Republicanos vazio em 2021, essa seria a promessa

Última cartada do trio Republicano na busca pelo cobiçado PSL

Essa quinta-feira (09), foi marcada pela presença intenção de políticos maranhenses em Brasília. O motivo da movimentação seria a efetivação oficial do apoio do PSL nas eleições municipais em São Luís.

Segundo informações de bastidores, os deputados Duarte Júnior (Republicanos) e Fábio Macedo (Republicanos), acompanhados do vice-presidente Carlos Brandão (Republicanos) e do pré-candidato a prefeito de Timon, Coronel Schnneyder estiveram com representantes do PSL Nacional.

Como última cartada para conseguirem o apoio do partido em São Luís e consequentemente em Timon, a informação extraoficial é de que o grupo teria prometido uma espécie de esvaziamento coletivo do Republicanos no próximo ano.

A promessa, apesar de ótima para o PSL, pode soar como prejuízo para o Republicanos, que neste caso, seria usado apenas para tentar eleger os possíveis candidatos maranhenses na eleição municipal de 2020, além de dar um giro de 360 graus com a suposta filiação coletiva do grupo, incluindo o vice-governador Carlos Brandão, ao PSL.

Isso porque com a saída de Dino em 2022, provavelmente para disputar a Presidência da República, o Maranhão deixaria de ser comandado pelo PCdoB e passaria para as mãos do PSL,  partido que elegeu Bolsonaro em 2018.

Mesmo com todas essas vantagens na mesa, parece que o grupo saiu de lá com sentimento de derrota.

Pelo visto, a sexta-feira (10), vai ser pautada por outra vitória junto ao desejado PSL, mas isso é post para logo mais.

Cheirador de cocaína, espancador de mulher, canalha, ladrão e pilantra foram um dos adjetivos trocados entre vereadores de Timon

As trocar de ofensas e acusações entre os vereadores Ramon Júnior e Zé Carlos, durante a sessão remota da Câmara de Vereadores de Timon pode parar na comissão de ética da Casa.

Os dois vereadores desceram do salto e partiram para uma verdadeira baixaria virtual, que pode ser conferida pelo Maranhão inteiro, através do vídeo acima.

Ramon Júnior classificou o líder do governo na Câmara de canalha, ladrão e pilantra, e obteve como resposta do vereador Zé Carlos, no mesmo nível de ofensa, as acusações de ser usuário de cocaína e de bater em mulher.

Agora, a Câmara de Vereadores de Timon precisa se manifestar a respeito, e dar uma resposta rápida para a sociedade maranhense, do contrário, estará manchando sua história e de quem se manter calado sobre o triste e vergonhoso episódio.

COVID-19: Águas de Timon disponibiliza 560 litros de produtos químicos para desinfecção do município

Concessionária realiza nova colaboração para sanitização de espaços públicos

A luta contra o coronavírus continua em Timon. O município apresentou seus primeiros casos confirmados da doença e, com o intuito de reduzir o avanço do COVID-19, a Águas de Timon disponibilizou, pela segunda vez, produtos químicos para desinfecção de pontos de grande circulação de pessoas. Ao todo, a concessionária já colaborou com 560 litros de hipoclorito de sódio, conhecido popularmente como água sanitária.

A ação é realizada em parceria com a Fundação Nacional de Saúde – Unidade Timon, que utiliza um pulverizador costal para atuar em áreas públicas, como entorno de rodoviária, praças, hospitais, supermercados, shopping, paradas de ônibus e avenidas. Outras 18 escolas municipais, que foram utilizadas como ponto para doação de cestas básicas, também passaram pelo processo de sanitização para garantir a saúde da população.

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, Timon tem 75 casos notificados, sendo quatro confirmados, 54 suspeitos e 17 descartados. O município registrou ainda que três casos foram recuperados.

