Antes de deixar a prefeitura, Luís Fernando “enterra” o carnaval ribamarense

Desvalorizando a cultura ribamarense: Prefeito Luís Fernando paga o maior cachê para Escola de Samba de São Luís. Se faltou dinheiro para agremiações de Ribamar, sobrou para pagar até bloco de Paço do Lumiar…

Desvalorizando a cultura local, o quase ex-prefeito ribamarense terminou de enterrar o carnaval ribamarense, que este ano teve o menor público da última década e fez comerciantes e vendedores ambulantes amargarem prejuízos devida a péssima programação feita pela prefeitura.

Com palcos pequenos, som de péssima qualidade e algumas atrações que nunca haviam cantado sequer em Karaokê, o público saiu mais uma vez decepcionado com o prefeito Luís Fernando, que deve renunciar na próxima segunda-feira, 11.

O Carnaval só não foi pior, porque alguns artistas locais salvaram a festa, mas se queixaram da péssima estrutura disponibilizadas pelo Secretário Edson Calixto.

Temendo ser hostilizado pelo foliões, o prefeito evitou aparecer em público, e para evitar comentários de que estaria deixando a prefeitura sem participar da festa momesca, subiu no fundo do palco para registrar uma foto com integrantes da Escola de Samba de São Luís, Império do Samba, que aliás, estava sorrindo com o vento, pois teve o maior cachê entre as agremiações, deixando para trás blocos e escolas tradicionais de São José de Ribamar.

Pela apresentação, os artistas de São Luís receberam R$ 22 mil reais.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *