Léo Costa dá pontapé à pré-campanha em Barreirinhas

Ex-prefeito, que tenta retornar ao comando do município, reúne apoiadores e correligionários políticos para traçar as estratégias para as eleições deste ano

O ex-prefeito de Barreirinhas, Léo Costa  (PSC), deu nesse final de semana o pontapé inicial na pré-campanha visando retornar ao comando do município. Ele se reuniu com apoiadores e correligionários políticos para tratar do planejamento pré-eleitorais e da construção de um programa visando a sucessão na prefeitura barreirinhense.

Desde o início deste mês, o tucano já havia anunciado sua intenção de correr ao cargo mais uma vez, durante postagens em suas redes sociais como Instagram, Twitter, YouTube e Facebook. Mais do que reforçar o capital político do ex-prefeito, a reunião também serviu para sinalizar que o tucano está se cacifando para entrar na disputa.

Depois do encontro com apoiadores e correligionários, Léo Costa deverá iniciar um cronograma de visitas aos povoados, tomando todas as medidas cautelares devido a pandemia. Para isso, ele e sua equipe devem seguir as normas de segurança determinadas pelas autoridades de saúde.

Em sua pré-campanha, Léo Costa afirmou que seu foco é Educação de qualidade para o povo, sem contar a continuidade das Unidades de Saúde à população, além da volta das grandes Vaquejadas e uma melhor administração para o povo de Barreirinhas.

Um vídeo institucional, produzido pela sua equipe de marketing, o pré-candidato promete mais trabalho. “Ele já mostrou que é capaz e vai fazer muito mais”, diz o slogan do material.

Léo Costa, que é Sociólogo, confirmou sua filiação ao PSC, partido pelo qual tentará buscar mais um mandato de prefeito. A ida para o PSC veio, após diversas articulações com o deputado federal Aluísio Mendes, e do reconhecimento do trabalho do parlamentar pela região dos lençóis.

Ex-prefeito de Barreirinhas, Léo Costa, pode ser condenado a três anos de detenção.

A Promotoria de Justiça da Comarca de Barreirinhas ingressou, em 28 de fevereiro, com uma Denúncia contra o ex-prefeito Arieldes Macário da Costa, mais conhecido como Léo Costa, por conta da contratação irregular de servidores pelo Município no período de 2013 a 2015.

Pelo menos quatro pessoas contratadas sem prévia aprovação em concurso público, portanto em desacordo com a lei, ingressaram na Justiça do Trabalho contra o Município, tendo reconhecidos seus vínculos trabalhistas. Em um dos casos apurados pelo Ministério Público do Maranhão, a Prefeitura chegou a efetuar um acordo judicial com um ex-vigia noturno, no qual se comprometeu a pagar quase R$ 3 mil reais como indenização.

De acordo com o promotor de justiça Guilherme Goulart Soares, ficou evidente que o ex-prefeito Leo Costa “praticou a conduta de nomear, admitir ou designar servidor, contra expressa disposição da lei”, pois não observou a exigência constitucional de preenchimento de cargos por aprovados em concurso público.

O Ministério Público denunciou Arieldes Macário da Costa por crime de responsabilidade, cuja pena prevista é de detenção de três meses a três anos, além da perda e a inabilitação, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação. Também está prevista a reparação do dano causado ao patrimônio.