Prefeitura de Ribamar volta a interditar Rádio que crítica gestão Luís Fernando.

O clima de perseguição e terror no município de São José de Ribamar ganhou um novo capítulo na queda de braço envolvendo o prefeito Luis Fernando Silva (PSDB), e o empresário Manoel Michel João Pinheiro nesta última quinta-feira (06).

Funcionários da Secretaria Municipal da Receita e Fiscalização Urbanística (SEMREC), com o apoio de homens da Guarda Municipal, interditaram novamente a Rádio Via Cabo Itapiracó, no Parque Vitória, bairro ribamarense localizado na chamada região limítrofe com a capital São Luís.

A primeira interdição ocorreu no mês de março. À época, a prefeitura alegou débito de Michel Manoel, proprietário do veículo de comunicação que já opera há mais de 15 anos, com o fisco municipal, informação que foi negada pelo empresário.

Sustentado em uma decisão recente proferida pelo juiz Celso Orlando Aranha Pinheiro, titular da 1ª Vara Cível de São José de Ribamar, Michel Manoel reabriu a Rádio na última segunda-feira (03).

A sentença do magistrado, vale destacar, foi chancelada pelo promotor de Justiça Márcio José Bezerra Cruz, da Comarca de São José de Ribamar, que em parecer ministerial emitido no dia 27 de agosto optou pela reabertura do veículo de comunicação.

No entanto, o empresário foi surpreendido com uma nova investida dos agentes da prefeitura, que lacraram, mais uma vez, o estabelecimento com base na lei complementar nº 02/2002, do Código Tributário Municipal.

O advogado Ancarlos Araújo Rodrigues da Silva, que atua na defesa de Manoel Michel, explicou que a nova interdição promovida pela prefeitura está relacionada a uma decisão do presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, que, no dia 07 de julho, tornou sem efeito uma primeira decisão proferida Celso Orlando.

Vale lembrar que o filho do desembargador é candidato a deputado estadual e tem o apoio do prefeito ribamarense.

Perseguição? – O empresário, nas duas primeiras gestões de Luis Fernando em São José de Ribamar, foi aliado do tucano e operou a Itapiracó sem sofrer nenhum tipo de retaliação por parte do poder municipal

Porém, caiu em desgraça com o prefeito devido ao fato de integrar um movimento que cobra constantemente melhorias para bairros ribamarenses situados na região limítrofe e que defende, inclusive, a emancipação política e administrativa de um território já denominado de Vitória do Araçagi.

Com informações de Glaucio Ericeira.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *