Em menos de 2 anos, município de São José de Ribamar já recebeu R$ 446 milhões, e prefeito quer mais empréstimo.

O município de São José de Ribamar já recebeu mais de R$ 446 milhões, entre o dia 01 de janeiro de 2017 e 16 de novembro de 2018, é o que aponta o levantamento feito pelo Banco do Brasil, que pode ser conferido através do site da instituição financeira.

Mesmo com essa cifra que beira a casa de meio bilhão de reais, e com todo apoio recebido pelo Governo do Estado para pavimentação de ruas através dos programas Mais Asfalto e Rua Digna, o prefeito diz que o município está em crise, e já conseguiu a aprovação de financiamento de R$ 30 milhões no ano passado, e agora, quer mais um novo empréstimo em valor igual. Os dois financiamentos deverão prejudicar a vida dos próximos prefeitos, que terão que pagar os empréstimos feitos pelo prefeito Luís Fernando.

O novo estilo de governar do gestor ribamarense tem recebido reprovação da população.

Outro ponto muito criticado são os alugueis, que dão a sensação de estrutura para o município, mas que na verdade, é um péssimo negócio para a cidade.

Ônibus, carros, ambulâncias, prédios, maquinas de xerox e até computadores, tudo na gestão do prefeito Luís Fernando é alugado a valores que dariam pra comprar, ao invés de alugar.

Em setembro do ano passado, vereadores denunciaram a farra dos alugueis de ambulâncias e revelaram que o prefeito paga pela locação de uma ambulância R$ 161 mil por 12 meses, enquanto o Estado e prefeitos responsáveis compra a mesma ambulância por R$ 160 mil.

No mesmo mês, o blog Maramais revelou que o prefeito contratou a locação de quatro caminhonetes L200 por mais de meio milhão de reais, um verdadeiro desperdício com o dinheiro dos ribamarenses.

O blog também denunciou a locação de 66 veículos por R$ 1 milhão e 600 mil reais e ainda, a locação de Palco e Som por mais de R$ 3 milhões e 694 mil reais.

Agora, com novo empréstimo na Câmara para aprovação dos vereadores, Luís Fernando deverá explicar o que fez com quase meio bilhão de reais, porque quer mais empréstimo e como e quem vai pagar essa conta.

Com minoria na Casa Legislativa, o prefeito deverá enfrentar dificuldade para conseguir mais esse empréstimo.

Mas dinheiro nos cofres da prefeitura Ribamarense não é problema, já que  está previsto, entre os dias 16 de novembro e 31 de dezembro, o recebimento de mais de R$ 100 milhões de reais em repasses oficiais, a exemplo do que aconteceu em 2017, quando nesse mesmo período, o município recebeu exatos R$ 102 milhões, 356 mil e 187 reais.

maramais

Na minha opinião, vencer um prefeito que já recebeu quase 500 milhões de reais em menos de dois anos, e que até o periodo da eleição deve totalizar 1 bilhão de reais é muito dificil, mas o povo não está satisfeito.
Ainda não existem nomes concretos para o proximo pleito. Paulo Alencar quer, todo mundo sabe, mas não sabe se tem viabilidade. Beto das Vilas tem otima aceitação com eleitores e com a classe politica, é uma otima opção, mas ainda não decidiu. Além desses dois novos nomes, devem surgir novos nomes, de grupos conhecidos. Também acredito na possibilidade de Bira do Pindaré vir, mas ele garante que será por São Luís.
Acredito que os cenarios comecarao a se desenhar a partir de fevereiro.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *