Eleições 2018: Glaydson Resende trai Flavio Dino e declara apoio à Alexandre Almeida.

O prefeito do município de Barão do Grajaú, Gleydson Resende (DEM), resolveu declarar publicamente apoio a  Alexandre Almeida (PSDB) pré-candidato Senado pelo PSDB. Em vídeo, Glaydson mostra que não está tão alinhado com o Governador Flávio Dino (PCdoB), e .que até a eleição, muita coisa poderá mudar, e não será surpresa se o prefeito do pequeno município aparecer pedindo voto para Roberto Rocha (PSDB).

Mesmo sendo um dos prefeitos mais beneficiado com ações do Governo do Estado, a declaração de apoio ao tucano, caiu como um afronto à Flavio Dino, que já declarou apoio à pré-campanha de Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) ao Senado.

Pra quem não conhece Glaydson Resende, ele é casado com a comunista Talita Laci, prefeita que vem fazendo um péssimo mandato no município da Raposa, localizado na Grande Ilha.

Os casal de prefeitos assinaram contratos de mais de R$ 4 milhões com a empresa de um primo de Glaydson, para locação de veículos. O detalhe que chamou atenção, é que a empresa só teria 09 veículos, conforme reportagem do blog Maramais. ( Veja aqui )

Veja o vídeo publicado pelo blog do Glaucio Ericeira.

Glaydson Resende terá que dizer o que fez com os R$ 100 mil que deveria ter usado no Carnaval.

No município de Barão de Grajaú, o prefeito Glaydson Resende (PCdoB), usou a velha desculpa dos prefeitos, de que o município estava em crise e que não tinha recursos para realizar o Carnaval este ano. O resultado, sem programação oficial da Prefeitura, o município deixou de movimentar o comercio local, e os moradores da pequena cidade foram levar mais renda para o município de Floriano, no Piauí.

Passados mais de dois meses depois, o blog Maramais recebeu a denúncia de alguns moradores da cidade, de que o prefeito não realizou o Carnaval este ano porque não quis, já que dinheiro na conta tinha, e foi repassado pelo Governo do Estado com o intuito exclusivo de realizar o Carnaval de Barão de Grajaú.

Segundo a denúncia, além do prefeito não ter realizado o Carnaval para a população, omitiu dos moradores a existência da ajuda financeira por parte do Governo do Estado e o pior, até o momento não disse com que foi gasto os R$ 100 mil reais do Convênio nº 115/2018.

Pela legislação, o convênio tem validade de noventa dias, a contar da data de assinatura, que foi no dia 09 de fevereiro. Além desse prazo, soma-se mais sessenta dias para a prestação de contas.

Como o objeto do Convênio era a realização do Carnaval 2018, tudo indica que o dinheiro deverá ser devolvido para a Secretaria de Cultura do Estado, por pura negligência do prefeito.

Com apenas 09 veículos, Locadora de carros fatura aproximadamente R$ 4 milhões nas prefeituras da Raposa e Barão de Grajaú.

 

A RFS, empresa que deveria funcionar na Vila Damasceno, periferia do município de Colinas e que tem como proprietário o jovem Rodolfo Freitas dos Santos, primo do prefeito de Barão de Grajaú, Glaydson Resende (PCdoB) tem faturado alto com locação de carros, mesmo tendo apenas 09 veículos em seu patrimônio.

Em 2017, o jovem empresário celebrou cinco contratos com a prefeitura de Barão de Grajaú, totalizando R$ 666.930,00 mil reais para locação de carros.

Em 2018, os contratos com o município de Barão de Grajaú foram renovados no valor de R$ 817.360,00 e o empresário ainda conseguiu ampliar seu leque de atuação, passando a locar seus carros para o município da Raposa, que tem como prefeita a jovem Talita Lacy (PCdoB), esposa de Glaydon Resende.

A RFS assinou contratos com o município da Raposa, que juntos, somam a bagatela de R$ 1 milhão, 137 mil e 600 reais, como denunciou o blog Maramais com exclusividade. Reveja aqui:  Loucura! Talita Laci vai torrar mais de R$ 1 milhão em locação de veículos na Raposa.

No total, só com locação de veículos para os dois municípios que são comandados pelo casal de prefeitos, a RFS vai faturar R$ 2 milhões 621 mil e 890 reais.

Além da locação de veículos, a RFS celebrou um contrato que tá dando o que falar na Região do Sertão. Segundo o portal da transparência da Prefeitura de Barão de Grajaú, por apenas 23 dias de Iluminação Pública, a prefeitura pagaria R$ 1 milhão, e 363 mil reais conforme denunciou o blog na reportagem –  Escândalo em Barão de Grajaú! Empresa fatura R$ 1 milhão e 363 mil reais, prá gerir iluminação pública por apenas 23 dias.

Ao todo, só com os dois municípios, ao final dos contratos, o jovem empresário vai abocanhar R$ 3 milhões 984 mil e 890 reais, uma verdadeira fortuna para dois pequenos municípios.

Escândalo em Barão de Grajaú! Empresa fatura R$ 1 milhão e 363 mil reais, pra gerir iluminação pública por apenas 23 dias.

A empresa seria do primo do prefeito, Glaydson Resende (PCdoB), e também faturou mais de R$ 1 milhão em outra prefeitura, a do município da Raposa, comandada pela primeira-dama de Barão de Grajaú, Talita Laci (PCdoB).

Prefeito de Barão de Grajaú, Glaydon Resende, primo e empresário Rodolfo Freitas dos Santos, e a prefeita da Raposa, Talita Laci. Entre eles, contratos milionários.

O Ministério Público precisa fazer uma verdadeira varredura nos contratos assinados na prefeitura de Barão de Grajaú, comandada por Glaydson Resende. O blog Maramais recebeu varias denúncias de irregularidades, dentre elas, uma gravíssima, envolvendo recursos da Iluminação Pública da cidade.

De acordo com os dados constantes no Portal da Transparência, a empresa RFS – Rodolfo Freitas dos Santos, celebrou contrato com a prefeitura no dia 08 de fevereiro de 2018, com prazo para terminar no dia 03 de março de 2018, ou seja, apenas 23 dias de contrato.

Os dados oficiais estão no Portal da Transparência da Prefeitura de Barão de Grajaú, e prevê contrato milionário por pouco mais de 20 dias de serviços.

Por esse curtíssimo período, a empresa, que seria do primo do prefeito, faturaria a fortuna de R$ 1 milhão, 363 mil reais, para gerir a Iluminação Pública de Barão de Grajaú.

A empresar egistrada na Receita Federal deveria funcionar no bairro Vila Damasceno, em uma rua que não passa sequer carroça.

A empresa vencedora da licitação em Barão de Grajaú é a mesma que venceu licitação e vai faturar mais de R$ 1 milhão para locação de veículos no município da Raposa, que coincidentemente é comandada pela esposa de Glaydson.

Além da fortuna paga por apenas 23 dias de serviço, outra informação ainda mais grave deve levar o Ministério Público a investigar e posteriormente acionar o prefeito por suposto ato de Improbidade Administrativa.

Quando Glaydson contratou a empresa do RFS, já tinha outro contrato com objeto similar em vigência, o que pode caracterizar fracionamento de licitação, o que, segundo legislação, pode configurar ato de improbidade administrativa.

Quando a empresa RFS foi contratada para gestão da Iluminação Pública, o município já tinha contrato similar com a empresa Brito e Dias LTDA, com vigência até o dia 04 de abril de 2018.

Pelo contrato que durou seis meses, a empresa Brito e Dias, com sede em Matões do Norte, faturou R$ 1 milhão 563 mil reais, ou seja, quase o mesmo valor que a empresa RFS, com sede na periferia de Colinas, faturou em apenas 23 dias de trabalho.

A similitude do objeto dos contratos, firmados com empresas diferentes, por licitações diversas, dentro do mesmo período temporal, em tese, pode configurar fracionamento de licitação, o que pela legislação, incorre em ato de improbidade administrativa,

Veja também: Loucura! Talita Laci vai torrar mais de R$ 1 milhão com locação de veículos na Raposa

Loucura! Talita Laci vai torrar mais de R$ 1 milhão em locação de veículos na Raposa.

A empresa vencedora da licitação seria de propriedade do primo do marido da prefeita Talita Laci. Registrada no município de Colinas, o endereço simplesmente não existe.

Pelo visto o dinheiro está sobrando na Raposa, pequeno município de menos de 30 mil habitantes que fica na região metropolitana de São Luís. Por lá, a prefeita Talita Laci (PCdoB), aquela do caso dos “Caixões”, revelado pelo blog Maramais e que virou notícia nacional, se não bastasse ter assinado contrato onde prevê gastar quase R$ 3 milhões em combustível, agora, a prefeita, que já foi comparada com a ex-prefeita ostentação Lidiane Leite, quer torrar mais de R$ 1 milhão de reais em locação de veículos.

No total, foram realizados nove contratos com a empresa R.F.S. Serviços LTDA, que somados, chegam a fortuna de R$ 1 milhão, 137 mil e 600 reais. Um verdadeiro luxo para o município que tem como maior vocação a pesca.

( veja os contratos no Diário Oficial clicando aqui, Edição do dia 22 de Março ).

Nossa equipe de reportagem esteve em Colinas, que fica 463 km de distância do município da Raposa, para conhecer a empresa vencedora da licitação.

Essa é a rua onde deveria existir a empresa R.F.S., mas o número 319 simplesmente não existe.

Durante o dia inteiro, procuramos a empresa em um bairro humilde da cidade, mas só encontramos uma avenida completamente destruída. A sede da RFS, que tem como proprietário o empresário Rodolfo Freitas dos Santos, deveria ficar na Avenida Alice Brandão, 319, Vila Damasceno, em Colinas, mas o endereço simplesmente não existe. Ninguém na rua nunca ouviu falar na empresa e desconhece o proprietário.

Informantes ligados a Prefeitura Municipal de Colinas informaram que a família Brandão, aliados da prefeita Valmira, sempre teve forte ligação com o pai da prefeita do município da Raposa, o ex-prefeito Lací, desde a época em que Carlos Brandão era auxiliar do ex-governador José Reinaldo (sem partido).

Descobrimos também, que o proprietário da empresa que vai faturar mais de R$ 1 milhão com locação de veículos, o empresário Rodolfo, seria primo do marido da prefeita da Raposa, Glaydson Resende, prefeito de Barão do Grajáu.

O dinheiro para pagar os alugueis dos carros serão retirados de recursos da Saúde, da Educação e da Assistência Social.

Pelo visto, Talita Laci terá que esclarecer muita coisa ao Ministério Público.