Período em que assumiu a prefeitura na gestão Gil Cutrim pode tirar Eudes Sampaio da disputa eleitoral

O advogado do prefeito Eudes Sampaio (PTB), que teve seu registro de candidatura impugnado, apresentou defesa nesta terça-feira (13). Segundo o documento, o fato de Eudes Sampaio ter assumido a prefeitura no período em que o ex-prefeito Gil Cutrim tirou licença, por duas vezes, não tira o atual prefeito da disputa.

Para justificar sua tese, o advogado citou o exemplo do paulista Geraldo Alckimin, o qual ele se dirige como famoso, que era vice e substituiu o governador por alguns dias no primeiro mandato, sucedeu-lhe no segundo mandato e postulou a eleição como governador para o período seguinte.

No caso de São José de Ribamar, Eudes Sampaio foi eleito vice-prefeito em 2012, junto com Gil Cutrim, reeleito prefeito. Em 2014, assumiu a prefeitura por duas vezes, durante o período que Gil Cutrim tirou licença.

Além de ter assumido como prefeito durante as licenças do ex-prefeito Gil Cutrim, Eudes Sampaio, então vice, foi reeleito vice-prefeito, assumiu a prefeitura em 2019 e agora tenta a reeleição, motivo pelo qual, segundo o pedido de impugnação, não poderia ser candidato.

O caso está nas mãos da Juíza Tereza Cristina, que deve julgar o mérito.

Confira a defesa aqui.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *