Vereador Jô Viana quer Programa Primeiro Emprego para jovens ribamarenses

O vereador Jô Viana apresentou indicação ao Poder Executivo, sugerindo que seja enviado para Câmara dos Vereadores, Projeto de Lei que cria o Programa Primeiro Emprego, destinado aos jovens ribamarenses.

Para o parlamentar, é preciso estar atento aos jovens que estão iniciando sua vida adulta, e criar mecanismos para que eles sejam inseridos no mercado de trabalho. “Precisamos estimular a educação sem esquecer da geração de emprego, por isso, a criação do Programa Primeiro Emprego, que contemple egressos do ensino médio, acadêmicos da graduação e estudantes da Educação Profissional vai ser um importante passo para o avanço em nossa cidade. Tenho certeza que esse programa, em parceria com empresas locais, abrirá milhares de vagas para nossos jovens, que mais que geração de emprego, evitará a ociosidade para os novos adultos., “ destacou Jô Viana.

Com experiência e responsabilidade, o vereador explicou que usou o tramite legal, porque sua história é feita pautada no compromisso com a verdade e o único objetivo é contribuir com os ribamarenses.

“Como se trata de projeto de iniciativa do Executivo, fizemos a indicação para que o prefeito elabore o projeto de Lei de criação do Programa da melhor forma, contemplando a legislação vigente, e logo em seguida, enviando para que o Poder Legislativo aprecie e aprove essa importante iniciativa.” Explicou o vereador.

Após analise no plenário, a indicação foi aprovada por unanimidade e deve seguir para que o Poder Executivo tome as providências devidas.

Vereador Jô Viana propõe adesão do município ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (PECIM)

O vereador Jô Viana, que tem se destacado em defesa de uma Educação de melhor qualidade para os ribamarenses, propôs, durante a sessão desta terça-feira (19), indicação para que o município faça a adesão ao Programa Nacional das Escolas Cívil-Militares (Pecim), de iniciativa do Governo Federal.

O parlamentar destacou a importância do Programa para construção de novos cidadãos ribamarenses. “O modelo já vem dando certo, a exemplo das escolas implantadas no Distrito Federal. O ambiente escolar é muito mais seguro, para os alunos, para os professores, e valores importantes, perdidos no passado, voltam a ser resgatados, sempre pensando na formação dos jovens ribamarenses.” Destacou Jô Viana.

A Indicação foi aprovada e deve seguir para que o Poder Executivo tome as devidas providências.

A implantação das escolas cívico-militares vai ocorrer preferencialmente em regiões que apresentam situação de vulnerabilidade social e baixos índices no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Entre as premissas do programa estão a contribuição para a melhoria do ambiente escolar, redução da violência, da evasão e da repetência escolar.

A adesão dos estados e municípios ao programa é voluntária e, de acordo com o MEC, os gestores deverão realizar uma consulta pública e a comunidade escolar deve aceitar a mudança

De acordo com o MEC, os militares atuarão na disciplina dos alunos, no fortalecimento de valores éticos e morais, e na área administrativa, no aprimoramento da infraestrutura e organização da escola e dos estudantes. As questões didático-pedagógicas continuarão atribuições exclusivas dos docentes, sem sobreposição com os militares, e serão respeitadas as funções próprias dos profissionais da educação, que constam na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

.

Jô Viana propõe ampliação da carga horária dos professores

O vereador Jô Viana apresentou durante a sessão desta quinta-feira (31), Indicação para que o Poder Executivo amplie a carga horaria dos professores de 20hs para 40hs semanais. De acordo com o parlamentar, a proposição atende ao pedido dos profissionais da categoria.

Jô Viana explicou que terão direitos a ampliação de jornada somente os professores que desejarem e comprovarem que já tem jornada ampliada na condição de GAJ.

“Essa é mais uma forma de reconhecer os relevantes trabalhos dos professores pelo nosso município. Garantir a ampliação no lugar da GAJ, é dar o reconhecimento real que o professor merece, sem que fique sujeito, todos os semestres, a ter ou não a GAJ autorizada.” Destacou o parlamentar.

O benefício, uma vez concedido pelo Poder Executivo, não dependerá mais de autorização da Secretaria de Educação, como acontece todos os semestres.

