Miranda do Norte: Vice-presidente da Câmara “dá piti”, abandona sessão e oposição derrota grupo de Júnior Lourenço.

Sem maturidade política, como já é de conhecimento de grande parte da população de Miranda do Norte, o vice-presidente da Câmara, Vereador Otávio (PSDB), deu um verdadeiro show durante o inicio da sessão que culminou com a derrota do grupo político do ex-prefeito e pré-candidato a deputado federal Júnior Lourenço (PSDB).

Ciente do resultado que estava por vir, no vídeo dá pra ver o momento em que Otávio, que presidia a sessão no lugar de Hugo Marvão, interrompe a sessão que daria inicio a eleição da presidência para o biênio 2019/2020, e de forma autoritária, passa a ameaçar cancelar a sessão.  “Se não prosseguir a ata do dia, eu cancelo a sessão. Eu cancelo, porque quem é o presidente aqui sou eu!” diz Otávio.

Questionado por companheiros de parlamento sobre a forma soberana como tenta conduzir a sessão, o jovem presidente em exercício da Câmara se levanta e dá, o que podemos classificar como “piti”.

“Se eu cancelar eu cancelo! Eu cancelo, tá entendendo? Eu cancelo! A sessão está cancelada!” dispara o presidente, que de forma truculenta, se levanta e tenta arrancar o microfone das mãos do vereador Eduardo Rocha. Logo em seguida, Otávio deixa o plenário.

Após o clima na Câmara se acalmar, foi dado prosseguimento na eleição da mesa diretora, que acabou com a vitória da chapa liderada pelo vereador Eduardo Rocha.

Além de Eduardo Rocha, a nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Miranda do Norte, que tomará posse no dia 01 de janeiro, é formada pelos vereadores João Batista (vice-presidente), Narlene de Fátima (1ª secretária) e Cristiane Santos Chuva (2ª secretária).

Leia também:

Loucura! Em Miranda, Câmara dos Vereadores é lacrada pelo Pai do Presidente para evitar eleição

Justiça dá prazo de 24hs. para vereador convocar eleição para Presidência da Câmara de Miranda do Norte.

Veja o vídeo:

Justiça dá prazo de 24hs. para vereador convocar eleição para presidência da Câmara de Miranda do Norte.

Em sentença proferida nesta sexta-feira (08), a juíza Laysa de Jesus Paz Martins Mendes, titular da 1ª Vara da Comarca de Itapecuru-Mirim, determinou que o presidente da Câmara Municipal de Miranda do Norte, vereador Hugo Marvão, realize, em um prazo máximo de 24 horas, nova eleição para Mesa Diretora da Casa.

Candidato à reeleição, Hugo é filho do ex-vereador Gerson Filho, que também já presidiu o parlamento, e aliado político do prefeito Carlos Eduardo Fonseca Belfort, mais conhecido como Negão, e do ex-prefeito Júnior Lourenço, que é pré-candidato a deputado federal.

Sem contar com o apoio da maioria dos seus pares e próximo de sofrer uma derrota para o vereador Eduardo Rocha, Hugo Marvão baixou o nível e, esta semana, com a ajuda do pai, chegou ao cúmulo ao lacrar a entrada do prédio da Câmara Municipal com o objetivo de impedir a realização do pleito.

A magistrada acatou ação de obrigação de fazer impetrada pelos vereadores José Carlos Cardoso Ferreira, João Batista Mendes Fonseca; além do próprio Eduardo Rocha.

Os parlamentares comprovaram que Hugo Marvão descumpriu a Lei Orgânica do Município ao não promover a eleição na segunda sessão ordinária deste mês de junho.

“Diante da grave instabilidade do Poder Legislativo municipal para a escolha da sua Mesa Diretora, impõe-se ao Poder Judiciário promover a indispensável sindicabilidade dos atos administrativos para restaurar a ordem natural das coisas. DEFIRO a liminar pleiteada para determinar que o atual Presidente da Câmara Municipal de Miranda do Norte, Hugo Tarcísio Marvão Bezerra, proceda à publicação do Edital de Convocação para a eleição da nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Miranda do Norte, no prazo máximo de 24 horas, porém, dentro dos parâmetros contidos no art. 40 da Lei Orgânica do Município de Miranda do Norte, sob pena de multa diária de R$ 5.000,00”, afirmou a juíza.

Clique Aqui e veja a sentença.

As informações são do blog do Glaucio Ericeira.