Eudes Sampaio cada vez mais distante de Luís Fernando

O prefeito de São José de Ribamar, Eudes Sampaio (PTB), mostrou mais uma vez que não concorda com as práticas impostas pelo ex-prefeito Luís Fernando, pelo menos no que se trata a gestão e a promessas.

Após confirmar, durante entrevista à rádio Mais FM, que Luís Fernando enganou os professores ribamarenses ao prometer em campanha, que pagaria o 14º salário, Eudes mostra as garras e dá mais um sinal de que pretende escantear Luís Fernando.

No Diário Oficial desta segunda-feira (27), a prefeitura celebrou contrato com a empresa Duvel para aquisição de veículos para a Secretaria de Assistência Social. 

A atitude do atual prefeito é um tapa no ex-prefeito e toda sua assessoria de comunicação, que defendia a tese de que era mais econômico para o município alugar, do que comprar veículos.

Em 2017, Luís Fernando celebrou contrato de locação de 66 veículos ao custo de R$ 1 milhão e 600 mil. Muitos desses carros, que deveriam ser usados para uso profissional, foram flagrados em praias, shoppings, cinemas, faculdades e até em bares, uma verdadeira farra dos aluguéis.

O caso ficou ainda pior quando o ex-prefeito, em um negócio da china, resolveu alugar 04 ambulâncias pela bagatela de R$ 646.800,00 mil. Nesse período, caso o prefeito tivesse comprado as 04 ambulâncias, teria pago apenas R$ 640 mil.

Agora, Eudes mostra que não concordava com as práticas nefastas do seu ex-chefe, e tenta afastar sua imagem de gestor da do ex-prefeito…

Ministério Público investiga precariedade no transporte público em São José de Ribamar

Rua ao lado da Sede do Sampaio, principal via de acesso ao bairro Alonso Costa

A Promotora de Justiça Dra. Silvia Menezes de Miranda está investigando a precariedade do transporte público no bairro Alonso Costa, em São José de Ribamar, município comandado pelo prefeito Eudes Sampaio. De acordo com a Denúncia de Fato nº 53/2019, não há regularidade na linha que atende o bairro, o que tem dificultado a vida dos trabalhadores e estudantes que usam o transporte público.

A equipe de reportagem do blog Maramais esteve no bairro na tarde desta terça-feira (28) e constatou a situação de completo abandono das ruas.

Segundo os moradores, o bairro já teve melhores condições e os ônibus passavam com frequência, mas nos últimos dois anos, o completo abandono da principal via que dá acesso ao bairro tem sido a maior dificuldade, não só para os ônibus, mas para todo tipo de veículo que precisa entrar no bairro.

“O que você está vendo aqui é nosso sofrimento diário. Lama e buraco, aí como é que a empresa vai mandar ônibus para cá?” lamentou o pedreiro Jorge Trindade.

Em entrevista, Eudes Sampaio confirma que Luís Fernando enganou professores de Ribamar

O prefeito Eudes Sampaio (PTB), participou nesta quinta-feira (23), de mais uma rodada de entrevistas com os pré-candidatos a prefeito de São José de Ribamar que está sendo realizado pela rádio Mais FM.

Logo na primeira rodada, o apresentador do programa fez uma pergunta enviada por professores do município, que queriam saber por que até o momento a prefeitura ainda não pagou o décimo quarto salário dos professores, a maior promessa de campanha do ex-prefeito Luís Fernando e uma das muitas que ainda não foi cumprida.

Gaguejando muito, o prefeito tentou atribuir o não pagamento do décimo quarto salário dos professores a falta de dinheiro, o que ficou claro que não era verdade já que segundo dados oficiais do Governo Federal, o município já recebeu mais de R$ 300 milhões de reais só para o Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, dinheiro que deveria ser usado exclusivamente na Educação doo município, e acabou confirmando que Luís Fernando enganou os professores ao garantir durante a campanha que pagaria o  décimo quarto salário.

“A lei do 14ª salário não obriga a gente a pagar. Não se faz milagres com dinheiro”, ironizou o prefeito Eudes Sampaio.

A situação dos professores ribamarenses é ainda pior, e aguardam até o momento o pagamento dos retroativos do reajuste concedido pelo MEC em 2017 e 2018.

Já nas escolas, o próprio prefeito acabou contanto meias verdades ao falar do fardamento e da merenda escolar.

Segundo denúncias de alunos, a realidade do município, que talvez o prefeito não conheça, já que pouco anda pelas Vilas, é que em muitas escolas é servido apenas arroz em vários dias da semana e o fardamento escolar, chegou apenas para alguns alunos no final do ano letivo e milhares de outros alunos não receberam nenhuma farda durante todo o ano.

O prefeito também teve que justificar o caos na infraestrutura causado pelo completo abandono nos primeiros dois anos da gestão do ex-prefeito Luís Fernando e se engasgou ao ser questionado sobre uma emenda para a construção de uma Praça no Világio do Cohatrac V, que a prefeitura devolveu o recurso de R$ 243 mil, mostrando completa desorganização administrativa.

Eudes Sampaio é condenado a executar obra no bairro Moropóia

Relatório Técnico da Defesa Civil prevê caos em caso de fortes chuvas em São José de Ribamar

O prefeito Eudes Sampaio (PTB), representante legal do município de São José de Ribamar terá o prazo de seis meses para determinar a construção de uma nova galeria de escoamento de águas da chuva na Rua João Alves Carneiro, no bairro Moropóia. O Município também deve implantar a macrodrenagem ao longo dessa via pública, sob pena de multa diária no valor de R$ 500,00, a qual deverá ser revertida ao Fundo Estadual de Defesa dos Direitos Difusos.

A sentença foi assinada pelo juiz titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, Douglas de Melo Martins, atendendo ao pedido do Ministério Público  do Maranhão em Ação Civil Pública contra o Município de São José de Ribamar, que mencionou a ocorrência de “alagamentos e inundações nas proximidades das residências de numeração 78-A, 78-B e 80, da Rua João Alves Carneiro, bairro Moropóia, decorrentes da obstrução de galeria pública.

O Ministério Público requereu a condenação do município à obrigação de fazer, de implantar programas de conscientização da sociedade acerca do impacto dos resíduos sólidos na drenagem; implantar e/ou ampliar a capacidade de bocas-de-lobo e galeria pública localizada na Rua João Alves Carneiro, mediante implantação de macrodrenagem ao longo da referida via pública.

Em sua defesa, o Município de São José de Ribamar argumentou que os danos alegados foram causados pelos próprios moradores atingidos pelo problema, atribuindo a responsabilidade a esses particulares e que, desse modo, não haveria dano ambiental. Alegou, ainda, os custos elevados para a construção da mencionada galeria.

Segundo o juiz Douglas Martins, “a responsabilidade do Município de São José de Ribamar se dá, no presente caso, devido a sua inação no dever de zelar pela conservação dos espaços públicos, o que decorre diretamente do artigo 225 da Constituição Federal, o qual impõe ao Poder Público e à coletividade o dever de defender e preservar o meio ambiente, aqui incluído o artificial, para as presentes e futuras gerações”.

DEFESA CIVIL PREVÊ CAOS EM CASO DE FORTES CHUVAS

De outro lado, Relatório Técnico de Engenharia (nº 055/2015) expedido pela Coordenadoria Estadual e Proteção e Defesa Civil (id 5551464), instruído com imagens, atestou que, havendo chuvas fortes o” caos se estabelecerá, não apenas porque a galeria foi obstruída na altura do muro, mas pelo fato de que ela também não atende à demanda de água de superfície. A situação se complica com a obstrução, que acelera esse processo, não cabendo paliativo como a apenas desobstruir galeria, pois só haverá transferência de riscos. “O correto seria a implantação de uma macrodrenagem e o disciplinamento de obras e serviços particulares”, assegura a defesa civil.

Com informações do TJMA

Luís Fernando quer reeditar “Planeja ” em pré-campanha de Eudes Sampaio que será lançada em fevereiro

Visto semanalmente na prefeitura, o ex-prefeito Luis Fernando continua dando as cartas para o “prefeito” Eudes Sampaio

O ex-prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva já começou as reuniões de planejamento junto com os marqueteiros para lançar oficialmente a pré-campanha do prefeito Eudes Sampaio. De acordo com aliados de Luís Fernando, o ato acontecerá em fevereiro e deve reunir todos os servidores contratados e prestadores de serviço do município.

Os marqueteiros ainda não definiram o slogan da pré-campanha que poderá se chamar “Replaneja” ou “A reconstrução continua”.

De acordo com um aliado do atual prefeito, apesar de Luís Fernando continuar mandando na prefeitura e definir como será a pré-campanha do apático Eudes Sampaio, ele mesmo evitará aparições públicas ao lado de Eudes, para que não haja transferência de rejeição. “Segundo os marqueteiros, a rejeição do ex-prefeito Luís Fernando é muito grande, pela péssima gestão feita, pela forma rude como foi visto tratando lideranças ribamarenses e principalmente por ter abandonado o município por duas vezes seguidas. Perdeu o crédito.” Confessou o aliado infiltrado.

Luís Fernando usará apenas sua experiência com campanha no município, mas evitará o “corpo a corpo” nas comunidades.

Além disso, o ex-prefeito já determinou a Eudes Sampaio (PTB), os nomes das lideranças que devem ser convocadas para serem contratadas pela prefeitura. “Na última reunião, ficou definido que as contratações vão começar a acontecer depois do carnaval, e a prioridade são lideranças comunitárias e presidentes de associação, para dar corpo na pré-campanha do prefeito”, disse o aliado.

Eudes Sampaio enfrenta dificuldade para administrar a terceira maior cidade do Estado e tentará uma difícil reeleição em outubro.

Empresa do RJ assina quarto contrato de R$ 21 milhões com a prefeitura de Ribamar

Ao todo, a empresa Unir Saúde, que foi proibida pela Justiça do RJ de realizar contrato com o município carioca, já soma quase R$ 100 milhões para gerenciar o Hospital e a Maternidade de São José de Ribamar

Qual seria o interesse do prefeito em continuar com uma empresa que é alvo de reclamação diária da população ribamarense?

Os moradores do município de São José de Ribamar querem saber do prefeito Eudes Sampaio (PTB) para onde está indo tanto dinheiro pago para a empresa Unir Saúde. Mesmo já acumulando quase R$ 100 milhões em contratos com a prefeitura de Ribamar, as condições do hospital e da maternidade são de completo caos e abandono.

Na última semana, após fortes chuvas, pacientes relevaram as reais condições do local, repleto de goteiras.

Mesmo com o péssimo serviço desempenhado pela empresa, que já foi até proibida pela Justiça de  realizar contrato com o município do Rio de Janeiro, o prefeito Eudes Sampaio autorizou, no final do ano, a renovação do contrato assinado em 2017 e renovado nos anos seguintes.

Para evitar polêmica, o contrato só ficou público agora, na edição do dia 06 de janeiro disponibilizado apenas no dia 13 de janeiro.

Além das péssimas condições do hospital e maternidade oferecidas aos ribamarenses, funcionários reclamam de atrasos constantes no salários.

Beto das Vilas assume liderança na corrida pela prefeitura de São José de Ribamar, aponta pesquisa

O presidente da Câmara, vereador Beto das Vilas (PV), assumiu pela primeira vez, a liderança na disputa eleitoral do ano que vem pela prefeitura de São José de Ribamar.  Assim como aconteceu na  pesquisa Escutec feita em novembro, quando Beto apareceu em segundo lugar, o nome do pré-candidato e ex-prefeito Dr. Julinho (PSDB) também foi excluído no novo levantamento feito pelo Instituto Prever.

Com apenas três meses de pré-campanha, os números do presidente da Câmara são surpreendentes e em todas as situações apresentadas na pesquisa, Beto venceria a eleição.

No primeiro cenário, Beto aparece em primeiro lugar com 16,7% das intenções de votos, Nonato Lima com 10,1%; Edson Júnior com 4,6; Tiago Fernandes com 3,3%; Júnior Lago com 1,2%. Brancos e nulos somam 15,8% e 16% não souberam ou não quiseram responder.

Em um segundo cenário, sem o nome do Secretário de Saúde, Beto tem um leve crescimento chegando a 17,4%. O presidente da Câmara é seguido por Jota Pinto com 16,8%; Eudes Sampaio com 15,8%; Nonato Lima com 10,7%; Edson Junior com 6,0%; Júnior Lago com 1,5%; Brancos e Nulos 16% e não souberam ou não quiseram responder 15,8%.

Em um terceiro cenário sem o nome do advogado Edson Júnior, Beto mais uma vez volta a crescer e chega a 18,2%, seguido por Jota Pinto com 17,4%; Eudes Sampaio com 16,2%; Nonato Lima com 12%; Júnior Lago com 1,5%; Brancos e nulos 17,2% e não souberam ou não quiseram responder 17,5%.

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Prever entre os dias 11 e 13 de dezembro, ouviu 582 eleitores em todas as regiões do município e tem margem de erro de 3,6% para cima ou para baixo.

Eudes Sampaio inventa “abono” para não pagar retroativo devido, e causa prejuízos aos professores

Para não pagar o retroativo devido, nem recolher a previdência desses valores, o prefeito inventou um abano, causando em alguns casos, prejuízos de mais de R$ 2 mil reais a cada professor

Considerado por alguns como o inimigo número um da educação ribamarense, devido as várias ações contrarias ao avanço educacional no município, o prefeito Eudes Sampaio (PTB), deu, próximo do natal, um verdadeiro golpe nos professores ribamarenses.

