Luís Fernando segue perseguindo trabalhadores e manda destruir bares em Ribamar.

Bastou terminar a eleição para o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB) voltar a perseguir trabalhadores e pais de famílias ribamarenses. Hoje pela manhã, 24, máquinas e funcionários da prefeitura destruíram construções de pelo menos cinco bares localizados na Orla Marítima.

Sem nenhum comunicado ou notificação informando os proprietários e dando prazo para correção da irregularidade, os trabalhadores dos estabelecimentos comerciais foram surpreendidos com a truculência da Gestão municipal e viram em minutos, sonhos de uma vida inteira serem destruídos.

Os restaurantes e bares Bazuca Bar, Bar da Selma, Restaurante Onda Azul, Mar à Vista e Bar da Paula, que se preparavam pra mais um dia de funcionamento, foram surpreendidos pela ordem do prefeito.

Amargando prejuízos incalculáveis, os trabalhadores agora contabilizam mais desemprego para pais de famílias ribamarenses.

Perseguição política.

Tudo indica que a ação da prefeitura ribamarense foi mais uma reação política de Luís Fernando à quem não acompanha seu grupo político, já que atualmente, todas as construções da Orla Marítima estão em ocupação irregular, porém, apenas cinco bares foram destruídos seguindo ordem do prefeito.

Um dos proprietários dos estabelecimentos destruídos postou em suas redes sociais. “Somos a parte esquecida de São José de Ribamar, mas hoje o prefeito lembrou da gente.” Ironizou o dono do bar, que conclui, “Luís Fernando, muito obrigado, não poderíamos esperar outra coisa de você.”

Gestão de perseguição.

Desde que assumiu a prefeitura, Luís Fernando tem adotado uma postura arrogante e sem sensibilidade com o trabalhador ribamarense. No inicio de 2017, mandou derrubar bares e borracharias localizados no Parque Vitória, perseguiu uma rádio local e em protestos de moradores, chegou a bater boca com populares.

As ações truculentas tinham sido suspensas durante o período eleitoral, mas pelo que tudo indica, o prefeito, que caiu na impopularidade ribamarense, voltou com tudo.

Veja o vídeo:

 

Após boicote municipal, time do São José fará amistoso hoje em São Luís

Perseguido pela gestão municipal, presidente do Peixe-Pedra consegue apoio, e amistoso será realizado hoje.

Depois da novela envolvendo o time do São José e a gestão do prefeito Luís Fernando (PSDB), que segundo o presidente do time, Paulo Campineiro, fez de tudo para boicotar a equipe (leia aqui), fechando os portões do Estádio durante a apresentação dos atletas, e negando autorização para que o time realizasse o amistoso com a equipe do Americano, marcado para hoje, 14, na casa do Peixe-Pedra, ontem a tarde (13), o próprio presidente da equipe ribamarense anunciou que a novela chegou ao final.

Segundo Campineiro, com a ajuda do ex-prefeito Gil Cutrim (PDT), o amistoso será realizado logo mais, as 15h3, no Estádio Nhozinho Santos, em São Luís.

“Amigos, o amistoso do São José será realizado neste domingo, as 15h3, no Nhozinho Santos, contra a equipe do Americano. Nosso amigo Gil Cutrim conseguiu prá gente. Portões abertos! Convido todos pra conhecer o time.” Anunciou Paulo Campineiro.

O Estádio Municipal Dário Santos foi reformado e ampliado na gestão do ex-prefeito, quando ganhou estrutura para receber jogos do campeonado maranhense.

O próprio Gil Cutrim, que tem uma história com o futebol maranhense, e já comandou a equipe do Moto Club, se pronunciou em suas redes sociais.

“Sempre ajudei o esporte ribamarense, especialmente o São José. Não seria diferente agora! Se “eles” perseguem, nós fazemos exatamente o contrário. Conte comigo sempre. Avante Peixe-Pedra!” alfinetou o ex-prefeito, falando claramente da perseguição que o Time do São José vem sofrendo pela administração municipal.

Leia também:

Presidente do São José revela boicote por parte da Prefeitura Municipal

Assista o vídeo em que Paulo Campineiro revela a perseguição que o São José vem sofrendo.

Revolta em São José de Ribamar: Prefeitura dá prazo de 15 dias para retirada dos tradicionais treileres da Avenida Gonçalves Dias.

Luis Fernando autorizou mais uma ação contra o trabalhador ribamarense. Dessa vez, os donos de Treilers tem 15 dias para retirada, sob pena de remoção.

Pais de famílias que tiram seu sustento da venda nos tracionais Treilers do centro de São José de Ribamar, foram pegos de surpresa por fiscais da Prefeitura, que notificaram os proprietários dos pontos comerciais e deram prazo de 15 dias para retirada dos Treilers. A ação deixou muita gente revoltada, no inicio da tarde desta terça-feira, 08.

No centro comercial da cidade, não se fala em outro assunto, e o clima de revolta é geral, entre proprietários dos comércios afetados, funcionários e clientes.

“É revoltante saber que pais de famílias só querem trabalhar e o prefeito tenta proibi-los de todas as formas.” Disse uma cliente de um dos Treilers notificado.

Tivemos acesso a uma das notificações, e como pode ser visto, o proprietário tem 15 dias para retirada do Treiler e retirada das mesas e cadeiras imediatamente.

“Como vou vender meu lanche sem mesa e cadeira? Meu cliente vai comer o lanche em pé? É uma vergonha e falta de respeito com o pai de família, com o trabalhador e com o ribamarense que há mais de duas décadas lancha aqui no meu ponto. Aqui eu já tenho clientes que vi crescer e hoje trás seu filho para lanchar. Estou envergonhado de ter votado nesse prefeito.” Lamentou um comerciante.

Em março, o prefeito autorizou destruição de diversos Treilers no Parque Vitória. Cenas de pais de famílias chorando chocaram a população da região.

Outro cliente, anunciou em um famoso grupo de WhatsApp da cidade que amanha poderá ter protestos contra o prefeito pela ação considerada por muitos autoritária, perseguidora e desnecessária.

“A mulher daqui do Treiller tá chamando o prefeito só de nome bonito. Amanha o centro de Ribamar para! Aqui no Cruzeiro não se fala em outro assunto.” Anunciou o internauta.

Leia também:

“Luís Fernando acabou com os sonhos da minha família.” diz trabalhador ao ver Treiller destruído.