“A parceria entre a Águas de Timon e a Secretaria Municipal de Saúde vem de muito antes. Juntos, nós atuamos diretamente na prevenção contra as arboviroses, que inclui doenças como dengue, Zika, Chikungunya e febre amarela. Com o novo coronavírus, temos estreitado ainda mais a relação, no objetivo comum de trabalhar pelo bem estar dos timoneses”, declara Dolamito Marques, coordenador de Endemias de Timon.

Segundo o diretor-presidente da Águas de Timon, Cleyson Jacomini, a concessionária tem mantido contato constante com o poder público para auxiliar no combate ao COVID-19. “Nós reforçamos nosso compromisso com a população trabalhando dia e noite para manter o abastecimento de água, especialmente nesse momento de enfrentamento ao coronavírus. Também estamos atuando para evitar o avanço do novo vírus pelo país, sempre prezando pela saúde e qualidade de vida da população”, destaca.

Prestadora de serviços públicos essenciais para a população, a Águas de Timon adotou todas as medidas necessárias para garantir a operação dos sistemas na área urbana de Timon e também a segurança dos seus colaboradores. Os moradores também devem fazer a sua parte: lave as mãos com água e sabão.

Pesquisa que aponta liderança de Coronel Schneyder em Timon pode ser cancelada por falhas

O PSC, partido do pré-candidato Jaconias Morais pediu na Justiça Eleitoral, a impugnação da pesquisa Data Max, divulgada nesta quinta-feira (30), e que aponta liderança do pré-candidato Coronel Schneyder.

Para os advogados do partido, há direcionamento no Plano Amostral, com claro favorecimento a alguns pré-candidatos.

Outro erro seria a ausência do número de entrevistados por bairros e povoados, o que, de acordo com os advogados, viola a resolução do TSE – Tribunal Superior Eleitoral.

Para o partido, o descumprimento afasta qualquer confiabilidade no resultado final da pesquisa.

As informações são do blog do Elias Lacerda, que cobre a política local em Timon.

Pesquisa aponta Rafael Leitoa como melhor opção para o grupo Leitoa em Timon

A pesquisa do Instituto Data Max confirmou o que já era esperado. O deputado Rafael Leitoa (PDT) é a melhor opção como candidato do grupo Leitoa.

Segundo os números divulgado nesta quinta-feira (30), Rafael Leitoa aparece em terceiro lugar com 18,15%. No mesmo cenário, quando o nome do deputado estadual é substituído pelo da Secretária de Educação, Dinair Veloso, a diferença é gritante, e candidata do prefeito Luciano Leitoa pontua em último lugar, com apenas 4,93%.

Com margem de erro de 4,35 pontos para cima ou para baixo, número considerado alto, a pesquisa aponta liderança do Coronel Schneyder.

Vamos aos números completos dos dois principais cenários.

Cenário 1- Com Rafael Leitoa

Comandante Schnneyder 28,40%; Alexandre Almeida 18,74%; Rafael Leitoa 18,15%; Socorro Waquim 15,38%; Jaconias Moraes 8,48%; Vereador Henrique Júnior 6,11%; Nulo / Branco – Espontânea 3,16%; Não sabe/ Não Opina – Espontânea 1,58%.

Cenário 2 – Com Dinair Veloso

Comandante Schnneyder 30,18%; Alexandre Almeida 20,71%; Socorro Waquim 16,77%; Jaconias Moraes 9,86%; Vereador Henrique Júnior 6,90%; Não Sabe/ Não Opina – Espontânea 5,72%; Dinair Veloso 4,93%; Nulo/ Branco – Espontânea 4,93%.

O levantamento ouviu 507 eleitores entre os dias 8 e 12 de janeiro, tem intervalo de confiança de 95%, margem de erro de 4,35 para cima ou para baixo e tem registro de número MA-08866/2020.

O prefeito Luciano Leitoa convocou a militância do seu grupo para uma reunião nesta sexta-feira (31), onde é esperado o anuncio oficial do nome de Rafael Leitoa (PDT) como pré-candidato do grupo.

Luciano  Leitoa deve anunciar pré-candidato a prefeito nesta sexta-feira

O prefeito de Timon, Luciano Leitoa (PDT), convocou para esta sexta-feira (31), uma “Grande Reunião” política na sede do PDT. No convite, Luciano garante sua presença, dos vereadores e de lideranças políticas.

Mesmo sem adiantar a pauta do encontro político, os rumos é de que o encontro servirá para anunciar a escolha do nome que deverá representar o grupo Leitoa na disputa do pleito em outubro.

Recentemente, como informamos no blog, o Instituto Data Max realizou pesquisa para medir a intenção de votos no município, e testou o nome de pelo menos dois possíveis candidatos.

O deputado estadual Rafael Leitoa (PDT) foi testado em diversos cenários, já a secretária de Educação do Município, Dinair Veloso, substitui Rafael em apenas um cenário.

Apesar do resultado da pesquisa está liberado pelo TSE para ser divulgado a partir de hoje (30), tudo indica que Luciano Leitoa apresentará os números somente amanhã, durante o encontro que promete atrair milhares de pessoas.

Vale aguardar!

Pré-candidatos a prefeitos de municípios maranhenses buscam referência em gestão

Fernando Pessoa (Tuntum), Rafael Leitoa (Timon), Professor Marco Aurélio (Imperatriz) e Neto Evangelista (São Luís)

Os deputados estaduais Neto Evangelista (DEM), Professor Marco Aurélio (PCdoB), Fernando Pessoa (SD) e Rafael Leitoa (PDT), que devem disputar as prefeituras de seus respectivos municípios, foram até Sobral, no Ceará, para conhecer de perto um pouco mais dos bons exemplos de gestão que está sendo realizados por lá.

O município cearense tem cerca de 147 mil habitantes e é destaque na Saúde e Educação há vários anos. É de lá que vem o melhor IDEB do Ceará, e a Saúde recebeu o maior número de Selo Bronze de Qualidade do QualificaAPSUS em 2018.

Com tanto destaque, os quatro pré-candidatos foram buscar esses bons exemplos para trazer para São Luís, Imperatriz, Timon e Tuntum e apresentar para os eleitores durante a corrida eleitoral.

O deputado Neto Evangelista destacou a rapidez e a tecnologia nas Unidades de Saúde e o processo de seleção para garantir bons diretores nas escolas.

“Os diretores não são nem indicação, nem eleição, a escolha é feita por processo de seleção e várias fases para ter o melhor profissional gerindo a Escola”, destacou o pré-candidato a prefeito de São Luís.

Pelo visto, os jovens pré-candidatos estão mostrando que buscam outro nível para elevar o debate nas eleições.

Instituto de Pesquisa inclui Rafael Leitoa em pesquisa para prefeito de Timon

O Instituto Data Max testou o nome do deputado estadual Rafael Leitoa (PDT) em uma eventual disputa pela prefeitura de Timon. Registrada no TSE no dia 24 de janeiro, a pesquisa tem data prevista para divulgação na próxima quinta-feira (30).

Em setembro, durante entrevista a TV Meio Norte, o prefeito Luciano Leitoa (PSB) deu uma esfriada nos planos de Rafael Leitoa, ao afirmar que seu primo continuará na Assembleia e ajudará o próximo prefeito de Timon.

A pesquisa, que avaliará o nome de Rafael como plano A e da Secretária de Educação como plano B, deve ditar os rumos do grupo Leitoa no município.

Segundo dados do PesqEle, novo sistema de registro de pesquisas do TSE, a pesquisa ouviu 507 eleitores entre os dias 08 e 12 de janeiro, e teria sido contratada pela empresa Editora Central Nordeste, com sede em Teresina – PI.

Além do cenário espontâneo para prefeito e para vereador, o Instituto simulou cinco cenários e em apenas um, excluiu o nome do líder do governo Flávio Dino (PCdoB).

No primeiro cenário, o instituto inclui os nomes do ex-deputado Alexandre Almeira, do Comandante Schnneyder , Jaconias Moraes, Rafael Leitoa, Socorro Waquim e Vereador Henrique Júnior.

Secretária de Educação, Dinair Veloso; prefeito Luciano Leitoa e o deputado estadual Rafael Leitoa

Já no segundo cenário, o nome de Rafael Leitoa é substituído pelo da Secretária de Educação,  Dinair Velosos.

No terceiro cenário, com apenas quatro possíveis nomes, ficaram o Comandante Schnneyder , Jaconias Moraes, Rafael Leitoa e Socorro Waquim.

O Instituto também analisou esse mesmo cenário, sem o nome da ex-prefeita Socorro Waquim e um último cenário com apenas dois nomes: Comandante Schnneyder e Rafael Leitoa.

Além da intenção de votos, a pesquisa também mediu a rejeição dos pré-candidatos e a gestão do presidente Jair Bolsonaro; do governador Flávio Dino e do prefeito Luciano Leitoa.

Agora é aguardar o resultado.

TCE reprova contas de Socorro Waquim e ex-prefeita deve ficar de fora da eleição 2020.

Fora da disputa eleitoral de 2020, Socorro descarta “fidelidade” e tenta manter-se viva na política municipal, custe o que custar, e passando por cima inclusive de aliados.

Com contas reprovadas pelo TCE, referente ao exercício de 2007, período em que estava no comando da prefeitura de Timon e deixou o município um verdadeiro caos, a ex-prefeita e atual vereadora Professora Socorro Waquim (MDB), que este ano tentou eleger-se deputada estadual com a benção da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), e foi rejeitada nas urnas levando, como dizem no popular, uma verdadeira surra de seu adversário deputado estadual Rafael Leitoa (PDT), com diferença de mais de dez mil votos, deverá, no próximo pleito, ficar de fora da disputa no município de Timon.

Em julho,  o relator do processo, Conselheiro Raimundo Oliveira Filho julgou embargos  da ex-prefeita contra decisão de 2015 que já havia reprovado as contas de Waquim e agora, em nova decisão,  manteve reprovação das contas da ex-gestora.

Socorro sofreu nova derrota e reprovação das contas do exercício 2007 foram mantidas.

Com o resultado, a ex-prefeita deve ficar de fora do pleito que se aproxima e sem a sua principal aliada, Roseana Sarney, que teve seu grupo exterminado da política estadual, deve caminhar para o enfraquecimento ainda maior em Timon.

Infidelidade.

O blog Cozinhando o Galo, que cobre a política municipal de Timon, publicou recentemente áudio da vereadora que deixa claro que fidelidade na política não é o mais importante pra ela, e desta forma, quem estiver esperando apoio da ex-prefeita agora ou no futuro, não conte a ex-gestora.

Segundo o blog o primeiro que já levou rasteira da ex-prefeita foi o vereador Francisco Torres, conhecido no município por sempre manter-se fiel a Waquim.

Para a ex-prefeita, neste momento o que menos importa é fidelidade.

O comportamento da vereadora deve estar ligado a sua atual situação, que com contas reprovadas, lhe tira de novas disputas eleitorais.

Gastos de mais de R$ 2 milhões com combustível e locação de veículos motivam recomendação do MP ao Presidente da Câmara de Timon

Devido a irregularidades constatadas no pagamento de despesas relativas à aquisição de combustível e locação de veículos, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) expediu Recomendação, em 25 de junho, ao presidente da Câmara de Vereadores de Timon, para a adequação das despesas da casa legislativa do município às normas legais. Assinou a manifestação ministerial o promotor de justiça Sérgio Ricardo Souza Martins.

Na Recomendação, foi sugerido que as despesas regulares, previsíveis e necessárias para o exercício parlamentar e manutenção das atividades do Legislativo de Timon – incluindo contratação de assessores, aquisição de combustível e locação de veículos – devem ser feitas pelo ordenador de despesas (presidente da Câmara) o qual deve efetuar as contratações em atendimento às normas constitucionais.

Igualmente foi recomendada a realização de processo licitatório para a aquisição de combustível e locação de veículos, podendo ser instituído limites de consumo por gabinete, observando-se os princípios de economicidade e legitimidade, sendo que a responsabilidade, em caso de dano ao erário, poderá recair sobre o ordenador de despesa ou vereador beneficiário.

Também foi sugerido que seja realizado concurso público para o provimento de cargos efetivos, previstos no plano de cargos e carreiras da Câmara, como forma de equacionar a verba de gabinete. A quantidade deve ser estritamente necessária ao seu funcionamento, evitando a criação de número excessivo e desnecessário de servidores.

O documento indica, ainda, que seja realizado, no prazo de 60 dias, procedimento legal para regulamentação do cartão corporativo, para utilização dos vereadores.

Outro ponto da Recomendação é o detalhamento dos gastos efetuados com verba indenizatória, que devem ser disponibilizados no sítio eletrônico (Portal da Transparência).

Em caso de desobediência à Recomendação, o MPMA poderá adotar medidas administrativas e judiciais cabíveis.

O presidente da casa legislativa, em caso de acatamento da Recomendação, deverá informar quais medidas serão adotadas, apresentando ainda cronograma para o atendimento.

IRREGULARIDADES

A manifestação ministerial teve como referências pareceres da Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça que atestaram o valor de R$ 2.338.305,41 como verbas indenizatórias pagas aos vereadores de Timon, no ano de 2017, sendo 90% deste montante relativos à locação de veículos (R$ 1. 486.629,53) e a fornecimento de combustível (R$ 618.647,50).

Nos pareceres, foi verificado que não existe qualquer controle da utilização das despesas com abastecimento de combustível. As notas são emitidas mensalmente, englobando a quantidade total que foi fornecida aos veículos, não havendo qualquer identificação de forma individualizada de quais veículos são abastecidos (modelo e placa), data do abastecimento, valores e quantidade de litros.

Outro detalhe é que não constam, na prestação de contas, quais os veículos estão à disposição de cada vereador e quais parlamentares seriam beneficiados com o abastecimento de combustível por meio de verba indenizatória.

O parecer igualmente apontou que 90% dos gastos com abastecimento de combustíveis foram realizados em um único posto (M.A. Aragão de Sousa), totalizando o valor de R$ 561.934,21.

Quanto às despesas com locações de veículos, realizados pelos vereadores e pagas mensalmente com a verba indenizatória, foi constatado que os serviços foram realizados com pessoas físicas, sem qualquer documento que formalizasse a contratação, e acobertadas por meio de recibos. O parecer atestou que não há como comprovar se os veículos foram utilizados somente para a atividade parlamentar, porque não contam informações, na prestação de contas, sobre itinerário, data dos deslocamentos e condutores.

Outra irregularidade detectada é o número de servidores efetivos da Câmara Municipal, 32, menor que o número de funcionários comissionados, 74, o que contraria os princípios administrativos e constitucionais da proporcionalidade, moralidade e eficiência, previstos na Constituição Federal.

Na Recomendação, o promotor de justiça ressaltou que despesas com combustível e aluguel de veículos particulares são previsíveis, planejáveis e ordinárias, não podendo ser ressarcidas por meio de verbas indenizatórias. Devendo estes gastos serem efetuados mediante a instauração de prévio procedimento licitatório que garanta a realização dos serviços e o fornecimento dos produtos durante todo o exercício parlamentar.

Verbas indenizatórias se caracterizam principalmente pela eventualidade, não podem ser pagas com o propósito de ressarcir atividades habituais ou corriqueiras do mandato parlamentar, além de não poderem atender interesses pessoais do agente público, devendo ser direcionadas a satisfazer custos operacionais no exercício da função.