Zé Reinaldo gastou mais de meio milhão de reais com a empresa de pesquisa Econométrica.

No total, foram apresentadas notas fiscais que juntas, somam R$ 605 mil reais, referente a prestação de serviço de pesquisa da empresa Econométrica, todas ressarcidas ao deputado federal José Reinaldo.

Quem atira com a pólvora alheia… José Reinaldo gastou R$ 605 mil reais em pesquisas, e teve cada centavo devolvido, segundo dados do portal da Transparência.

O deputado federal e pré-candidato ao senado, José Reinaldo Tavares, vem, desde 2015, quando assumiu o mandato na Câmara Federal, gastando um verdadeiro rio de dinheiro com a Econométrica, instituto de pesquisa com sede em Paço do Lumiar.

De acordo com levantamento feito pelo blog Maramais, no total, a empresa já recebeu R$ 605 mil reais para elaboração de estudos sócio econômico sobre a situação habitacional de 22 bairros da capital.

Entre os bairros pesquisados pelo Instituto, estão a Chácara Brasil, com casas avaliadas em mais de R$ 1 milhão de reais.

Outro ponto que chamou a atenção do blog, foi o valor pago por cada levantamento. De janeiro de 2015 prá cá, o valor mais que dobrou.

Só pra se ter uma ideia, a primeira pesquisa foi realizada em março de 2015, no bairro do Coroadinho, e o valor pago foi de R$ 14,5 mil reais. Em um ano, esse valor dobrou, e pelo mesmo levantamento, realizado na Chácara Brasil, o instituto cobrou o valor de R$ 34 mil reais.

Todos os valores pagos ao Instituto Econométrica, foram ressarcidos para o bolso do deputado federal, no total, R$ 605 mil reais.

Os bairros pesquisados foram, Coroadinho, Ivar Saldanha, Vila Conceição, São Raimundo, Bom Jardim, Coheb, Cidade Olimpica, Santa Barbara, Vicente Fialho, Caratatiua, Belira, Codozinho, Cohapam, Vila Maranhão, Chácara Brasil, Coqueiro, Vila Samara, Guarapuava, Radional, João de Deus, Santa Cruz e Tibiri.

Estivemos em alguns desses bairros, e não conseguimos encontrar nenhum morador que tenha sido entrevistado pelo Instituto de pesquisa nos últimos dois anos.

Os dados foram financeiros e de fornecedor citados na reportagem foram coletados do site da Câmara Federal.

Em 2018, José Reinaldo precisará muito do Instituto de Pesquisa, para realização de Pesquisas Eleitorais, e já conta com um excelente parceiro.

O seu endereço de e-mail não será publicado.