Solupel vai faturar aproximadamente R$ 30 milhões pra realizar coleta de lixo em São José de Ribamar.

A coleta de lixo de São José de Ribamar passa a ser uma das mais caras do norte-nordeste.

Até o final do mandato do prefeito Luís Fernando, a empresa deverá ter faturado quase R$ 100 milhões em São José de Ribamar.

A prefeitura de São José de Ribamar vai pagar cerca de R$ 30 milhões para a nova empresa de coleta de lixo, que deve começar a operar nos próximos dias. O resultado da proposta de preço foi publicado no Diário Oficial do Município desta quinta-feira, 11.

Um dos contratos mais caros do Maranhão, a empresa Ciano Soluções Ambientais LTDA – Solupel vai faturar exatos R$ 29 milhões, 475 mil, 581 reais e 76 centavos.

O contrato tem duração de 12 meses, e promete deixar a cidade sem nenhum ponto de lixo, como acontece atualmente, onde lixões ao céu aberto são comuns, principalmente nos bairros do Alto do Turu, onde a empresa mantém um escritório.

Caso de policia

No último dia 04 de janeiro, a Justiça suspendeu licitação milionária do lixo de Marechal Deodoro-AL. O caso foi manchete de diversos jornais.

De acordo com as reportagens, um suposto cartel e máfia do lixo pretende se instalar na cidade.

Segundo reportagem do diário O FATO – AL, a empresa beneficiada seria a Ciano Soluções Ambientais LTDA, a mesma que vai faturar R$ 30 milhões em São José de Ribamar.

A licitação para contratação de nova empresa de coleta e destinação do lixo de Marechal Deodoro, realizada pela prefeitura , foi suspensa pelo Juízo da 1.ª Vara Cível e Criminal de Marechal Deodoro-AL. A liminar foi concedida em razão de mandado de segurança impetrado  pela CONSERG.

Em sua decisão, a juíza Juliana Batistela enfatizou que: a postura apresentada pelo impetrado não se coaduna com os princípios constitucionais da administração pública, pois parece tratar um certame de licitação como se fosse coisa privada, de seu próprio interesse e conforme seus próprios critérios, ao alvedrio da lei, conduta esta que não pode ser tolerada pelo Poder Judiciário, urgindo a tomada de providência no sentido de suspender o certame em tela.Diante do exposto, CONCEDO A LIMINAR pretendida para determinar que SUSPENSÃO DA LICITAÇÃO PÚBLICA CONCORRÊNCIA Nº 03/2017 do Município de Marechal Deodoro/Al, bem como, determino que seja fornecida ao impetrante toda a documentação integrante do edital da licitação, incluídos todos os seus anexos, reabrindo-se o prazo inicialmente estabelecido para habilitação, sob pena de multa diária de R$ 3.000,00 (três mil reais).

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *