Jota Pinto vira principal alvo de perseguição de Eudes Sampaio

O ex-deputado Jota Pinto (Patriotas) tornou-se o alvo principal do prefeito Eudes Sampaio (PTB) e de seus aliados, que operaram uma máquina de difamação e desconstrução de imagem.

Pré-candidato a prefeito no município de São José de Ribamar, Jota vem causando incômodo, principalmente pelo fato de movimentar-se bem no tabuleiro político ribamarense e, por conta disso, figurar em primeiro lugar na preferência do eleitorado, segundo cravam pesquisas de intenção de voto as quais o editor do Blog já teve acesso.

Qualquer ação de Jota é utilizada pelo prefeito e aliados para tentar desqualifica-lo.

Se o ex-deputado participa de um ato público ou promove algum evento, as informações são distorcidas e publicadas na forma de achincalhamento. Informações falsas, estas, que, na maioria das vezes, partem de veículos de comunicação que, hoje, trabalham a soldo, mas que até bem pouco tempo atrás eram menosprezados pela atual administração municipal.

Sem ter muito o que falar, tentam, a todo custo, colocar no colo do ex-deputado o título de “forasteiro” – devido ao fato de não ter nascido na balneária.

Jota Pinto sempre teve atuação política forte em São José de Ribamar. Suas votações para deputado, por exemplo, são provas inconteste disso.

O movimento Aliança Ribamarense, liderado por ele, é resultado do somatório de forças e envolve milhares de moradores insatisfeitos com a ineficácia da gestão que aí está.

Ao tentar classificar o pré-candidato com a pecha de “forasteiro”, o prefeito e os seus dão um tiro no pé.

A atuação política de Eudes sempre esteve na sombra de gestores que já governaram a cidade – leia-se Luis Fernando e Gil Cutrim.

Sem contar que o mesmo é cearense e a maioria dos seus auxiliares mais próximos, sequer, reside na cidade do Santo.

Há cerca de dois meses atrás, o prefeito, que assumiu graças à segunda renúncia de LF, ligou para Jota Pinto e propôs um pacto: que a pré-campanha se mantivesse em alto nível.

No entanto, o que se constata atualmente é um festival de baixarias e fake news produzidos no subterrâneo da Prefeitura.

Ora, se a popularidade do atual prefeito está tão bem assim, como seus próprios aliados alardeiam, por que, então, desqualificar um adversário que, segundo estes próprios aliados, não tem condições de obter êxito no pleito do ano que vem?

Resposta: Por que o real cenário é totalmente desfavorável para Eudes. Ele carrega consigo uma rejeição popular que beira a casa dos 70%, de acordo com levantamentos recentes.

O festival de mentiras disparadas contra Jota Pinto terá prosseguimento, isso é fato.

Porém, o efeito contrário continuará prejudicando àqueles que estão no poder e nele pretendem se manter.

Custe o que custar.

Do Blog do Glaucio Ericeira

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *