Governo oferece Funasa e Secretaria do MDR ao PSD de Edilázio Junior

O governo federal continua oferecendo cargos de segundo escalão para partidos do Centrão. Segundo o site O Antagonista, ao PSD foi oferecido o controle da Fundação Nacional da Saúde (Funasa) e uma Secretaria do Ministério do Desenvolvimento Regional.

No inicio do mês a ex-candidata ao governo do Maranhão Maura Jorge(PSDB) pediu exoneração do cargo de superintendente estadual da FUNASA  para poder se dedicar a sua candidatura a Prefeita de Lago da Pedra.

Sem Maura Jorge no comando do órgão, a vaga agora foi pra Brasilia e colocada na mesa de negociação partidária entre os aliados do Presidente Bolsonaro no Maranhão.

Confirmando a negociação com O PSD, o órgão cairá no colo do Deputado Federal Edilázio Junior hoje Presidente Estadual  do Partido de Kasab.

O Blog entrou em contato com o Deputado, que não negou a informação, disse que os dois cargos são de alta relevância no Estado e que até  a próxima semana as conversas já estariam resolvidas .

Edilázio Júnior ingressa com pedidos de impugnação dos registros de candidaturas de Flávio Dino e Carlos Brandão

O advogado e deputado estadual Edilázio Júnior (PSD), que também disputa uma vaga na Câmara Federal, protocolou no TRE-MA, neste sábado, 19, duas ações pedindo a impugnação das candidaturas do governador Flávio Dino (PCdoB) e do seu companheiro de chapa, Carlos Brandão (PRB).

Na tese defendida por Edilázio, Dino teria ferido a legislação eleitoral durante a convenção do PCdoB, que aconteceu no dia 28 do mês passado. De acordo com o documento, o procurador-geral do Estado, Rodrigo Maia, teria sido escolhido como representante jurídico da coligação de forma irregular, uma vez que ainda ocupava a titularidade da PGE.

Maia foi exonerado três dias após a convenção, o que de acordo com o deputado, teria sido apenas uma tentativa de burlar o que prevê a legislação eleitoral.

Em sua segunda peça, Edilázio ataca a suposta inelegibilidade de Carlos Brandão, por ter assumido o comando do Poder Executivo Estadual em período vedado.