Loucura! Com arrogância, Luís Fernando sai da linha e bate boca com populares.

Populares cobram Luís Fernando e começa um bate-boca generalizado durante protesto no bairro Jota Câmara.

O prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), que vive uma crise em seu primeiro ano de gestão, recheado por denúncias e protestos de populares e servidores, saiu literalmente da linha, e perdeu as estribeiras. Mostrando uma face conhecida por poucos, com arrogância e prepotência, durante mais um protesto, (foram dezenas em 2016) na manha desta terça-feira, 03, o prefeito resolveu ir conversar pessoalmente com os moradores.

Usando a mesma tática de tentar atribuir a culpa ao ex-prefeito, a população, que não agüenta mais tanta desculpa, resolveu cobrar seus direitos.

Diante da inusitada conduta dos moradores, que deram uma verdadeira pressão no prefeito, pela falta de água há dias no bairro Jota Câmara e a falta de coleta de lixo, Luís Fernando não gostou da cobrança e partiu pra cima da cabeleireira Mimi. “Se for pra fazer isso eu vou embora. Por causa dela eu vou embora! Cale a boca! Então cala a sua boca!” ordenou o prefeito ao ser cobrado.

O prefeito foi claro que não está nem aí para protesto, e anunciou. “Esse tipo de coisa comigo não resolve, quem quer falar comigo vai lá na prefeitura.”disse.

Revoltados, os moradores contestaram o prefeito, e afirmaram que não encontram ele na prefeitura. “É difícil encontrar ele na prefeitura.” Desabafou uma dona de casa.

Pra surpresa dos populares, e completamente alterado, o prefeito começou a afrontar a população. “Eu tenho dois ouvidos e vocês tem cinqüenta bocas.” Debochou Luis Fernando, da população que continuava as queixas do mandato pífio.

Em outro momento, ainda mais alterado, o prefeito se queixa da população, dizendo que por qualquer coisa a população faz  manifestação, e parte pra cima de uma moradora que diz que é necessário protestar. “Não é necessário não. Vá a prefeitura que você fala comigo, eu não sou vagabundo, eu tenho lugar pra trabalhar.” Esbravejou Luís Fernando.

Revoltados, os populares começam a hostilizar o prefeito. “O prefeito está chamando todo mundo de vagabundo? Nós somos pais e mães de famílias.” Diz uma moradora, antes de começar um bate-boca generalizado.

Nervoso, Luís Fernando ameaça ir embora, e aparentemente falando ao telefone, passa a ofender os funcionários que prestam serviço para a empresa BRK “Cadê os vagabundos miseráveis da BRK? Bando de vagabundos que não respeita.” Dispara Luís Fernando ao telefone.

Em um clima tenso, recheado de ofensas, queima de pneus e muito desrespeito com a população, o prefeito que chegou se achando superior, saiu hostilizado e com a popularidade ainda mais em queda.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *