Ministério Público dá prazo de 10 dias para Prefeitura de Ribamar e Ciano explicarem irregularidades na coleta de lixo

A Promotora de Justiça de São José de Ribamar,  Silvia Menezes de Miranda, abriu investigação para apurar possíveis irregularidades na Coleta de Lixo realizada no município.

Em ofícios encaminhados ao Secretário de Obras, André Cruz, e à empresa Ciano Soluções Ambientais, a Promotora deu prazo de 10 dias para esclarecimentos das graves denúncias.

A investigação foi aberta após Guilherme Mulato, líder político do município, protocolar denúncia no MP contra o prefeito Dr. Julinho, que revelou que São José de Ribamar, apesar de ser a terceira maior cidade do Estado, voltou a fazer a coleta de lixo em caçambas abertas, expondo os agentes de limpeza à doenças.

Apesar dos serviços precários, a empresa Ciano já recebeu só em 2021, mais de R$ 7 milhões de reais.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *