Eleições 2020: Dino, de todos e de ninguém

O governador Flávio Dino (PCdoB), mostrou que se tornou um grande político de fato. Reeleito em 2018 com uma das maiores alianças partidárias da história do Maranhão, o governador jogou um balde de água fria em quem tentava vestir-se de Flávio Dino para a população.

Explico..

Em resposta ao jornal O Imparcial, o comunista afirmou que respeitará todos que o apoiaram em 2018, motivo pelo qual não terá candidato próprio, pelo menos no primeiro turno.

A decisão do governador foi um banho gelado nos pré-candidatos mais próximos, como o deputado Duarte Júnior (Republicanos) e o deputado federal licenciado Rubens Júnior (PCdoB), que tenta a todo custo, passar a ideia de que é o escolhido por Dino e Lula na capital.

Com o posicionamento, Dino deixa claro que não pedirá votos para um candidato especifico, mas claro, fará seus movimentos para que os adversários de Eduardo Braide empurrem as eleições da capital para o segundo turno.

Caso isso aconteça, claro, Dino vestirá a camisa do adversário de Braide.

Em 2018, Dino contou com apoio do PDT, PRB, PPS, PTB, DEM, PP, PR, PTC, PPL, PROS, AVANTE, PEN, PT, PSB, Solidariedade e do seu partido, o PCdoB, de onde deve partir seu candidato no segundo turno.

Milícia digital gastou mais de R$ 20 mil reais para descurtir live de Lula e Dino

O bate-papo transmitido ao vivo pelo ex-presidente Lula (PT) e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), gerou pânico no gabinete do ódio, comando central da milícia digital, e resultou em altos custos para os adversários de Dino, possível candidato a presidente da República em 2022, com apoio de Lula.

Com mais de 230 mil visualizações, o que demonstra o grande interesse do público em ver os dois políticos juntos, a live recebeu um ataque de robôs para clicar no comando “não gostei” e tentar desqualificar a dupla.

O fato só reforçou a tese de como robôs vem sendo usados por adversários de Lula, repetindo o que aconteceu em 2018, na campanha de Bolsonaro, quando a Fundação Getúlio Vargas identificou, através de estudo, que 70% das postagens pró-Bolsonaro na reta final da eleição partiram de robôs.

Numa busca rápida na internet, é possível comprar 103 mil ações de gostei e não gostei por cerca de R$ 20 mil reais. Simples assim…

Assista ao encontro que incomodou Bolsonaro

2022: Lula segue disseminando o nome de Flávio Dino para derrotar Bolsonaro

O ex-presidente Lula (PT), segue disseminando o nome de Flávio Dino (PCdoB) para a disputa presidencial de 2022.

Nesta quarta-feira (27), em entrevista à Rádio Jovem Pan de Aracaju, o petista voltou a defender o nome de Dino e afirmar que o maranhense está na lista de possíveis candidatos que poderão receber seu apoio.

“A única coisa certa nesse momento é que não vou disputar as eleições em 2022 por causa da minha idade. Contudo, podemos lançar o Rui Costa (governador da Bahia) ou apoiar outro nome, como o governador do Maranhão, Flávio Dino, sem nenhuma dificuldade. Estamos aqui para conversar”, destacou o ex-presidente Lula.

Por onde tem passado, Lula tem citado Dino como possível candidato a presidente da República, e faz questão de elogiá-lo e colocá-lo entre os nomes que poderão receber o apoio do ex-presidente.

Foi assim recentemente, em sua conta no twitter, e durante entrevista ao Programa Ponto e Vírgula, da Rádio Difusora.

Lula alfineta Sarney e se diz pronto para ser cabo eleitoral de Flávio Dino

O ex-presidente Lula concedeu, nesta quinta-feira (21), entrevista ao Programa Ponto e Vírgula, transmitido pela Difusora FM e mais um conglomerado de emissoras de rádios do Maranhão inteiro.

Durante a entrevista, Lula fez duras críticas ao governo de Jair Bolsonaro e de como ele vem conduzindo o país durante o período de pandemia.

Para Lula, falta respeito aos mais pobres da nação e o programa  de Auxílio Emergencial deve ser valorizado e estendido, para garantir ajuda aos desempregados e para quem vive na informalidade e teve sua renda reduzida ou paralisada em decorrência do novo coronavírus.

Ao falar do Maranhão, Lula deu uma espécie de alfinetada no também ex-presidente José Sarney. “Duvido que, na história da República, um presidente colocou mais dinheiro no Maranhão do que eu coloquei” desafiou Lula.

