Dino prepara a casa para federação do PCdoB com o PSB

Diferente do que muitos pensam, a migração de nomes importantes do PCdoB para o PSB, pode não ter grandes efeitos para a eleição de 2022, e os afoitos que falam no fim dos Comunistas, devem se surpreender com a renovação do partido via federação.

Segundo o comunista Theófilo Rodrigues, do comitê municipal do Rio de Janeiro, em artigo publicado no próprio site do PCdoB, a possibilidade mais real é de que o partido junte-se ao PSB, graças a federação, recentemente aprovada pelo Congresso.

”Em primeiro lugar, assim como com o PT, há uma longa trajetória de aliança entre os dois partidos desde 1989. Vale recordar que a presidenta nacional do PCdoB, Luciana Santos, é vice-governadora em Pernambuco, estado comandado pelo PSB. Também é preciso lembrar que o governador do Maranhão, Flávio Dino, migrou para o PSB de forma amigável com o PCdoB. Em segundo lugar, o PSB é um partido que se apresenta no campo do lulismo, ou seja, no mesmo campo do eleitorado que o PCdoB pretende representar. Em terceiro lugar, o PSB não é tão grande como o PT, o que significa que os comunistas não seriam invisibilizados na federação”, Justifica  Rodrigues.

Há também a possibilidade de federação do PCdoB com o Psol, PT e até com o PV, mas a mais forte é com o PSB, segundo o analista.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *