Republicanos vazio em 2021, essa seria a promessa

Última cartada do trio Republicano na busca pelo cobiçado PSL

Essa quinta-feira (09), foi marcada pela presença intenção de políticos maranhenses em Brasília. O motivo da movimentação seria a efetivação oficial do apoio do PSL nas eleições municipais em São Luís.

Segundo informações de bastidores, os deputados Duarte Júnior (Republicanos) e Fábio Macedo (Republicanos), acompanhados do vice-presidente Carlos Brandão (Republicanos) e do pré-candidato a prefeito de Timon, Coronel Schnneyder estiveram com representantes do PSL Nacional.

Como última cartada para conseguirem o apoio do partido em São Luís e consequentemente em Timon, a informação extraoficial é de que o grupo teria prometido uma espécie de esvaziamento coletivo do Republicanos no próximo ano.

A promessa, apesar de ótima para o PSL, pode soar como prejuízo para o Republicanos, que neste caso, seria usado apenas para tentar eleger os possíveis candidatos maranhenses na eleição municipal de 2020, além de dar um giro de 360 graus com a suposta filiação coletiva do grupo, incluindo o vice-governador Carlos Brandão, ao PSL.

Isso porque com a saída de Dino em 2022, provavelmente para disputar a Presidência da República, o Maranhão deixaria de ser comandado pelo PCdoB e passaria para as mãos do PSL,  partido que elegeu Bolsonaro em 2018.

Mesmo com todas essas vantagens na mesa, parece que o grupo saiu de lá com sentimento de derrota.

Pelo visto, a sexta-feira (10), vai ser pautada por outra vitória junto ao desejado PSL, mas isso é post para logo mais.

Pesquisa que aponta liderança de Coronel Schneyder em Timon pode ser cancelada por falhas

O PSC, partido do pré-candidato Jaconias Morais pediu na Justiça Eleitoral, a impugnação da pesquisa Data Max, divulgada nesta quinta-feira (30), e que aponta liderança do pré-candidato Coronel Schneyder.

Para os advogados do partido, há direcionamento no Plano Amostral, com claro favorecimento a alguns pré-candidatos.

Outro erro seria a ausência do número de entrevistados por bairros e povoados, o que, de acordo com os advogados, viola a resolução do TSE – Tribunal Superior Eleitoral.

Para o partido, o descumprimento afasta qualquer confiabilidade no resultado final da pesquisa.

As informações são do blog do Elias Lacerda, que cobre a política local em Timon.