Roberto Rocha e Bolsonaro querem que maranhenses paguem para entrar e sair de São Luís

Na prática, é o que deve acontecer a partir de 2021 segundo a programação do presidente Jair Bolsonaro, que conta como principal aliado no Maranhão, com o senador Roberto Rocha (PSDB), que tentou recentemente, sem sucesso, afundar um navio velho em Tutóia.

De acordo com o Ministério da Infraestrutura do Governo Federal, pelo menos dois trechos maranhenses da BR-135 que já deveriam estar duplicados, serão privatizados, e consequentemente, terão cobranças de pedágios em pelo menos dois pontos.

O primeiro trecho fica entre o KM 51 e 95 da BR-135, localizados entre Bacabeira e o povoado Outeiro, o que obrigará o pagamento de pedágio quase todos os veículos que chegam na capital por via terrestre.

O outro trecho que será privatizado e terá cobrança de pedágio está localizado entre Outeiro, no KM 95 e Miranda do Norte, no KM 127.

Na pratica, quem sair de Miranda do Norte para São Luís, será obrigado a pagar dois pedágios na ida e mais dois na volta, o que deve resultar no aumento de preços de serviços como passagem de ônibus intermunicipal e transportadoras de carga.

O seu endereço de e-mail não será publicado.