Exclusivo! Sem moral e com popularidade em queda, Luís Fernando se oferece pro Democratas.

O prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), que já foi aliado de primeira hora do grupo Sarney, quando batizou o governador Flávio Dino (PCdoB) de “turma do gogó”, e agora, resume seu mandato à bater palmas pros comunistas, anda sem muito crédito na classe política.

De saída do PSDB, onde não é mais visto como persona grata, e com a popularidade em queda no município, após uma série de ações reprovadas pela população ribamarense e episódios onde chegou a bater boca com moradores, agora Luís Fernando anda se oferecendo para partidos aliados do governo.

O editor do blog recebeu de fonte segura, na noite desta quinta-feira, 11, a informação de que Luís Fernando quer, a todo custo, ser recebido no DEM. Segundo ele, é uma questão ideológica. (risos incontroláveis).

Nos bastidores, a informação é outra. Visto com desconfiança na classe política, sua ida para o Democratas, seria uma forma de demonstrar a José Reinaldo, que está disposto a apoiá-lo rumo ao Senado, e provar que a fama de traidor não se repetirá. ( Luís Fernando, que foi aliado do Grupo Sarney durante décadas, resume seus discursos a atacar seus ex-aliados.)

Entre os políticos aliados e adversários, Luís Fernando é visto como político que não cumpre palavra e que não faz campanha para ninguém, a não ser pra ele mesmo.

Desde que iniciou sua carreira política em 2004, quando foi eleito pelo PFL, com apoio de Roseana Sarney, o prefeito de São José de Ribamar, já pulou para o PMDB, PSDB e agora, implora por uma legenda que o receba.

Brandão (PRB), garante que levará todos os aliados do PSDB para o partido. Já Luís Fernando, quer criar asas próprias, e conta com o DEM para seu próximo passo.

No seu histórico, traz a fama de atacar ex-aliados, Foi assim em 2004, quando só foi eleito graças ao apoio do ex-prefeito Jota Câmara, e logo em seguida o traiu. O mesmo se repetiu com os aliados seguintes, o ex-vice Ribamar Dourado, o ex-prefeito Gil Cutrim e a ex-governadora Roseana Sarney, todos ex-aliados que passaram a ser atacados por Luís Fernando.

Diferentemente da forma pequenez como Luís Fernando se comporta, atacando ex-aliados, ou batizando adversários com apelidos, como foi o caso da “Turma do Gogó” e do “Zé Cornélio”, nenhum deles passam troco para o agora, pequeno e perdido ex-pré-candidato ao governo do estado.

Mais impostos: Em Colinas, projeto do executivo quer “tirar o couro” da população.

A população de Colinas, cidade natal do secretário de articulação política Marcio Jerry (PCdoB), e do vice-governador Carlos Brandão (PRB), deve sofrer mais um duro golpe no bolso. Com as mais recentes ações da prefeita Valmira Miranda (PDT) e do seu vice-prefeito, João Haroldo (PCdoB), a dupla pretende implantar uma versão regionalizada do que ficou conhecido como Mais impostos do Governo do Estado.

Prefeita e vice, que representam os grupos políticos de Brandão e Jerry, conseguiram no mês de outubro, com articulação da vereadora Régia Barroso (PCdoB), irmã de Jerry, a aprovação do aumento da taxa de iluminação pública, que deverá sofrer aumento de aproximadamente 30% nas contas de janeiro.

Agora, o grupo político da dupla Carlos Brandão e Marcio Jerry estão tentando aumentar valores de impostos e taxas, entre eles, IPTU e ISS.

Pelo projeto que está na Câmara, os Colinenses terão que pagar até taxa de coleta de lixo. O valor será calculado pelo tamanho do imóvel, o que poderá girar em torno de R$ 40 reais por mês, em um imóvel com terreno de 400 metros quadrados.

Outras taxas tem deixado a população revoltada, entre elas, cobrança de R$ 70 reais para cada bovino abatido e de R$ 25 reais para abate de suíno.

“Só falta querer cobrar taxa por cada galinha abatida em minha casa.” Ironizou uma moradora.

Mesmo com maioria na Câmara, a prefeita Valmira vem enfrentando dificuldades para aprovar o projeto, que não agrada a população e já vai para a sua terceira tentativa na sessão desta quinta-feira, 14.

As informações foram obtidas com exclusividade pelo blog do Badeco, pioneiro na região.

Aliados de Aécio, Carlos Brandão e Neto Evangelista devem sair pela porta dos fundos do PSDB.

Principais aliados do senador Aécio Neves (PSDB-MG) no Maranhão, o vice-governador Carlos Brandão e o deputado estadual licenciado, Neto Evangelista devem deixar o partido pelas portas do fundo nos próximos dias.

Em suas redes sociais, o vice-governador comunicou que sua permanência no partido está sendo reavaliada em conjunto com seu grupo, e desabafou que fez uma última tentativa junto à executiva nacional, relembrando que defendeu com umas e dentes o nome de Aécio Neves em 2014, e que foi pras ruas pedir votos.

De acordo com o comunicado, Brandão afirma que o melhor caminho para o partido e seguir com a aliança PSDB/PCdoB, e que isso não impedirá ele de pedir votos para o candidato à presidente do partido.

O desabafo foi uma tentativa de minimizar seus últimos dias no partido, que deverá ser encerrado com sua saída pelas portas dos fundos.

Nos bastidores, comentam-se que Neto Evangelista acompanhará Brandão na decisão.

Veja o comunicado na íntegra

Olá, amigos!

Quando assumi o PSDB maranhense, tinha uma meta a cumprir. E tenho certeza absoluta de que a cumpri. Hoje, o PSDB/MA está estruturado em todo o estado, e conta com 30 prefeitos, 30 vice-prefeitos, mais de 160 vereadores, deputados estaduais e inúmeras lideranças de peso. Não foi fácil, mas com organização e muito compromisso, conseguimos transformar o nosso partido no segundo maior do Maranhão.

Relembro, contudo, o que antecedeu todo este sucesso. Em 2014, como parte de uma aliança que reuniu nove partidos, fui eleito vice-governador na chapa do governador Flávio Dino. Na nova função, tenho trabalhado bastante pelo crescimento de nosso estado. Quando defendo que continuemos fazendo parte da aliança, o faço pela convicção de que a condução do governo está sendo a melhor para o Maranhão. Não tem nada de pessoal nisso. Continuar o projeto que vem sendo executado, na minha visão, seria o melhor para o partido e para seus integrantes.

No entanto, entendo que o PSDB nacional, avaliando o quadro que se apresenta quando se pensa nas eleições presidenciais de 2018, não queira proximidade com qualquer possível aliado de esquerda. Respeito essa avaliação, muito embora considere que a situação no Maranhão seja diferente. Ainda mais quando já garanti à executiva nacional que, sob minha condução, o PSDB/MA defenderia e iria às ruas empunhando a bandeira do candidato a presidente determinado pelo partido, como fiz em 2014.

Neste sábado, 9, novos membros da executiva nacional serão eleitos em Brasília. Considerando estes aspectos e diante da possibilidade da nova diretoria nacional do PSDB decidir por não continuar seguindo no Maranhão os caminhos que escolhemos seguir, resolvo reavaliar minha permanência como filiado ao partido. No momento, estou ouvindo todas as lideranças, vereadores, prefeitos, vice-prefeitos, deputados e a opinião deles será fundamental nesse processo.

Em breve, estarei reunido com grandes lideranças do PSDB maranhense, que me ajudarão a definir os novos passos. Avaliando melhor cada situação e em permanente diálogo com líderes partidários, chegamos a conclusão de que o que mais importa não é continuar uma batalha desgastante pela direção estadual de um partido, por mais emblemático e renomado que ele seja. Para nós, o que importa é termos a clareza de tomarmos uma decisão serena, conciliadora e com visão de futuro, para o bem do Maranhão.

