Coronavírus: Grupo Mateus fatura dezenas de milhões com pandemia

Enquanto os pequenos comerciantes amargam a queda nas vendas no comercio local, o Grupo Mateus, formado pelas empresas Camiño, Armazém Mateus, Mix Atacarejo, Mateus Online e Mateus, estão lucrando dezenas de milhões com a pandemia no Maranhão.

Nos últimos dias, os caixas dos supermercados Mateus permanecem lotados do horário de abertura das lojas até o minuto em que os estabelecimentos fecham. O movimento já é associado  ao mesmo do período natalino.

Os maranhenses, em especial da capital, tem corrido aos estabelecimentos para garantir estoque de alimentos e o supermercado aproveita para lucrar.

No entanto, especialistas garantem que a medida é desnecessária e que não há motivos para estocar alimentos.

Em nota, o Grupo Mateus garantiu que continuará funcionando por se tratar de serviço essencial à população e disse ter adotado medidas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

O seu endereço de e-mail não será publicado.