Covidão: Ministério Público na cola do prefeito Ferdinando Coutinho

O município já recebeu mais de R$ 1 milhão de reais para combate ao Covid-19

Na semana em que a Policia Federal deflagrou a operação Cobiça Fatal, que desarticulou uma quadrilha e prendeu três empresários suspeitos de desviar recursos públicos federais que seriam usados no enfrentamento do novo coronavírus na capital, o Ministério Público do Estado do Maranhão segue o mesmo caminho no interior do Estado e recentemente imprensou o prefeito de Matões, Ferdinando Coutinho.

De acordo com documentos obtidos pelo blog Maramais, o Promotor de Justiça Renato Ighor Viturino Aragão, da Promotoria de Matões está investigando o destino de mais de R$ 1 milhão de reais, recurso que deveria ter sido usado exclusivamente no combate ao Covid-19. (veja aqui)

Segundo dados do Fundo Nacional de Saúde, no Matões recebeu R$ 77 mil reais no mês de março, R$ 73 mil reais no mês de abril e R$ 1 milhão de reais no mês de maio.

No final de maio, após inúmeras denúncias, o MP encaminhou ao Prefeito, esclarecimento sobre o destino dos recursos federais, notas fiscais dos produtos comprados e detalhamento do material entregue.

No site da prefeitura, há indicação de gasto de mais de R$ 339 mil reais, com suposta aquisição de veiculo de passeio, máscaras, cestas básicas e ventiladores pulmonares, no entanto, não há qualquer documento que comprove a contratação, nem a referencia das empresas contratadas.

Para confrontar as informações da gestão desastrosa do prefeito Ferdinando, a Promotoria de Justiça encaminhou ao Banco do Brasil, extrato bancário integral das contas do Fundo Municipal da Saúde, para saber exatamente o que está sendo feito com o recurso do Covid-19.

Outro detalhe que chamou a atenção da Promotoria de Justiça, é a discrepância dos casos notificados no Boletim Oficial da SES – Secretaria de Estado e pela Prefeitura do Município.

Segundo dados da SES, Matões tem até o momento apenas 27 casos confirmados e nenhum óbito. Já segundo dados da Prefeitura, são 120 casos confirmados e um óbito.

Vem coisa por aí…

Ferdinando Coutinho tem a menor rejeição em Matões, aponta pesquisa

Atual gestor é um dos poucos no Maranhão que detém menor rejeição no município

De acordo com o levantamento feito pelo Instituto Census, dentre os pré-candidatos a prefeito do município de Matões, o que tem a menor rejeição entre os eleitores é o atual prefeito Ferdinando Coutinho com apenas 20,63%.

O advogado Gabriel Tenório, que foi derrotado em 2016 quando disputou a prefeitura pelo grupo Sarney, aparece como o segundo nome mais rejeitado no município, com 24,13%. Quem lidera a lista de rejeitados é a ex-prefeita Suely Pereira, com 27,3%.

Tenório carrega imagem do grupo Sarney em sua história

Já na intenção de votos, o cenário espontâneo, que é aquele que mais representa o sentimento popular, não foi divulgado pelo Instituto.

No cenário induzido, com margem de erro de 5,7% para cima ou para baixo, número considerado alto, a pesquisa aponta empate técnico entre Gabriel Tenório e Ferdinando Coutinho, com 38,41% e 33,03% respectivamente, seguidos pela ex-prefeita Suely Pereira, com 15,56%.

Não souberam ou não quiseram responder representa 11,43% e brancos e nulos 1,59%

Em outro cenário, em confronto direto entre Tenório e Ferdinando, o instituto volta a apontar empate técnico com 46,65% e 41,59% respectivamente.

Essa é a primeira pesquisa registrada no município no ano.

A pesquisa do instituto Census foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número MA-08897/2020. Foram ouvidos 315 eleitores em Matões, no dia 17 de janeiro, para uma margem de erro de 5,7 pontos percentuais, para mais ou para menos, e grau de confiança de 95%.