“No mês passado tivemos uma Indicação aprovada, solicitando ao Poder Executivo o pagamento do retroativo do reajuste de 2018. Com esse novo pedido, tenho certeza que refletirá no dia a dia do profissional da educação, pois quando se valoriza o profissional, o resultado é visto em seu trabalho.” Concluiu Jô Viana.

A indicação foi aprovada por unanimidade e deve seguir para o Poder Executivo.

Veja também:

Jô Viana pede pagamento dos 46,67% referente retroativo dos Professores em 2018

Jô Viana pede pagamento dos 47,67% referente retroativo dos Professores em 2018

O vereador Jô Viana (PSL) teve aprovada durante a sessão do dia 08, proposição que solicita ao Poder Executivo, que pague os valores devidos aos professores, referente ao período de janeiro a julho de 2018, quando o MEC autorizou reajuste de 6,81% no piso salarial dos profissionais da educação. Naquele ano, o reajuste só foi concedido pela gestão municipal a partir de agosto, causando prejuízo aos professores do município.

Durante seu pronunciamento, Jô Viana destacou a importância do professor para o desenvolvimento do município e reafirmou seu compromisso com a classe. “Temos nos empenhado para garantir mais educação de qualidade aos ribamarenses, e para isso, a valorização dos profissionais é essencial. Em 2017, o ex-prefeito Luís Fernando não concedeu o reajuste salarial de 7,64%, o que causou uma grande perda salarial aos professores e que agora já está na justiça. Essa minha proposição, é uma forma de darmos celeridade e evitarmos a morosidade do Poder Judiciário, por isso, sabendo que a gestão do prefeito Eudes Sampaio é uma continuação da gestão do ex-prefeito, é mais do que justo que de forma amigável, o prefeito conceda o pagamento do retroativo que representa quase metade do salário do professor em 2018.”. Destacou Jô Viana.

Para se ter uma ideia do tamanho do prejuízo, um professor que ganha R$ 5 mil reais por mês, teve prejuízo de mais de R$ 2.350 reais só com o não pagamento do retroativo de janeiro a julho de 2018.

O parlamentar também destacou que tem lutado para garantir o pagamento das Escolas Comunitárias, que tanto tem sofrido para se manter, e que são de fundamental importância para a educação, principalmente nos bairros mais distantes.

Jô Viana alertou para outros prejuízos que a educação ribamarense vem sofrendo. “Durante a campanha de 2016, o ex-prefeito Luís Fernando e o atual prefeito Eudes Sampaio garantiram aos professores que iriam incluir o pagamento do 14º salário aos educadores, e nós vamos nos juntar a esses profissionais para lutar por esse benefício.” Disse Jô.

De acordo com a representante do Sinproesssema, os professores aguardam uma posição do prefeito Eudes Sampaio referente aos 46,67% de perdas de 2018, referente ao retroativo do reajuste de 6,81%, e que os prejuízos de 2017, que já foi judicializado, e aguarda a atual gestão para um possível acordo.

PR de Josimar de Maranhãozinho reforçará projeto pra eleger Nonato Limar prefeito de São José de Ribamar.

O Deputado Estadual Hélio Soares (PR), esteve neste sábado, 16, em São José de Ribamar, onde se reuniu com os vereadores Jô Viana, Valdo Coelho, Paulo Alencar e Nonato Lima. A pauta do encontro foi tratar de estratégias para fortalecer a pré-candidatura de Nonato Lima, que deverá disputar a prefeitura de São José de Ribamar contra Luís Fernando.

No encontro, foi confirmado que o PR, que é presidido pelo fenômeno de votos no Maranhão, deputado federal Josimar de Maranhãozinho, faz parte do projeto de devolver o município aos ribamarenses.

O vereador Paulo Alencar, que durante muito tempo presidiu o partido no município, destacou a importância de ter o PR neste projeto. “Tenho certeza que será um grande reforço, pois o PR tem história em nosso município, e contribuirá muito com esse projeto.” Destacou Paulo Alencar.

O nome de Nonato Limar vem ganhando força e novas adesões desde que foi anunciado na semana passada, durante sessão que marcou a retomada dos trabalhos legislativos na Câmara Municipal.

Nonato Lima conta com o apoio da maioria absoluta da Câmara de Vereadores e deve reunir até julho do ano que vem, pelo menos 12 partidos em torno do seu projeto.