Guerra Jurídica em São José de Ribamar mostra medo de derrota vergonhosa de Eudes Sampaio

Faltando apenas quatro dias para a eleição em São José de Ribamar, uma verdadeira guerra jurídica está instalada no município. Com medo da derrota histórica que deve sofrer, aliados do prefeito Eudes Sampaio (PTB), seguem espalhando fakenews sobre uma decisão conseguida através de MS impetrado pelo procurador Eduardo Nicolau.

A liminar concedida pelo desembargador João Santana Sousa, era o fato jurídico que a “patrulha” de servidores comissionados da prefeitura esperavam, para iniciar mais uma onda de ataque a Julinho, na tentativa de confundir o eleitorado, afirmando que Julinho está fora da disputa.

Para reestabelecer a verdade, basta o eleitor fazer uma simples consulta no Divulgacand, do Tribunal Superior Eleitoral, e confirmar que todos os candidatos estão aptos a disputa, inclusive o candidato do Psol, Magão, que teve seu registro indeferido e recorreu. (Para consultar e verificar a verdade, basta clicar aqui)

Até domingo (15), dia da eleição, muita água ainda deve rolar e com a derrota na porta, a estratégia do grupo de Eudes teve mudança, e agora tentam passar a ideia para o eleitor, de que o Dr. Julinho não concorrerá.

A informação é fakenews, já que a candidatura de dr. Julinho está deferida e os votos serão computados.

De acordo com pesquisa divulgada pela Escutec, Julinho será eleito com 44% dos votos válidos quase o dobro da votação de Eudes Sampaio, que aparece com apenas 25% dos votos validos.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *