Simplício como opção para o Governo é escolher o caminho da derrota

Há alguns dias, o suplente de deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade) tenta plantar na imprensa maranhense, que seria uma ótima opção para disputar o governo em 2022. A notícia, é claro, virou “piada” nos bastidores da política estadual.

Eterno suplente, Simplício é conhecido como pé-frio e ruim de voto, e estaria tentando emplacar seu nome em uma pré-candidatura furada, para quem sabe, se colocar em condição melhor na disputa por uma vaga na Câmara Federal em 2022, cargo que deverá disputar pela quarta vez.

Em 2010, pelo PPS, teve míseros 35 mil votos e ficou na suplência; em 2014, tentou mais uma vez, pelo Solidariedade, e ficou novamente na suplência, com 38 mil votos; em 2018, após ter sido turbinado pelo governador Flávio Dino (PCdoB), Simplício volta a ficar na suplência, o que lhe rendeu o apelido de “Suplente Araújo”, um trocadilho com o seu nome e com os chutes na trave.

Agora, a estratégia mudou e Simplício tenta ventilar seu nome como opção na disputa entre Weverton e Brandão, uma opção no mínimo furada..

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *