Sujou! Eudes Sampaio quer torrar R$ 720 mil para colocar nome de contribuintes no SPC

O objetivo do prefeito é gastar R$ 60 mil por mês para negativar, ou como dizem no popular, “sujar” o nome dos contribuintes que estejam em débito com a prefeitura. Ao todo, a prefeitura já assinou três contratos, totalizando mais de R$ 2 milhões com o mesmo objetivo

A prefeitura de São José de Ribamar renovou pela terceira vez, o contrato de R$ 720 mil reais com a Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís. O objetivo do prefeito Eudes Sampaio, é negativar o CPF de pelo menos 20 mil contribuintes ribamarenses por mês, segundo a previsão contratual de R$ 60 mil todos os meses, durante o período de um ano.

O Contrato foi assinado no início do mês e publicado no Diário Oficial do dia 11 de setembro. ( veja aqui ).

Em 2017, a prefeitura já havia contratado a mesma entidade para realizar esse tipo de serviço pela bagatela de R$ 720 mil reais ( veja a publicação aqui), e em 2018, o contrato foi renovado por mais 12 meses, pelo mesmo valor (veja aqui).

Ao todo, os três contratos juntos somam a inacreditável quantia de R$ 2 milhões, 160 mil reais. Tudo isso com o único objetivo de negativar o nome de contribuintes que deixarem de pagar seus impostos no município.

Bomba! Luís Fernando vai gastar R$ 1 milhão, 440 mil para colocar o nome de 20 mil ribamarenses no SPC/Serasa todo mês.

Luis Fernando promete mandar para a lista do SPC/Serasa, o nome e CPFde mais de 20 mil ribamarenses, todos os meses. Em 12 meses, 240 mil ribamarenses terão seus CPFs na lista de maus pagadores.

O prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), esbanja mais uma vez, e agora vai pagar R$ 1 milhão, 440 mil reais, a empresa Serasa e a SPC Brasil. O contrato feito com dispensa de licitação, tem como objeto principal, incluir o nome de 20 mil ribamarenses por mês, no cadastro de inadimplentes, ou como dizem os populares, “sujar o nome.”

Com sua fama de rancoroso e autoritário, o prefeito fez questão de contratar duas empresas, para o mesmo objetivo, afinal, o Serasa e o SPC Brasil, são empresas que mantém cadastro    de maus pagadores. Dessa forma, a Prefeitura de São José de Ribamar vai “sujar o nome” dos maus pagadores, e “sujar de novo”.

Os dois contratos foram publicados na edição nº 117 do Diário Oficial de São José de Ribamar, desta terça-feira (22), e chamou a atenção dos moradores pela fortuna em jogo.

Cada empresa vai receber a bagatela de R$ 720 mil reais, e terão que negativar o CPF de 20 mil contribuintes, todos os meses. No final de 12 meses, 240 mil ribamarenses terão seus nomes na lista de maus pagadores.