Negão assume o Democratas Ribamarense; Eudes perde segundo partido

O vereador Negão assumiu a direção municipal do Democratas, partido que tradicionalmente esteve ligado ao ex-prefeito Luís Fernando e que estava na contabilidade de apoios do atual prefeito Eudes Sampaio (PTB).

Com a baixa, esse é o segundo partido que o prefeito perde, o que demonstra fragilidade política em seu projeto de reeleição.

Negão tentará a reeleição mas também pode emplacar projeto de vice em uma eventual chapa com o ex-deputado Jota Pinto (PDT).

Othelino desmente deputado federal de SP que espalhou fakenews

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB) usou seu perfil nas redes sociais para desmoralizar o deputado federal pelo Estado de São Paulo, Kim Kataguiri (DEM), que espalhou informação mentirosa sobre os parlamentares maranhenses.

Criador do Movimento Brasil Livre – MBL, que vira e mexe se envolve em polêmica, Kataguiri afirmou que no Maranhão os deputados recebem 18 salários anualmente.

Foi o bastante para Othelino Neto rebater o imberbe deputado e colocá-lo no seu devido lugar.

“Tenha mais responsabilidade com o que escreve em suas redes. Mentir é feio, e, em alguns casos, pode ser até quebra de decoro. A Assembleia Legislativa do Maranhão paga a todos os seus servidores, inclusive aos 42 deputados, treze salários por ano. Tem muito assunto importante no Brasil. Ao invés de ficar espalhando fakenews, procure cuidar das suas obrigações. Posturas como essa só ratificam a péssima impressão que tenho do senhor.” Postou o presidente da Alema.

O fundador do MBL poderia ter evitado essa vergonha fazendo uma simples busca rápida no google. Saberia, por exemplo, que na gestão de Othelino além de cumprir com seus deveres de manter os pagamentos dos salários em dia, conseguiu recentemente, através de redução de gastos e implantação de gestão eficiente, economizar cerca de R$ 6,6 milhões que resultou na compra de 42 ambulâncias para municípios maranhenses, feito inédito na Assembleia do Estado.

Após a enquadrada de Othelino, o deputado federal por São Paulo apagou a fakenews

Neto Evangelista relembra péssima gestão de Eduardo Braide na CAEMA

O pré-candidato a prefeito de São Luís, deputado estadual Neto Evangelista (DEM), durante entrevista ao jornalista John Cutrim e ao radialista Robson Júnior do programa Resenha, transmitido pela TV Difusora neste sábado (25), mostrou o tom que dará aos debates daqui para a frente.

Além de falar sobre temas importantes como infraestrutura, geração de emprego, educação, acessibilidade e ótimas ideias para o futuro de São Luís, Neto mirou seu principal adversário da corrida pela prefeitura da capital, o deputado federal Eduardo Braide (Podemos).

Ao citar Braide, o democrata relembrou a única experiência do deputado federal como gestor, durante o tempo em que realizou uma péssima administração à frente da CAEMA, entre os anos de 2005 e 2006, no final da gestão do ex-governador José Reinaldo.

“O Eduardo Braide tem sua experiência administrativa, foi presidente da Caema, infelizmente não é uma agencia que tenha boas lembranças pela população de São Luís. Aliás, eu desafio qualquer cidadão de São Luís a dizer que em algum momento esteve feliz com a gestão da Caema. Essa é a experiência de gestão do Eduardo Braide, na Caema, e eu não me recordo como uma boa experiência administrativa.” Relembrou Neto Evangelista.

No período em que Braide comandou a Caema, as praias de São Luís permaneceram impróprias para o banho, diminuindo o número de turistas e clientes nos bares e restaurantes das praias, o que gerou muito prejuízo na época. O órgão também foi alvo de diversas denúncias, investigações e muita reclamação da população da capital.

Foi durante a gestão de Eduardo Braide que o valor da taxa para imóveis sem medidor de consumo saltou de R$ 40 para  R$ 120 reais, conforme denúncia de um consumidor na época.

Eduardo Braide, inclusive, tenta evitar falar sobre esse período que é considerado seu ponto negativo na corrida eleitoral. A seu favor, apenas o tempo, já que há 14 anos atrás, as redes sociais não eram tão fortes como atualmente.

Já Neto Evangelista, traz consigo a experiência de 3 anos e meio como gestor da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social onde criou o programa piloto de geração de emprego e renda, o Mais renda, que beneficiou cerca de 2 mil maranhenses e mostrou sua capacidade de ampliar serviços sociais, como o Restaurante Popular que saltou de 5 unidades para 26, alimentando 30 mil maranhenses diariamente.

Com diálogo “Franco e construtivo”, Democratas cola em Weverton

O presidente estadual do Democratas, deputado federal Juscelino Filho publicou em suas redes sociais, o registro de um encontro que teve com o senador Weverton Rocha, presidente estadual do PDT no Maranhão.

A reunião aconteceu nesta quarta-feira (18), e contou com a participação de peso do presidente nacional do Democratas, o prefeito de Salvador ACM Neto.

Na legenda, ficou claro o objetivo do encontro, uma provável aliança entre os dois partidos, que hoje contam com dois pré-candidatos muito bem relacionados dentro do grupo governista que pretende derrotar Eduardo Braide (Podemos).

“Bom diálogo hoje, franco e construtivo”. Publicou Juscelino.

Pelo visto está sendo construída uma dobradinha com pedigree da nova política.

Eleições 2020: Eudes Sampaio de malas prontas para o DEM

Nos bastidores da política ribamarense, a mudança de partido do prefeito Eudes Sampaio (PTB), considerado uma espécie de ” faz tudo” do ex-prefeito Luís Fernando (PSDB), é tida como certa. Há uma década no PTB, bastou chegar ao poder para o prefeito deixar o partido que o acolheu durante tanto tempo.

Entre aliados, a justificativa da mudança de partido seria uma só, o empresário cearense e prefeito de São José de Ribamar, Eudes Sampaio, estaria atendendo mais uma ordem do ex-prefeito e ex-chefe Luis Fernando.

Os mais próximos garantem que Eudes não assina um único documento sem consultar Luís Fernando, que, de acordo com informantes bem posicionados na prefeitura, segue mandando e desmandando no governo municipal, com uma só diferença, agora as cobranças são direcionadas ao prefeito Eudes.

Mirando a prefeitura de São Luís, Neto Envangelista assume a presidência do DEM na capital

Em convenção municipal realizada nesta segunda-feira (8), o deputado estadual Neto Evangelista (DEM) foi eleito, por unanimidade, presidente da Executiva Municipal do Democratas em São Luís. O evento aconteceu na sede do partido, com a presença do presidente estadual do DEM, deputado federal Juscelino Filho, e dos deputados estaduais do partido Daniella Tema e Paulo Neto.
O evento foi prestigiado ainda pelos deputados estaduais Roberto Costa (MDB), Mical Damasceno (PTB) e Dr. Yglesio (PDT) e pelos secretários de Estado Rogério Cafeteira (Esporte) e Luís Fernando Silva (Projetos Estratégicos), bem como pelos membros que compõem o novo diretório municipal e lideranças políticas do Estado.
O presidente estadual da legenda, Juscelino Filho, elogiou a escolha de Neto Evangelista para ocupar a Presidência do Diretório de São Luís e disse que o partido vive um momento de fortalecimento. “A ideia é ter o máximo de nomes na disputa em 2020 em todo o Estado e, principalmente, em São Luís. No próximo dia 26, realizaremos a convenção estadual e, nesse grande ato, lançaremos o deputado Neto Evangelista como nosso pré-candidato à Prefeitura de São Luís”, afirmou.
Stênio Resende também reforçou a pretensão do DEM em concorrer à disputa majoritária na capital. “A pré-candidatura do Neto é muito importante para o partido. Será o início de uma jornada dura, mas totalmente possível”, disse.
“Ele é uma pessoa reconhecida e com serviço prestado, de um potencial pessoal e público extraordinário. É um jovem político preparado, competente e tem tudo para crescer. Sem dúvida, ajudará muito nossa trajetória. Daremos total apoio a ele. O partido está à sua disposição. Vamos, juntos, construir essa caminhada”, afirmou Stênio Resende.
O novo presidente do diretório municipal, Neto Evangelista, agradeceu o apoio e a confiança dos colegas e disse que o trabalho de fortalecimento do partido começa agora. “Colocaremos o DEM à frente desse debate, assim como outros partidos aliados do nosso campo político no estado já estão fazendo. Não posso ser pré-candidato de mim mesmo. Se amanhã o DEM evoluir para uma candidatura, que seja uma candidatura do partido e dos companheiros que entendem que São Luís precisa de um projeto diferenciado. Particularmente, sinto-me motivado e preparado para o desafio”, argumentou.
Neto complementou: “O nosso partido tem um exemplo forte no país, em termos de administração municipal, que é o prefeito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto, presidente Nacional do DEM, que se reelegeu com um alto índice de aceitação popular. Então, são esses modelos assertivos que eu quero discutir dentro do nosso partido para oferecer a nossa cidade. Temos um longo caminho a ser percorrido até 2020. São Luís é uma cidade com muitos problemas, mas também com grandes possibilidades de solução. Tenho certeza de que o Democratas estará à frente desse debate”.
O novo presidente do diretório municipal, apesar de ter apenas trinta anos, está em seu terceiro mandato como deputado estadual. Entre 2015 e 2018, foi o gestor da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social, dando uma nova dinâmica à pasta e ampliando sua atuação no estado. Neto Evangelista assume o diretório municipal, inicialmente, com mandato até 2022.

Prefeito de Imperatriz descarta aproximação com Flávio Dino

O prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (DEM) usou seu perfil nas redes sociais para descartar qualquer tipo de aproximação com o governador Flávio Dino (PCdoB).

Segundo o prefeito, as notícias publicadas por blogueiro tiveram como base, o fato dele ter se filiado ao DEM, partido que compõe o grupo político do governador no Maranhão.

Em seu perfil no instagram, Assis disse que sua ida para o DEM tem relações com o governo federal e que no Maranhão, além da ajuda do partido de Juscelino Filho, conta com o apoio do senador Roberto Rocha (PSDB), dos deputados João Marcelo (MDB) e Cleber Verde (PRB).

“Gente, deixa eu esclarecer uma situação. Vi alguns blogueiros, os de sempre, dizendo que me aliei a base de Flávio Dino por causa de minha filiação ao DEM. Ora, isso não tem nada a ver, estou pensando mesmo é na cidade. Como governar Imperatriz sem ajuda do governo federal? Antes eu tinha dois senadores que me ajudavam muito, Lobão e João Alberto, com isso a cidade não sentia tanto a falta de apoio do governo Estadual. O Democratas hoje é um partido forte e independente, possue vários ministros, inclusive o da saúde, nosso principal gargalo. Consegui os recursos para reformar o socorrinho de forma tão rápida, através do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que é do DEM. Enfim, penso mesmo é na cidade, essa questão política fica pra 2020, ano das eleições. Digo mais, além do DEM de Juscelino Filho continuo com a ajuda do senador Roberto Rocha (PSDB), Deputado João Marcelo (MDB) e Cleber Verde (PRB). As soluções de Imperatriz estão em Brasília, sozinho não consigo buscá-las.” postou o novo Democrata.

Após declínio de Camarão, Neto Evangelista dialoga com Ivaldo…

Poucos dias após Felipe Camarão (DEM) anunciar que não irá disputar a prefeitura de São Luís, o deputado estadual Neto Evangelista (DEM), segue conversando e tentando abrir caminho em seu grupo político, que atualmente conta com pelo menos meia dúzia de bons nomes espalhados em três partidos: PcdoB, PDT e o próprio DEM.

Ontem foi a vez de Neto se encontrar com o pedetista Ivaldo Rodrigues, que tenta, na repescagem, ser o nome do partido para suceder Edivaldo Holanda Jr. (PDT). Na fila, enfrenta o homem da vez, Osmar Filho (PDT), presidente da Câmara e que detém preferências entre os companheiros de partido.

No encontro, Neto, que é muito perspicaz, deve ter apontado o caminho para Ivaldo desistir, como fez Camarão nesta semana, coincidentemente, depois que o deputado estadual usou a tribuna para tecer elogios ao Secretário de Educação.

Vamos aguardar…

DEM não aceita filiação de Luís Fernando e Zé Reinaldo. “Estão com cheiro de Sarney”.

Cúpula nacional do DEM não quer nem saber de Luís Fernando no partido.

O prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (Sem partido), passou um verdadeiro vexame nesta quinta-feira, 08, em Brasília, pra onde mandou sua equipe de marketing.

A intenção de Luís Fernando era preparar material publicitário, tentando passar a imagem de que era um nome forte da política maranhense, desejado pelo partido. Passou vergonha.

Segundo informações obtidas com exclusividade pelo blog Maramais, a cúpula nacional do partido não aceitou a filiação de Luís Fernando, e sobrou até pro ex-governador, José Reinaldo, que também não teve seu nome aprovado pelos caciques do partido.

“Estão com cheiro de Sarney, ou catinga, como você preferir.” Avaliou um parlamentar ao editor do blog.

O prefeito de São José de Ribamar, que viajou com equipe de tv e tudo mais, não teve sua entrada autorizada na convenção do partido.

Diante do vexame, Luís Fernando não teve sequer sua entrada permitida na convenção nacional que aconteceu no auditório da Câmara dos Deputados, e elegeu ACM Neto presidente nacional do DEM.

Agora, para minimizar a crise, o prefeito de São José de Ribamar tenta com o Governador Flávio Dino (PCdoB), bênção para que a direção nacional reveja o veto e autorize sua filiação. Se isso acontecer, Luís Fernando deverá entrar pela porta do fundo do Democratas.

DEM lança Maia pré-candidato a presidente da República nesta quinta-feira

A cautela do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), ao tratar a própria candidatura ao Palácio do Planalto deve mudar de patamar na próxima quinta-feira (8). Neste dia, durante convenção nacional do DEM, Maia será lançado pré-candidato a presidente da República.

Se será candidato, de fato, é outra história. A confirmação da candidatura de Maia dependerá da costura que fará para angariar apoio partidário, dentro e fora do DEM.  Além de participar de filiações de parlamentares ao DEM, dando maior robustez ao partido, Maia mira o PSDB, ao que parece, como o primeiro da lista onde buscará apoio para se viabilizar na disputa eleitoral. E a estratégia sinalizada é a de minar a candidatura do governador Geraldo Alckmin.

Na última sexta-feira (2), ele declarou que o pré-candidato do PSDB à Presidência, governador Geraldo Alckmin, não tem chance de vencer um eventual segundo turno porque possui imagem negativa acima de 45%”. Para Maia, se uma candidatura alternativa de centro não for construída a tempo, os partidos vão “entregar a eleição para o PT, o Ciro (Gomes, do PDT) ou a Marina (Silva, da Rede)”.

Maia voltou a defender também uma candidatura alternativa do centro à Presidência da República. “Não precisa ser necessariamente a minha”, afirmou, “mas acho que o meu nome tem o apoio de alguns partidos importantes e pode ser uma construção que nos dê a chance de disputar o segundo turno.”

Com discurso de candidato, Maia tem defendido a ideia de um estado mínimo. “O estado brasileiro é esse elefante branco que ninguém controla, que não caminha para lugar algum e não atende ninguém verdadeiramente”, avalia.