Wellington dispara “Covarde! Isso é coisa de bandido! Isso é coisa de marginal! Mostre a cara! Não se esconda atrás de fake”; Duarte não aparece

Na sessão desta terça-feira (10), o deputado estadual Wellington do Curso (PSDB), vítima de ataques de perfil fake criado por um assessor do deputado Duarte Júnior (Republicanos), segundo relatório da Polícia Federal, voltou a demonstrar toda sua revolta com a atitude que ele classificou como ato covarde de bandido.

Wellington já havia desmascarado o deputado estadual Duarte Júnior na sessão de segunda-feira (09), quando solicitou que o parlamentar ficasse atento as informações que seriam reveladas. Ao ver o painel com a informação “Relatório Perfil Fake – Polícia Federal”, Duarte deixou o plenário rapidamente.

Ontem, Wellington do Curso engrossou o tom e disparou “Ato covarde! Isso é coisa de bandido! Isso é coisa de marginal! Mostre a cara! Não se esconda atrás de fake!,” disse o deputado tucano.

Ao ver que Duarte seguia evitando ficar frente a frente, Wellington usou a TV Assembleia para convocar o ex-presidente do Procon. “Deputado Duarte, eu sei que vossa excelência está no gabinete, e está assistindo nesse momento, venha até a tribuna desta casa, faça os esclarecimentos necessários, é uma solicitação que eu peço a vossa excelência, por favor.” Disse Wellington.

Duarte mais uma vez fugiu de Wellington e não compareceu durante todo o tempo que parlamentar vítima de fake news permaneceu na tribuna. O ex-presidente do Procon também tem mantido silêncio  sobre a constatação do Relatório Oficial da Polícia Federal que apontou um assessor seu como criador do perfil fake que atacava Wellington.

Confira o vídeo

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *