Godofredo Viana entra no topo dos 50 maiores PIBs per capita do país em 2021

Godofredo Viana entra no topo dos 50 maiores PIBs per capita do país em 2021. Tasso Fragoso e Santo Antônio dos Lopes também estão na lista.

Em relação ao ranking estadual, o destaque vai para Bacabeira, que a partir de 2021 passou a ser um dos top 10 do estado nesse indicador.

O Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), autarquia vinculada à Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan), divulgou, nesta sexta-feira (15), a publicação Produto Interno Bruto (PIB) dos Municípios do estado do Maranhão 2021.

A publicação anual tem o objetivo de avaliar o total de bens e os serviços produzidos nos municípios, sob a ótica dos setores de atividades econômicas.

O PIB tem dois anos de defasagem e é divulgado em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A capital maranhense contribuiu com cerca de R$ 36,5 bilhões na economia maranhense em 2021, o que equivale a 29,2% do PIB do Maranhão. Além de São Luís, outros municípios se destacaram significativamente na produção de bens e serviços, a exemplo de Imperatriz, Balsas, Açailândia, Santo Antônio dos Lopes, Tasso Fragoso, Bacabeira e Godofredo Viana, demonstrando uma descentralização gradual do PIB da capital para outros municípios do estado.

Os municípios maranhenses contribuem de maneiras distintas na geração de bens e serviços produzidos no estado, como explica do presidente do Imesc, Dionatan Carvalho: “O Comércio é mais forte na capital maranhense, além de contribuir também com a maior fatia da Indústria (33,7%). Já Santo Antônio dos Lopes, é o segundo maior peso na Indústria do Maranhão (12,6%), seguido de Godofredo Viana (9,9%). No que se refere à Agropecuária, os grandes players situam-se no sul e oeste do estado, com destaque para Balsas, Tasso Fragoso e Açailândia que, juntos, contribuem com 30,6% do setor primário do Maranhão”.

O presidente pontuou ainda sobre a recuperação econômica dos municípios após a pandemia de 2020: “A retomada da economia maranhense em 2021 foi crucial para que os municípios pudessem recuperar as perdas de 2020, durante a pandemia. Além da Administração Pública e o Comércio, a retomada da Construção Civil foi fundamental para a maior geração de valor agregado na instância municipal, tanto que em 2021, cerca de 111 municípios tiveram essa atividade como a de maior destaque no setor secundário, lembrando que em nível estadual, essa atividade cresceu 15,2%”, enfatizou.

A publicação mostra que o município de Godofredo Viana avançou 46 posições no ranking nacional do PIB per capita e em 2021 passou a ocupar o 42º lugar, com cerca de R$ 219.655,83 por habitante. No tocante ao ranking dos municípios brasileiros, somente 3,2% dos municípios maranhenses se concentraram no 4º quartil (municípios com maiores PIB per capita), são eles: Tasso Fragoso (23º); Godofredo Viana (42º); Santo Antônio dos Lopes (48°); Sambaíba (314º); Balsas (543º); e Alto Parnaíba (896º). Em nível estadual, o destaque vai para o município de Bacabeira, que em 2021 passou a integrar o ranking dos dez maiores PIBs per capita do Maranhão. Em 2020, esse município ocupava a 17ª posição e passou para o 10º lugar em 2021.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *