“Covardia e trairagem”, dispara Wellington do Curso contra Roberto Rocha e Eduardo Braide

O deputado estadual Wellington do Curso (ainda no PSDB) voltou a bater forte nesta noite, durante entrevista concedida ao programa Ponto e Vírgula, da Rádio Difusora FM, no senador Roberto Rocha e no deputado federal Eduardo Braide (Podemos).

Do Curso, pela manhã, fez um contundente discurso na Assembleia Legislativa no qual taxou Braide de covarde.

Wellington foi defenestrado da disputa após decisão de RR, que levou o PSDB para o campo de apoio do deputado federal e também pré-candidato.

Na entrevista de agora a pouco, o parlamentar voltou a reafirmar que nunca participou de nenhum acordo com Braide no sentido de desistir da sua pré-candidatura para apoiá-lo.

Afirmou, ainda, que Roberto, que comanda o tucanato no Maranhão, sempre o tratou como pré-candidato do PSDB e que se soubesse que seria preterido teria deixado a legenda.

“O PSDB é um negócio cartorial, de família. O que fizeram comigo foi a maior covardia e trairagem da política recente do Maranhão. O senador Roberto me enganou. O Braide também é culpado, por que nunca conversamos sobre desistência. Além disso, o Braide, agora, está tentando cooptar pré-candidatos ao cargo de vereador ligados a mim. Se eu soubesse que iria ser enganado desta forma teria deixado o PSDB. Nunca passou pela minha cabeça, ou tão pouco tratei desta possibilidade, ser vice de Braide. Como uma pessoa quer ser prefeito de São Luís sendo traíra com outros pré-candidato? O que fizeram comigo foi uma grande maldade”, afirmou.

Wellington disse que ainda pretende recorrer à Executiva Nacional do PSDB objetivando garantir a legenda para participar do pleito majoritário. Se não obtiver êxito, também pretende procurar a Justiça.

No entanto, caso não tenha sucesso na empreitada, anunciará seu novo endereço partidário e candidato a prefeito ainda este mês.

O deputado finalizou cravando: “Não conversei com Braide e é pouco provável apoia-lo”.

Glaucio Ericeira

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *