Flávio Dino constrói, Zé Reinado destrói

Na primeira entrevista concedida a uma emissora de TV após ser reconduzido ao grupo do governador Flávio Dino (PCdoB), como diretor do Porto do Itaqui, o ex-governador Zé Reinaldo mostrou que não tem mais nenhum tino para a política.

Aos 82 anos, sem comandar nenhum partido político e carregando apenas um amargo e vergonhoso sexto lugar na disputa pelo senado em 2018, Zé Reinaldo mostrou, durante participação no quadro Bastidores, da TV Mirante, que pensa totalmente diferente do líder do grupo, Flávio Dino.

Ao ser questionado pelo jornalista Clovis Cabalau sobre o que acha do método adotado por Dino, de escolher o nome que estiver melhor nas pesquisas e que reunir mais aliados políticos, Zé Reinaldo chutou o pau da barraca e ateou fogo no parquinho, “É um jogo de poder, e o jogo de poder não tem essa compreensão. É como rivalidade futebolística, não tem conversa.” Disse Zé Reinaldo.

A declaração dada por Zé deu a entender que, segundo ele, Brandão será  candidato mesmo sem aparecer bem nas pesquisas, pois já estará na cadeira, e terá a seu favor, o poder, mesmo contra o método defendido por Dino.

Nos bastidores da política,  Zé Reinaldo está sendo considerado o homem que veio para plantar discórdia, já que há algumas semanas Dino reuniu os dois pré-candidatos do grupo e defendeu diálogo e união no grupo.

Pelo visto, o que Flávio Dino constrói, Zé Reinaldo destrói.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *