Moradores denunciam completo abandono do Araçagy

Indignados com o completo abandono das principais ruas do bairro Araçagy e da orla da praia, totalmente revitalizada pelo Governo do Estado e inaugurada há pouco mais de dois anos, quem visita o local, vê um completo descaso com uma obra milionário e que deveria ser orgulho e ponto turístico para o município.

Segundo os moradores, as ruas que dão acesso à praia estão completamente intrafegáveis. “É uma completa vergonha o que a prefeitura de São José de Ribamar tem feito conosco. IPTU caro e veja as condições das ruas. Aqui não passo carro, não entra ambulância em caso de socorro e nem viatura da polícia em um caso de perigo. Tenho dúvidas se o prefeito sequer sabe onde fica essa triste realidade.” Disse um morador do bairro que sofre diariamente com o descaso e abandono.

Já na orla marítima, a situação não deixa de ser pior. Inaugurada há pouco mais de dois anos, muito mato e calçadas quebradas tem dificultado a vida de  quem busca o local para uma simples caminhada. “Cadê o prefeito que não valoriza esse ponto turístico daqui do Araçagy? Essa obra custou caro para o bolso do ribamarense e não é feita sequer a limpeza rotineira. O mato tá tomando conta daqui e os bandidos se aproveitam desse clima de abandono. Infelizmente essa é nossa realidade aqui no Araçagy.” Lamentou o morador que convidou a equipe do blog para ver o completo abandono do bairro.

A denúncia acontece uma semana após o prefeito ter sido hostilizado durante reunião em outra região do bairro. Quem vive a realidade do local, entende perfeitamente os motivos de tanta revolta no vídeo que mostrou muita confusão e gritaria durante ato do prefeito.

O outro lado

O blog entrou em contato com a Prefeitura de São José de Ribamar e aguarda posicionamento. Já a Secretaria de Cultura e Turismo do Estado do Maranhão, enviou nota afirmando que a obra foi entregue ao município e que toda responsabilidade de manutenção e limpeza ficou para a Prefeitura de São José de Ribamar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *