Graça Paz enaltece a filiação do senador Roberto Rocha ao PSDB

A deputada Graça Paz (PSL) enalteceu, na sessão desta quinta-feira (5), a filiação do senador Roberto Rocha ao PSDB. Ela frisou que, com o regresso do parlamentar maranhense ao ninho tucano, o PSDB passa a ter 12 senadores, a segunda maior bancada no Senado.

Graça Paz assinalou que a cerimônia de filiação de Roberto Rocha contou com a presença de várias lideranças tucanas, entre elas o presidente interino da legenda, senador Tasso Jereissati, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Na solenidade, Roberto Rocha afirmou que o Brasil vive um momento de grandes desafios e que a democracia brasileira precisa de união.

Segundo a deputada Graça Paz, foi muito importante também uma mensagem do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que não pôde estar presente, por estar em viagem aos Estados Unidos, mas fez questão de parabenizar o senador maranhense, dizendo que Roberto Rocha estava chegando ao espaço de onde ele nunca deveria ter saído.

“Roberto Rocha, se não me engano, ficou 16 anos no PSDB e depois mais alguns anos no PSB, mas nunca mudou a sua maneira de pensar. Mudou de sigla, mas não mudou as suas ideias. As suas ideias continuam as mesmas. De forma que esta filiação do senador Roberto Rocha foi muito prestigiada. E nós maranhenses só devemos nos orgulhar, devemos nos orgulhar de termos uma figura em nível nacional tão importante, e que esta figura é um maranhense que cuida das coisas do Maranhão”, enfatizou Graça Paz.

Ela acrescentou que, além do presidente interino do PSDB e do governador de São Paulo, participaram da cerimônia o governador de Goiás, Marconi Perillo, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, os líderes do partido na Câmara, Ricardo Tripoli, e no Senado, Paulo Bauer, o senador Cássio Cunha Lima, o deputado federal Silvio Torres e o presidente do ITV, José Aníbal. O evento foi realizado no gabinete do senador maranhense, em Brasília.

O seu endereço de e-mail não será publicado.