Farra com dinheiro público: Luís Fernando quer torrar mais de meio milhão de reais com aluguel de impressoras.

Pelo visto, o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), que também é sócio da empresa LF Consultoria, que tem entre suas atividades, a compra, venda e gestão de imóveis, resolveu trazer sua experiência como empresário de “alugueis” para a gestão municipal. Desde que assumiu a prefeitura, Luís Fernando tem feito um verdadeiro festival com locação de tudo que for possível.

Imóveis, veículos, ônibus, ambulância, radiocomunicador, som, palco, tudo que o cidadão ribamarense imaginar, o prefeito de Ribamar já resolveu alugar, e isso já custou ao município, alguns milhões de reais, só nos primeiros dez meses de gestão.

Agora, Luís Fernando pretende gastar mais R$ 518 mil reais com a locação de impressoras. Com esse valor, pra se ter uma ideia, daria pra comprar mais de 500 impressoras, que integrariam o patrimônio do município.

Pelo visto, o prefeito de São José de Ribamar pretende, ao final do mandato, deixar o município sem nenhum bem, já que tudo está sendo alugado ao custo milionário pagos com dinheiro público.

Luis Fernando vai gastar quase R$ 7 milhões pra aumentar arrecadação do IPTU.

Com registro fotográfico aéreo, prefeitura pretende identificar novas construções e atualizar a área construída de cada imóvel ribamarense, o que resultará no aumento do valor cobrado no IPTU.

Com o objetivo de aumentar a arrecadação do IPTU em São José de Ribamar, o prefeito Luís Fernando Moura da Silva vai gastar R$ 6 milhões, 974 mil reais com a contratação de empresa especializada em elaboração da base Cartográfica digital, por meio de aerofotogrametria, atualização do cadastro imobiliário, planta genérica de valores de terrenos e construções.

As empresas vencedoras da licitação são Senografia Desenvolvimento e Soluções Eirelli, Aerocarta S.A e TecGeo, que juntas, formaram o consórcio Geo Potiguaras.

Com o levantamento aéreo, a prefeitura atualizará a base de calculo do  IPTU, que é baseado na área construída. Dessa forma, toda nova construção, por menor que seja, irá implicar no aumento do valor cobrado.

Luís Fernando não tem economizado recursos para cobrar mais impostos dos ribamarenses.

Em agosto, o prefeito contratou, por R$ 1 milhão, 440 mil, a empresa SPC/Serasa. Segundo o contrato, a previsão era colocar cerca de 20 mil ribamarenses no cadastro negativo todo mês.

Relembre____________________________Aqui

Prefeitura de São José de Ribamar prepara seletivo para professores.

A prefeitura de São José de Ribamar contratou, por R$ 157 mil reais, a Fsadu – Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Estadual do Maranhão, para realizar o seletivo de professores.

De acordo com a publicação do Diário Oficial edição número 164, de 01 de novembro de 2017, a prefeitura espera ter cerca de 3 mil inscritos.

O edital com números de vagas e remuneração ainda não foi divulgado pela prefeitura, mas deve ser publicado nos próximos dias.

Assim que o blog Maramais tiver acesso, publicará todas as informações.

Em entrevista, Brandão esqueceu de citar detalhes de sua história política

Quase decapitado pelo PSDB, que nos próximos dias deverá destituí-lo do cargo de presidente estadual do partido e entregar o comando da legenda nas mãos de Sebastião Madeira e Roberto Rocha, o vice-governador, Carlos Brandão errou feio ao tentar fazer uma analise das eleições de 2002, quando Zé Reinaldo foi eleito governador do estado pelo PFL, com o momento atual.

Perguntado sobre a possibilidade do senador Roberto Rocha entregar a sigla para Roseana Sarney (PMDB), Brandão errou feio ao afirmar que isso vai acontecer e se enrolou ainda mais ao comparar com a campanha de 2002.

