Vazam áudios de Duarte Júnior que revelam o uso do Procon na campanha de 2018

O editor do blog Maramais teve acesso a dois áudios que revelam que o então candidato a deputado estadual, Duarte Júnior, pode ter utilizado a estrutura do Procon e dos Vivas no Maranhão. Os arquivos devem complicar ainda mais a situação do pré-candidato a prefeito, que enfrenta na justiça, ação judicial onde o MPE acusa Duarte e sua namorada de abuso político e de autoridade, durante o período em que presidiu o Órgão de Defesa do Consumidor do Maranhão

No primeiro áudio, Duarte demonstra preocupação com a sua eleição e pede que os participantes do grupo se dediquem apenas à eleição dele, deixando de lado as campanhas para o governo do estado e do senado.

“Pessoal, pelo amor de Deus, faltam 22 dias para a campanha acabar. Tem gente aqui nesse grupo que não está se mobilizando, tá se escondendo, poxa, se não pode contar, avisa, que a gente não conta.  Agora, ir para uma panfletagem com pessoas que nem conhece nossa história, nosso trabalho, é gastar papel e entregar mecanicamente. Tem que ir lá fazer a defesa, poxa, por favor, vamos focar a nossa campanha, por favor. Não adianta nada ir pra lugares que.. poxa.” Reclama Duarte.

No outro áudio, mais comprometedor, Duarte dá ordens para que o material, supostamente de sua campanha, sejam compartilhados em grupos das unidades do Procon e do Viva, o que pode confirmar as acusações de Abuso Político e de Autoridade que podem custar sua cassação e inelegibilidade.

“Pessoal, a Lenyse vai postar aqui, é.. vídeos de mais ou menos quatro ou seis municípios, e cada vídeo desse deve ser enviado para cada amigo ou amiga servidor, grupos de servidores.. do Viva, Procon, ou quem quer que seja, que reside nesses municípios. Então por favor, pega essa legenda, pega esse vídeo e manda agora, na hora que ouvir essa mensagem, pra esse povo que mora nesses municípios, agora, por favor.”

Os áudios do próprio Duarte Júnior foram divulgados após matéria bombástica que revelou prints de conversas orientando a criação de um batalhão de perfis fakes para auxiliar a campanha de Duarte em 2018.

Em nota, a Assessoria do deputado classificou os prints como montagem nítida.

O blog abre espaço para posicionamento à respeito dos áudios.