Exclusivo: Renúncia de Luís Fernando teria explicação – “Saco cheio de prefeitura”

Desde que assumiu a prefeitura, Luís Fernando é cobrado diariamente e acumulou dezenas de protestos em todos os bairros do município.

De saco cheio, Luis Fernando pouco tem sido visto na prefeitura e no próprio município

Isso mesmo, o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PRB), estaria de “Saco cheio” da prefeitura, essa seria a justificativa dada por ele aos aliados que foram oferecê-lo ao governador Flávio Dino (PCdoB), confidenciou agora a pouco uma fonte do Palácio dos Leões.

Bem diferente daquilo que a imprensa ligada ao prefeito noticiou nos últimos dias, Dino não fez nenhum convite ao desgastado prefeito ribamarense, pelo contrário, já que sua equipe estava praticamente formada e seria anunciada na sexta, 22.

O boato plantado por Luís Fernando na imprensa fez Dino mudar a apresentação oficial da sua nova equipe de governo, que acontecerá nesta segunda-feira, 25.

Para ajudar o prefeito ribamarense, o qual, segundo a fonte palaciana, o governador teria grande respeito, principalmente pela “arregada” que Luis Fernando deu em 2014, quando deixou Roseana na mão e de tabela ajudou o comunista a derrotar o grupo Sarney, a solução seria aceitar o prefeito na AGEM –  Agência Metropolitana ou na MOB – Agência Estadual de Mobilidade Urbana.

A informação dada pela fonte dos Leões tem justificativa já que com a renúncia de LF da prefeitura de São José de Ribamar, Eudes Sampaio (PTB), assumirá o cargo.

O PTB, partido de Eudes, é responsável pela indicação do atual presidente da Agem – Lívio Corrêa, assim, tudo se encaixa.

Na Agem, Luís Fernando teria muito mais visibilidade na região metropolitana, e evitaria as cobranças e protestos da população, marca registrada da sua gestão.

A renuncia deve acontecer nas próximas 24hs.