Acusado de matar o próprio pai, Júnior do Nenzin é preso em Barra do Corda

 Blog do Glaucio Ericeira – O ex-candidato a prefeito da cidade de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa Júnior (PV), foi preso por policiais militares na madrugada desta sexta-feira (08).

Júnior do Nenzin é apontado pela polícia civil como o principal suspeito do assassinato do próprio pai, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzin, que governou Barra do Corda por três mandatos.

O crime ocorreu na última quarta-feira (reveja) e chocou a cidade e todo o Maranhão.

Com a prisão temporária decretada desde ontem, Júnior foi detido em uma residência localizada no próprio município.

Ele foi encaminhado para a Delegacia Regional de Barra do Corda e será transferido para São Luís nas próximas horas.

De acordo com o secretário estadual de Segurança Pública, Jefferson Portela, em entrevista concedida ao Jornal Pequeno, o caso está elucidado.

Para a polícia, foi Júnior do Nenzin o autor do disparo que acertou o pescoço do seu próprio pai, que chegou a ser levado para o Hospital de Presidente Dutra onde faleceu.

Ainda na noite de ontem, dois funcionários da fazenda do ex-prefeito foram presos temporariamente acusados de envolvimento no crime.

Os dois homens, de acordo com as investigações, integravam um esquema comandado por Júnior que resultou no roubo de cerca de 500 cabeças de gado da fazenda do ex-prefeito.

O desvio e venda ilegal de gados teria sido descoberto por Nenzin, situação que, de acordo com a polícia, levou o filho a planejar e executar o assassinato do pai.

Uma coletiva de imprensa deverá ser realizada no início desta tarde, em São Luís, para repassar todos os detalhes sobre o caso.

Daqui a pouco mais informações.

Abaixo, veja o vídeo da chegada de Júnior na Delegacia de Barra do Corda.

 

O seu endereço de e-mail não será publicado.