Devendo 47,67% que não foram pagos referentes ao retroativo do reajuste concedido e repassado pelo MEC aos cofres do município nos meses de janeiro a julho de 2018, o prefeito ribamarense criou um “abono salarial” que deve ser pago nos próximos dias. Um verdadeiro presente de grego em pleno período natalino.

Pela tabela, serão pagos em uma única parcela, valores que variam entre R$ 237,76 a R$ 508,48, conforme o salário do professor.

Veja a tabela do Abono que é um verdadeiro golpe contra professores ribamarenses que cobram retroativo devido pela prefeitura.

Em alguns casos, esse valor chega a pouco mais de 10% do salário, quando na verdade, a prefeitura deve 47,67%, o que foi recebido pela classe dos professores como um verdadeiro golpe.

Para se ter uma ideia, um Professor Med, CIII, R21, que recebe R$ 3.183 reais, teria direito a R$ 1.517 reais pelos 47,67% devidos de retroativo, mas o prefeito pagará apenas R$ 425,89 reais, um prejuízo de R$ 1.091 reais.

Já em outro exemplo consultado no Portal da Transparência, um Professor  Med, CIV, R27, que recebe R$ 4.745,30, teria direito a R$ 2.262 reais se o prefeito pagasse o retroativo devido corretamente. Com o “abono negativo” como está sendo chamado pelos professores, esse professor receberá apenas R$ 451,80 reais, acumulando prejuízo de R$ 1.810,00 reais.

Mesmo com mais de R$ 100 milhões do Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, depositados na conta da prefeitura só este ano, o prefeito Eudes Sampaio termina o ano com a Educação em caos absoluto, com escolas sucateadas, merenda escolar de péssima qualidade, milhares de alunos sem fardamento escolar, débito com as Escolas comunitárias, e para fechar o ano, essa “gorjeta” para calar a boca dos professores.

Uma verdadeira vergonha!

Veja também: 

Jô Viana cobra pagamento dos 47,67% devidos aos professores referente retroativo 2018

Escolas Comunitárias sofrem com repasses atrasados na gestão Eudes Sampaio

Escolas Comunitárias sofrem com repasses atrasados na gestão Eudes Sampaio em São José de Ribamar

Apesar de São José de Ribamar já ter recebido cerca de R$ 100 milhões, conforme dados do Banco do Brasil, para aplicar exclusivamente na Educação só em 2019, o setor vive o pior momento da história e as Escolas Comunitárias são as que mais sofrem nas mãos do prefeito Eudes Sampaio (PTB).

Durante todo ano, os repasses foram pagos com longos atrasos e faltando apenas duas semana para terminar 2019, professores e funcionários de Escolas Comunitárias reclamaram que há pelo menos dois meses a prefeitura não paga os repasses devidos.

Na semana passada, o blog revelou a situação caótica da Educação Infantil na Rede Municipal de Ensino, que este ano fará sorteio para definir quem conseguirá vaga em determinadas escolas.

Pais de alunos já matriculados garantem que até o momento nunca receberam fardamento, apesar do município ter realizado licitação milionária para compra de fardamento.

A merenda escolar oferecida aos alunos é outro problema, que de acordo com pais de estudantes, em alumas escolas apenas é oferecido apenas arroz e uma colher de soja.

As Escolas Comunitárias seriam uma solução para a prefeitura, se não fosse o tratamento cruel imposto pela gestão municipal. 

Vereador Professor Cristiano manda “engavetar” projeto que Regulamenta Carrinho Lotação em Ribamar

Vereador Professor Cristiano mandou retirar o projeto de pauta

O líder do Governo do Prefeito Eudes Sampaio (PTB) na Câmara, vereador Professor Cristiano (SD), pôs fim à novela envolvendo o Projeto de Lei de sua autoria, que tratava da Regulamentação dos Carrinhos Lotação e retirou da pauta de votação. Para não desafiar o parquet, Cristiano mandou sua assessoria “engavetar” o projeto que continha várias irregularidades.

A decisão do vereador, atendeu a recomendação de quatro Promotores de Justiça, que no último dia 10, encaminharam documento informando a inconstitucionalidade do Projeto de Lei, além do vício de iniciativa, e recomendaram pela desaprovação do Projeto.

Atento a seriedade dos trabalhos desenvolvidos pelo Ministério Público, o vereador Professor Cristiano, que já foi investigado pelo órgão ministerial acusado de ter recebido salários indevidos durante os meses de janeiro à julho de 2017, acabou com a novela que politizou um tema de interesse da categoria e de  dos ribamarenses.

Em Paço do Lumiar, município vizinho, sem se deixar ser usado por políticos como aconteceu em Ribamar, representantes da Categoria conseguiram a regularizam através de um Termo de Ajustamento de Conduta que criou o Táxi Compartilhado Opcionalmente.