A polêmica do “bolo de ouro” de R$ 7 mil e 875 reais de São José de Ribamar.

O Bolo custou quase R$ 8 mil reais para os cofres municipais.

Desde que o advogado Edson Júnior, tornou público o contrato realizado pelo Prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), que pagou R$ 7 mil 875 reais pelo Bolo de aniversário da Cidade, o assunto tem rendido nos quatro cantos do município. O ex-vereador Teté Vieira (PV), foi o primeiro a sair em defesa, e garantiu que o bolo teria 65 metros (ninguém mediu pra saber o tamanho ou o peso), e seria da melhor qualidade, porque segundo ele, bolo barato é “caganeira certa!” disse Teté, que agora é assessor especial do prefeito de São José de Ribamar.

Segundo Teté, a justificativa de tanto dinheiro gasto com o bolo é que, segundo o assessor de Luís Fernando, bolo barato é “caganeira certa!”

O tema rendeu, e a grande queixa dos ribamarenses não foi o valor do quilo ou do metro do bolo, mas o exagero e o desperdício de dinheiro público.

“É muita vontade de gastar o dinheiro do povo. Com quase R$ 8 mil reais daria pra fazer coisa mais importante do que comprar um bolo apenas para chamar atenção.” Disse o vendedor de peixe Adalton Dias.

No início da noite deste domingo, 24, o ex-vereador Teté se vestiu a caráter, e, no melhor estilo “auxiliar de cozinha”, participou da entrega do polêmico bolo de ouro.

Dilvan santos

Senhor prefeito porquê tanto desperdício com dinheiro público… Porque não investir em ações sociais …. Veja bem aqui em nosso município há um índice muito grande de moradores de ruas e alcoólatras porque não investir esse dinheiro com esses desassistidos

elenilde

Eita que a Fara dw dinheiro puplico e grande ne….cade os fiscais os vereadores pra impedi uma coisa dessa.porq vcs num fizeram nada.rapaz fazer com o dinheiro dos outros e bom ne…duvido se algum de vcs faria com o seu proprio dinheiro…cambada.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *