Pesquisa aponta liderança de Sâmia Moreira na corrida eleitoral em Santa Quitéria

A pesquisa eleitoral mais recente feita no município de Santa Quitéria, aponta para vitória da pré-candidata Sâmia Moreira. O levantamento foi realizado pelo Instituto MBO nos dias 17 e 18 de junho e ouviu 503 eleitores do município.

De acordo com a pesquisa, no cenário espontâneo, aquele em que o eleitor fala o nome que está pensando, sem que lhe seja apresentado nenhuma lista de pré-candidatos, Sâmia Moreira desponta como líder com 34,99% das intenções de votos; o ex-prefeito Maninho Leal, que ficou conhecido no Maranhão inteiro após ser preso em 2018, aparece com 25,84% das intenções de votos; a atual prefeita, Ana Claudia, que assumiu após a morte do prefeito Alberto Rocha, vitima de Covid-19 no início do mês, aparece em terceiro lugar com apenas 8,74%; não sabem ou não quiseram responder representam 30,43% das intenções.

Em um segundo cenário, onde são apresentados os nomes dos possíveis candidatos, Sâmia Moreira dispara e chega a 46,52% das intenções de votos; Maninho Leal aparece com 33,59% e Aninha em terceiro com 12,32%; não souberam ou não quiseram responder representa 7,57% das intenções de votos no cenário induzido.

Já quando o Instituto procurou saber quem tinha a maior rejeição entre os eleitores de Santa Quitéria, Maninho Leal lidera, com 29,02% dos eleitores que afirmam não votar de jeito nenhum; Aninha é a segunda mais rejeitada, com 24,65% de rejeição e Sâmia aparece como a pré-candidata com menor rejeição, apenas 18,29%; não souberam ou não quiseram responder representa 28,04%.

A pesquisa foi registrada no TSE sob número MA-00492/2020, tem margem de erro de 3,5 para mais ou para menos e taxa de confiabilidade de 96,5%.

Ana Claúdia é empossada prefeita de Santa Quitéria

A vice-prefeita de Santa Quitéria, Ana Claúdia Costa Viana (PDT), popularmente conhecida como ‘Aninha do Dr. Junior Bastos’, foi empossada como prefeita na tarde desta segunda-feira (08), na Câmara de Vereadores.

A cerimônia aconteceu sem público, obedecendo as medidas de segurança estabelecidas pelos órgãos de saúde.

Aninha assume o cargo após o falecimento do prefeito Alberto Rocha (PP), no último sábado (06), em decorrência de complicações causadas pela Covid-19.

Durante o seu discurso, Ana Cláudia afirmou que se empenhará para realizar um trabalho dedicado, responsável e que atenda às demandas do município. “Sei que é pouco tempo, mas deverei fazer muita coisa em prol da nossa população. Se o povo apostou na chapa Alberto Rocha e Ana Cláudia, na qual nós tivemos um período que todos sabíamos, que não deu pra gente levar esse projeto até o presente momento juntos, sempre nos respeitamos, na qual fiz oposição com responsabilidade”, disse.

Em sua fala, se solidarizou com a família de Alberto Rocha e repudiou qualquer ato em desrespeito a memória do gestor. “Gostaria se ser solidária a dor que à família Rocha atravessa nesse momento com a perda inesperada do nosso prefeito Alberto Rocha. Deixo aqui a toda família, o meu abraço de conforto a todos. E repudio qualquer ato que venha a ser feito como vimos nos últimos dias”, disse a prefeita.

A nova chefe do executivo municipal ressaltou que o momento é muito difícil, mas novas medidas serão tomadas para o enfrentamento à Covid-19.

“Este é o maior desafio já recebido em minha vida, que requer maturidade, responsabilidade com a vida de qualquer cidadão quiteriense”, finalizou a prefeita empossada, Ana Cláudia.

Vídeo: População de Santa Quitéria festeja volta de Manin Leal.

O ex-prefeito Manin Leal foi aclamado pela população de Santa Quitéria, ao retornar neste sábado, 21, ao município.  No vídeo, dá pra ver Manin falando para uma multidão, que aplaude freneticamente a cada explicação do ex-prefeito, que garante que tudo isso só aconteceu porque ele é filho de pobre.

Manin foi alvo de uma ação da Polícia Civil na manhã desta sexta-feira, 20, que apreendeu documentos e conduziu o ex-prefeito até a Sede da Policia Civil da Capital.

Sem ter nada a temer, Manin foi liberado e recebido por uma multidão em sua residência.

Para a oposição do município, a ação foi um tiro no pé, e Manin mostrou porque é considerado um dos políticos mais populares da região.

Gaeco faz busca na residência do ex-prefeito de Santa Quitéria, Moreirão.