Naquele pleito, aos bons de memória, era Carlos Brandão que estava no grupo de Roseana Sarney pedindo votos para Zé Reinaldo e ajudando a própria Roseana e Edison Lobão na eleição ao senado.

Na esperança de barrar o grupo Sarney, Roberto Rocha abdicou sua candidatura pelo PSDB e se dedicou a ajudar Jackson Lago (PDT). O resultado daquelas eleições, todos sabem, Zé Reinaldo foi eleito governador com 51,06% dos votos e Roseana e Lobão, com a ajuda de Carlos Brandão, foram eleitos senadores.

Essa foi a primeira vitória de Brandão no grupo dos Sarneys.

Em 2000, Jackson Lago havia derrotado Brandão e João Castelo, quando o mesmo (Carlos Brandão) iniciou sua carreira política tentando ser eleito vice-prefeito de São Luís, no ano de 2000, pelo antigo PL.

Agora, Brandão tenta se agarrar ao amigo Aécio Neves para manter-se na direção estadual do partido, algo improvável de acontecer.

Madeira garante que PSDB irá destituir Brandão do cargo de presidente estadual do PSDB

Sebastião Madeira (PSDB), ex-prefeito de Imperatriz não poupou criticas ao vice-governador e atual presidente estadual da legenda. Em entrevista à rádio Mirante AM, na manhã desta sexta-feira, 03, Madeira voltou a afirmar que a direção nacional do partido deverá destituir Brandão da presidência estadual.

A convenção dos tucanos maranhenses está prevista para acontecer no dia 11 deste mês e Brandão é candidato à reeleição.

Para Madeira, Brandão usa o partido para fazer os gostos dos comunistas no estado, e aqueles que queiram continuar nessa linha, devem deixar o partido e filiar-se ao próprio PCdoB.

O ex-prefeito de Imperatriz não perdoou Brandão, e contra-atacou, afirmando que se alguém desceu de paraquedas no partido, basta colocar na balança a história dele e do próprio Brandão.

“Tenho história no PSDB. Me filiei em 1988 e minha ficha foi abonada por Mário Covas. Brandão se filiou em 2006. Ou seja, ele tem 11 anos de partido e eu 29. Então, pergunto: quem, de fato, desceu de paraquedas?” questionou Madeira.

Funcionários do primeiro, segundo e terceiro escalão tentam derrubar secretário de Juventude de São José de Ribamar.

Alguns jovens que fizeram campanha para o prefeito, davam como certa a escolha do nome para a Secretaria de Juventude. Frustraram-se!

Pelo visto, a movimentação do prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), em separar alguns funcionários do terceiro escalão, que, no início do ano se juntaram para tentar derrubar do cargo, o Secretário de Juventude, Antônio Filho (PSD), não surtiu nenhum efeito.

No último final de semana, pelo menos dois funcionários, um do primeiro e o outro do terceiro escalão, usaram as redes sociais para mandar indiretas para o prefeito.

Em uma das postagens, o principal pivô do movimento que tentou derrubar secretário e adjunto, chegou a afirmar que cansou de ser step, numa clara demonstração de insatisfação com o cargo que ocupa, considerado de terceiro escalão na Assessoria de Comunicação.

Antônio Filho, por sua vez, se mantem firme, com maturidade e confiança do prefeito , e sequer comentou as postagens. Já os jovens, quase adolescentes, pecam pela inexperiência, expondo a desarmonia que existe no segmento.

Imagem do dia: Urubus tomam conta de feira em São José de Ribamar

O prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB) tem recebido duras críticas pela forma como vem administrando o município. A Praça do Rodão e a Feira do Parque Vitória são dois bons exemplos do descaso do prefeito.

O registro acima foi feito por um internauta que ironizou em um grupo de lideranças políticas da cidade. ‘Novo cartão postal da nossa amada Praça do Rodão.”

A praça, que era pra servir como espaço de diversão, é um verdadeiro lixão a céu aberto, com muitas baratas, ratos e urubus, como pode ser observado na foto.