Júnior Marreca responde a 18 ações por improbidade administrativa e desvio de dinheiro público.

Dentre as certidões negativas apresentadas pelos candidatos a reeleição, uma chamou a atenção do blog Maramais. Júnior Marreca, que foi ex-prefeito de Itapecuru Mirim e conseguiu como em um passo de mágica  reverter na Câmara de Vereadores, contas reprovadas pelo TCE, até conseguiu emitir certidão negativa, mas com uma pequena ressalva: o candidato a reeleição responde a 20 processos na justiça, desses, 18 são por atos de improbidade e desvio de dinheiro público, duas ações criminais e um processo na justiça comum.

Com essa gigantesca lista de processos, que se condenado será punido com a perda do mandato, suspensão dos direitos políticos por até oito anos, devolução de todo dinheiro desviado e bloqueio dos bens, tá explicado porque o advogado, empresário e deputado federal conhecido na cidade por ser um dos homens mais ricos do Maranhão, declarou a justiça eleitoral ser possuidor de apenas  pouco mais de R$ 3 mil reais.

Pelo que tudo indica, o fim da carreira política de Júnior Marreca está bem próximo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *