Fernando Braide acompanha início das obras para retirada da rotatória do quartel, no Calhau

O programa Trânsito Livre, da Prefeitura de São Luís, deu início, neste fim de semana, à remoção de mais uma rotatória da cidade, desta vez na altura do Quartel da Polícia Militar, no Calhau. O deputado Fernando Braide (PSD) assinou a Ordem de Serviço e acompanhou o início das obras que avaliou como “histórica para São Luís”.

A retirada da rotatória que conecta os bairros Calhau, Cohafuma, Renascença e acessos à Avenida Litorânea, tem o objetivo de proporcionar maior fluidez ao trânsito, visto que o trecho registra, constantemente, congestionamento de veículos, principalmente no início e fim do dia, quando a população está no trajeto de ida ao trabalho e retorno para casa.

“Essa é uma obra histórica em São Luís, um investimento necessário para a qualidade de vida da população, que passará a perder menos tempo em engarrafamento e terá mais tempo de descanso, com a família. Investir em mobilidade urbana é investir e desenvolvimento, modernização da cidade, e é o que estamos vendo aqui, nossa capital avançando”, avaliou Fernando Braide.

Essa é a oitava obra do programa Trânsito Livre na cidade de São Luís, a maior obra de mobilidade já realizada em na cidade, visando oferecer melhorias significativas na mobilidade urbana, eliminando congestionamentos em uma das áreas mais críticas da capital.

“Cidade inteligente tem que ter solução inteligente. Todas as intervenções do programa acontecem de forma rápida, sem causar muitos transtornos à população, e tudo isso é feito com recursos do Município de São Luís, mostrando nossa responsabilidade financeira com o dinheiro público. Esse trabalho está acontecendo em diversos pontos e veremos cada vez mais obras e benefícios chegando para todos os cidadãos da nossa cidade”, destacou o prefeito Eduardo Braide.

O conjunto de intervenções vem sendo aprovado por quem passa, diariamente, pelos trechos alterados pelo programa. “A gente que passa todo dia por aqui, já percebe a diferença e fica na expectativa de que melhore ainda mais. É um verdadeiro avanço no trânsito da cidade”, disse a professora Rafaela Sodré.

De acordo com a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), que executa a obra, o prazo estabelecido para a conclusão das operações é de seis meses, podendo ser concluída em menos tempo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *