Vídeo: Vice-prefeito de São José de Ribamar debocha dos moradores do Altos do Turu.

Para o empresário cearense Eudes Sampaio (PTB), vice-prefeito de São José de Ribamar, os moradores do bairro Altos do Turu e região não tem nenhum motivo para protestar. Eudes, que parece não conhecer a realidade caótica que se encontra todos os bairros do município, disse, durante reunião após manifestação, que essa história de bairro abandonado não existe. Para o vice-prefeito, que mora em São Luís, está tudo mil maravilhas.

A reunião aconteceu depois que os moradores, cansados de reclamar contra o abandono e descaso do prefeito Luís Fernando, fecharam ruas do bairro em protesto.

Na reunião, o vice-prefeito disse que vai mandar um serviço paliativo.

A forma debochada como Eudes tratou os moradores irritou alguns moradores. “Não sei como uma pessoa dessa não tem vergonha de falar que o Alto do Turu não está abandonado, com tanto descaso que vivemos aqui no bairro.” Reclamou a moradora Dayane.

“Você vive em qual planeta, vice-prefeito?” questionou Guilherme Mulato em suas redes sociais. Em seguida, mostrou a realidade do completo abandono do bairro, para que o vice-prefeito tome conhecimento.

Na próxima semana está programado protestos na Avenida Artur Carvalho, no Parque Jair e mais dez bairros do município.

Veja também:

Secretária de Educação admite descaso com o Transporte Escolar de Ribamar.

Luís Fernando enfrenta mais uma semana de protestos em São José de Ribamar

Vídeo: Secretário de Luís Fernando empurra moradores durante protestos.

Moradores protestam contra abandono no Residencial Turiuba, em São José de Ribamar

Vídeo: Secretário de Luís Fernando é obrigado a pisar na lama, andar pelas ruas cheias de buracos e conhecer a realidade do Nova Terra

Luís Fernando é alvo de novos protestos no Nova Terra

 

Piada do dia: A forma como Luís Fernando recebe os cadeirantes há 12 anos em São José de Ribamar.

Desafiamos Luís Fernando a receber os cadeirantes na recepção da prefeitura.

A matéria distribuída pela assessoria do prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), na qual tenta passar que o gestor trata o tema acessibilidade com seriedade, foi recebido por entidades e pela sociedade civil como uma verdadeira piada de péssimo gosto.

Desde que assumiu a prefeitura de São José de Ribamar pela primeira vez, em 2005, e agora, em seu terceiro mandato, Luís Fernando trata o assunto como se não tivesse nenhuma responsabilidade.

Para se ter uma ideia, quem precisa conversar com o prefeito, ou simplesmente protocolar algum oficio, enfrenta um grande problema, já que a entrada da prefeitura não foi pensada nos cadeirantes, como pode ser conferido na foto acima.

Dificilmente os integrantes da foto conseguiriam entrar sozinhos, na prefeitura de São José de Ribamar e na maioria das secretarias.

Nesta segunda-feira (29), cumprindo mais um acordo político, o prefeito esteve com o filho do deputado federal Pedro Fernandes (PTB), o secretário da Agência Executiva Metropolitana – AGEM, Pedro Lucas (PTB), que pelo acordo, deverá ser um dos candidatos a deputado federal do prefeito de São José de Ribamar.

No ato de assinatura da ordem de serviço para a elaboração do Plano que será coordenado e executado pela AGEM, Luís Fernando tratou do assunto como se o fosse um exemplo no assunto.

“Esse é um dever de cada gestor. É uma questão de inclusão social e claro que a inacessibilidade significa tratar de forma desigual aqueles que são iguais. Quero dizer que o município se sente muito contemplado e que no menor tempo possível estará presente ao lado do Governo do Estado, para lutar para que cada vez mais tenhamos espaços inclusivos em nossa cidade” Declarou Luís Fernando, esquecendo que nem sequer o prédio da prefeitura está preparado para receber cadeirantes e portadores de necessidades especiais para locomoção.

O secretário da AGEM, Pedro Lucas, definiu o momento como sendo “histórico”, uma vez que devolve a cidadania às pessoas com deficiência. “Esta é mais uma etapa que estamos vencendo e avançado, fruto da determinação do governador Flávio e responsabilidade voltada a inclusão social”, completou Pedro Lucas.

Ivo Diniz, que é membro do Fórum Metropolitano de Acessibilidade, acompanhou a assinatura da ordem de serviço e disse ser “uma grande vitória e um começo para quem tem mobilidade reduzida, cadeirante e com deficiência visual”, finalizou Ivo Diniz, que não sabe como o prefeito trata os cadeirantes em São José de Ribamar.

Quem quiser confirmar, vá a prefeitura e algumas secretarias para ver a dificuldade que é. O Ministério Público está de olho.

Funcionários do primeiro, segundo e terceiro escalão tentam derrubar secretário de Juventude de São José de Ribamar.

Alguns jovens que fizeram campanha para o prefeito, davam como certa a escolha do nome para a Secretaria de Juventude. Frustraram-se!

Pelo visto, a movimentação do prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), em separar alguns funcionários do terceiro escalão, que, no início do ano se juntaram para tentar derrubar do cargo, o Secretário de Juventude, Antônio Filho (PSD), não surtiu nenhum efeito.

No último final de semana, pelo menos dois funcionários, um do primeiro e o outro do terceiro escalão, usaram as redes sociais para mandar indiretas para o prefeito.

Em uma das postagens, o principal pivô do movimento que tentou derrubar secretário e adjunto, chegou a afirmar que cansou de ser step, numa clara demonstração de insatisfação com o cargo que ocupa, considerado de terceiro escalão na Assessoria de Comunicação.

Antônio Filho, por sua vez, se mantem firme, com maturidade e confiança do prefeito , e sequer comentou as postagens. Já os jovens, quase adolescentes, pecam pela inexperiência, expondo a desarmonia que existe no segmento.