Já em sua conta no twitter, com mais de 1 milhão de seguidores, Lula elogiou Flávio Dino e diz que quer ser cabo eleitoral. “Eu já disse que não quero ser candidato outra vez, apesar de achar que vou viver até os 120 anos. O PT tem muita gente boa, tem o companheiro Fernando Haddad. O PCdoB tem o Flávio Dino. Eu quero ser cabo eleitoral.” Disse Lula.

Com hospital de campanha de São Luís, Dino garante aumento de 26% nos leitos da capital

Está prevista para esta segunda-feira (18), a entrega do hospital de campanha de São Luís, que funcionará no Multicenter Sebrae. Com a oferta dos novos 200 leitos, Dino concluirá mais uma etapa na luta pela ampliação de leitos dedicados exclusivamente à pacientes com quadro do novo coronavírus.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a unidade será dotada de 186 leitos clínicos e 14 UTIs, e receberá pacientes regulados das quatro UPA´s referência da capital e que tenham sintomas de Covid-19.

Com a conclusão da etapa, o Governo do Estado ganhará folego de mais 26% de folga nos leitos da capital.

Neste sábado (16), foram entregues os primeiros leitos do hospital de campanha de Açailândia, que contará com 60 leitos e atenderá pelo menos sete municípios da região.

Desde o início da pandemia, o Governo do Estado já ampliou em quase de 500% o número de leitos para Covid-19.

Flávio Dino entrega Hospital de Campanha de Açailândia

Foram entregues neste sábado (16), os primeiros leitos do Hospital de Campanha de Açailândia. A Unidade terá ao todo, 60 leitos, dentre eles, sete de UTI que atenderá exclusivamente, pacientes com Covid-19 de pelo menos sete municípios da região.

Concebido através de uma parceria entre a empresa Vale e o Governo do Estado, o Hospital foi montado em um ponto estratégico para combater o novo coronavírus na região e evitar que pacientes se desloque para Imperatriz, que também recebeu investimentos com ampliação do número de leitos Macrorregional, que passou a contar com 32 UTIs e 96 Enfermarias.

O Hospital de Campanha de Açailândia contará inicialmente com duas ambulâncias de plantão, ambas equipadas com de UTI e aproximadamente 217 profissionais deverão trabalhar na Unidade, entre equipe multiprofissional e médica.

Em suas redes sociais, o governador Flávio Dino (PCdoB) destacou a entrega da unidade e anunciou a entrega de mais leitos em São Luís.

Desde o início da pandemia, o Governo do Estado já ampliou em mais de 463% o número de leitos para Covid-19.

Valorização dos Professores: Rodrigo Lago destaca diferenças entre governo Dino e Dória

O secretário de Articulação Política e Comunicação do Governo do Maranhão, Rodrigo Lago, usou seu perfil no instagram para trazer números reais da valorização dos professores no Maranhão. Lago ilustrou a publicação com uma comparação entre os governos de Flávio Dino e do governador de São Paulo, João Dória.

A alfinetada leva Dino mais uma vez para o debate nacional, agora, como visionário que tem valorizado os professores, classe considerada como a mais importante.

“No Maranhão, o governador Flávio Dino reajusta o salário inicial dos professores e 40h para R$ 6.358,96, mais que o dobro do piso nacional. Enquanto isso em São Paulo, o salário inicial é de R$ 2.581,01. Essa é a diferença gritante entre quem vê a educação como instrumento de libertação e quem acha que é apenas um gasto público que deve ser economizado.” Postou Rodrigo.

Imagem do dia: Lula e Flávio Dino juntos

A imagem tem uma curiosidade. No fundo, a frase completa o encontro dos dois. “Somos fortes”.

A imagem foi publicada pelo ex-presidente Lula (PT) e pelo governador Flávio Dino (PCdoB),  que segue com o nome cada vez mais fortalecimento para disputar uma eventual campanha para presidente da República, em 2022.

O ex-presidente postou. “Com o companheiro Flávio Dino, governador do Maranhão, na reunião do Comitê Nacional Lula Livre. Orgulho em contar com o apoio e solidariedade de um homem do Direito que, de quebra, teve a coragem de abandonar a toga pra fazer política.”

Já Dino, resumiu o registro da seguinte forma. “Em São Paulo, boa conversa com o presidente Lula sobre a defesa do Brasil, da Constituição e dos direitos sociais.”

O encontro mostrou que os dois estão cada vez mais próximos.