiar o Diretor Geral do Hospital, Dr. Júnior.

Nova Pesquisa Eleitoral em Codó será divulgada na próxima segunda-feira

O Instituto MBO,  que vem realizando várias pesquisas eleitorais em municípios maranhenses, protocolou nesta terça-feira (11), no TSE, pedido de registro de pesquisa para avaliar a intenção de votos para prefeito e vereador no município de Codó. De acordo com dados do sistema, serão entrevistados 550 eleitores entre os dias 13 e 16 de fevereiro e a pesquisa será divulgada na próxima segunda-feira (17).

Como em outras pesquisas já realizadas no município, o Instituto quer saber quem é o maior líder político da região e qual o maior problema do município, na concepção do eleitor.

Além do cenário espontâneo, que é aquele em que o eleitor diz o nome que vem à cabeça, o Instituto também avaliará a intenção de votos em dois outros cenários.

No primeiro, serão apresentados os pré-candidatos Camilo Figueiredo, Ricardo Archer, Pedro Belo, Francisco Nagib, Zito Rolim, Dr. Zé Francisco, Soldado Bezerra, Mano Ximxim, César Pires, Marcelo Coelho, Chiquinho do SAAE e Expedito Carneiro.

Em um segundo cenário, o Instituto trocou os nomes do atual prefeito Francisco Nagib pelo do deputado Zito Rolim, e do médico Dr. Zé Francisco pelo da esposa, Irene Nery. O motivo da mudança é que os dois pré-candidatos tentam reverter uma condenação em primeiro grau.

De acordo com o sistema do TSE, a pesquisa poderá ser divulgada a partir do dia 17.

Leia também: Instituto de Pesquisa insere os nomes de Weverton e Josimar para o Governo