Posto A diz que não é responsável pelo “Samba do Coronavírus”

O Posto A, um projeto de esporte de praia ligado ao CF98 emitiu nota de esclarecimento logo após fiscais da Vigilância Sanitária interditarem o local. Denúncias de moradores e vídeos nas redes sociais, mostraram que uma multidão se juntou no que está sendo chamado de “Samba do Coronavírus”,  bem próximo do local.

De acordo com os responsáveis pelo projeto esportivo, o Posto A é um local para esporte e que não tem qualquer relação com a roda de samba que aconteceu na faixa de areia.

Confira a nota na íntegra.

O projeto Posto A, desenvolvido na Península da Ponta D’areia, informa que recebeu hoje, 27/07, a fiscalização da Vigilância Sanitária estadual e que acata todas as suas determinações.

Nosso projeto se baseia essencialmente na prática de esportes sem contato físico e atividades de lazer ao ar livre.

Seguimos recomendando aos praticantes que cumpram as recomendações das autoridades de saúde relativas ao distanciamento e uso de máscara.

Informamos, ainda, que a roda de samba ocorrida ontem em local próximo ao das nossas atividades não possui nenhum vínculo com o projeto, tendo surgido por iniciativa de frequentadores da praia.