Durante a operação, Dalila Pereira Gomes (ex-primeira-dama), Keller Bernardo Aquino da Silva, Eliza dos Santos Araujo Lima, João Francisco Amorim Moreira foram presos. O vereador Francisco das Chagas Silva, conhecido como “Chico Motorista” foi preso em flagrante por posse de arma de fogo. O contador Osmar de Jesus foi preso por posse de arma de fogo e usurpação de documentos públicos. Ele estava de posse de processos licitatórios completos. Luís Henrique Almeida Lopes está sendo procurado.

O Ministério Público do Estado do Maranhão (MPMA) e a Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor), realizaram na manhã desta quinta-feira, 19, uma operação conjunta para cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão temporária. A ação aconteceu simultaneamente nos municípios de São Luís, Santa Quitéria. Os mandados foram expedidos pelo juiz da 1a Vara Criminal de São Luís.

Moreirão, ex-prefeito de Santa Quitéria

A Promotoria de Justiça de Santa Quitéria, a 2ª Promotoria de Justiça Criminal de São Luís e o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) requereram as medidas cautelares. Segundo o promotor de justiça Luiz Eduardo Braga Lacerda, “há indícios da existência de uma organização criminosa estruturada, com divisão específica e ordenada de tarefas, objetivando a prática de crimes relacionados a fraudes em processos licitatórios, desvio e apropriação de verbas públicas na gestão do ex-prefeito Sebastião de Araújo Moreira – Moreirão (PR). Tudo com a participação de agentes públicos e particulares do município”.

O Procedimento Investigatório Criminal apurou que o município de Santa Quitéria realizou procedimentos licitatórios para a contratação de serviços de manutenção veicular e de locação de veículos. A licitação teria sido direcionada para beneficiar a empresa Translumar- Limpeza Urbana e Transporte Maranhense. As irregularidades foram cometidas na gestão do ex-prefeito Sebastião Araújo Moreira.

Durante as investigações, foi constatado que a Translumar não exercia suas atividades no endereço indicado como sua sede, não possuía veículos com as especificações contidas no Edital que fossem cadastrados em seu nome e não possuía funcionários registrados. Foi identificado, ainda, que o município de Santa Quitéria realizou pagamento em favor da empresa no valor aproximado de R$3.255.000,00 (três milhões, duzentos e cinquenta e cinco mil reais). Luiz Eduardo Braga Lacerda explicou que “o pagamento foi feito sem a prestação dos serviços e com ausência de empenho prévio, representando efetivo dano ao erário municipal.”

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados Sebastião de Araújo Moreira (ex-prefeito), Dalila Pereira Gomes (ex-primeira-dama), Keller Bernardo Aquino da Silva (ex- secretário municipal de Educação e Administração), Eliza dos Santos Araújo Lima (ex-pregoeira), Osmar de Jesus Costa Leal (ex-prefeito e liderança política na região) e Luís Henrique Almeida Lopes (sócio da empresa TRANSLUMAR – Limpeza Urbana e Transporte Maranhense).

Durante a operação, Dalila Pereira Gomes, Keller Bernardo Aquino da Silva, Eliza dos Santos Araujo Lima, João Francisco Amorim Moreira foram presos. O vereador Francisco das Chagas Silva, conhecido como “Chico Motorista” foi preso em flagrante por posse de arma de fogo. O contador Osmar de Jesus foi preso por posse de arma de fogo e usurpação de documentos públicos. Ele estava de posse de processos licitatórios completos. Luís Henrique Almeida Lopes está sendo procurado.

O promotor de justiça Marco Aurélio Cordeiro Rodrigues, membro do Gaeco, detalhou que “a operação foi realizada para apreender documentos, computadores e outros objetos relacionados à possível conduta delituosa, e para identificar outros integrantes da organização criminosa. Diante das evidências da prática do crime de lavagem de dinheiro, queremos saber a destinação dos valores desviados, e entender o papel desempenhado por cada um dos agentes da organização.”

MP aciona ex-prefeito de Santa Quitéria para devolver mais de R$ 5 milhões aos cofres públicos

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) ajuizou, em 1º de novembro, uma Ação Civil Pública em desfavor do ex-prefeito de Santa Quitéria, Osmar de Jesus da Costa Leal, solicitando o ressarcimento de R$ 5.495.318,40 aos cofres municipais, em função de irregularidades observadas na prestação de contas referente ao exercício financeiro de 2000..

A ACP, formulada pelo promotor de justiça Luiz Eduardo Braga Lacerda, é baseada no Acórdão (decisão coletiva) PL-TCE nº 71/2014, do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

As ilegalidades constatadas incluem ausência de licitações, contratos e comprovação de despesas; emissão de notas fiscais sem data; duplicidade de pagamentos, além de débitos em conta sem comprovação de despesas.

Entre as irregularidades estão a realização de despesas indevidas e a divergência relativa ao total da aplicação de recursos do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério), atual Fundeb.

Além da utilização de recursos do fundo para liquidar despesas de outra área, sob a gestão de Osmar Leal, também foram realizadas despesas indevidas na área de saúde.