Vídeo: Maternidade de São José de Ribamar completamente abandonada.

O vídeo mostra as tristes condições em que se encontra a Maternidade Municipal de São José de Ribamar. Gravado por um funcionário revoltado, a situação é ainda pior. Segundo relatos, na Maternidade falta papel higiênico, copo descartável, sabão para higienização e até medicamentos. “Cansei de levar dimeticona de casa para dar pros recém nascidos”. Desabafou uma servidora.

Segundo a denúncia, os pacientes sofrem com calor devido problemas no sistema de ar-condicionado. “Água mineral que sempre tivemos nunca mais foi disponibilizado, temos que comprar porque o bebedouro que tem disponível não tem manutenção há meses.” Relata a servidora revoltada.

A servidora alerta que existe um esquema que ela classifica como maquiagem para enganar a população, vendendo uma imagem que não existe. “Pintam portas e paredes quando há uma visita do prefeito ou do governador e fingem que tudo vai bem, quando na verdade há momentos que tem recém nascidos graves aguardando transferência e acaba oxigênio no meio da noite.” Diz parte da denuncia.

Confira as graves denúncias abaixo:

Caos na Saúde de São José de Ribamar: 200 funcionários são demitidos e hospital entra na “UTI”.

200 funcionários demitidos e população fica sem atendimento médico em São José de RIbamar.

Quem precisou de atendimento médico este final de semana, e nesta segunda-feira (18), encontrou um hospital vazio em São José de Ribamar. Segundo denúncias de ex-funcionários, pelo menos 200 pessoas foram demitidas e o hospital municipal ficou sem atendimento.

O atendimento já estava precário, e conforme denunciou o blog Maramais, durante os últimos meses faltava agulha, soro e até copo descartável. ( reveja aqui )).

Desta vez, por falta de pagamento, os médicos param suas atividades desde o último dia 15.

De acordo com o secretário de saúde, Thiago Fernandes (PHS), uma nova empresa irá assumir o comando do hospital.

Pais de famílias são demitidos, aliados ficam.

O clima de revolta continua grande, já que segundo funcionários, o líder do governo na Câmara, vereador Cristiano, e sua esposa, que faz parte da direção do hospital que estão decidindo quem fica e quem não volta.

“Mais de 200 pais de famílias foram demitidos na semana de natal, esse é o presente do prefeito Luís Fernando?” questiona um técnico de enfermagem.

Segundo relatos dos ex-funcionários, tem servidor que está com pelo menos dois meses de salários atrasados, não pagaram nenhuma parcela do décimo e ninguém sabe de nada.

O casos na saúde do município foi manchete nas principais emissoras do estado.

Veja a reportagem completa da TV Mirante.