Eleições 2018: Luís Fernando deve garantir votos à “Dinistas” e “Sarneystas” em São José de Ribamar

Passado; presente.. e o futuro será uma grande surpresa, já que os dois grupos serão votados com o aval do prefeito, que mesmo recém chegado ao ninho comunista, mantém entre seus assessores, dezenas de Sarneystas.

Descartado da disputa eleitoral no ano que vem após aparecer com péssimo desempenho nas pesquisas (reveja aqui), o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB) deve resumir sua participação no pleito de 2018 apenas como cabo eleitoral. Em último lugar na pesquisa Escutec, com menos de 0,5% das intenções de votos para o Governo do Estado, Luís Fernando já dá sinais de como pretende dar votos para aliados e adversários do Governador Flávio Dino (PCdoB).

Recém chegado ao ninho do governador, Luís Fernando ainda é visto com muita desconfiança, já que durante toda a sua vida publica, serviu a família Sarney, sendo inclusive, pré-candidato na disputa ao governo de 2014, quando deu ao atual aliado, o apelido de “Turma do gogó.”

A ligação do prefeito de São José de Ribamar com o grupo Sarney é tão grande, que mantém na prefeitura dezenas de assessores que não escondem de ninguém que são Roseana até debaixo d’água, um deles é o ex-vereador Teté Vieira (PV), que sempre que pode, posta em grupos de whatsApp algum meme avacalhando com o governador.

Porém, por estar à frente do terceiro maior colégio eleitoral do Estado, Luís Fernando já vem sendo cortejado por nomes de peso do grupo do Governador, que tentarão uma vaga na Câmara Federal, entre eles, o comunista Marcio Jerry e o socialista Bira do Pindaré. Pela relação com a cidade, Bira era o mais cotado entre os aliados comunistas para aparecer como candidato oficial do prefeito de São José de Ribamar.

O homem de ouro da BR chega chegando à São José de Ribamar.

O homem de ouro da baixada chegou em São José de Ribamar.

O deputado estadual mais bem votado do Maranhão, Josimar de Maranhãozinho (PR), conhecido na baixada como Moral da BR, pelo jeito ostentação com que faz suas festas nos municípios onde os prefeitos são ligados à ele, chegou chegando durante as comemorações de aniversário da cidade, e jogou um balde de água fria nos preferidos do Palácio dos Leões. O Moral da BR disse com todas as letras, que o candidato a deputado federal do prefeito de São José de Ribamar é ele, e trás junto um parceiro, o deputado Hélio Soares.

“É com grata satisfação que venho anunciar a nossa parceria (minha e de Hélio Soares), com o prefeito de São José de Ribamar Luís Fernando.” Declarou Josimar de Maranhãozinho, anunciando que será o candidato a deputado federal e fará dobradinha com Hélio Soares, que será o candidato a deputado estadual.

Neto Evangelista não curtiu

Neto Evangelista não esperava o pulo do Moral da BR

Se Bira do Pindaré (PSB) não curtiu, imagina o deputado Neto Evangelista (PSDB), que já tinha como certo o apoio exclusivo do companheiro de partido. Moral da BR, chegou fazendo estrago e deixando muita gente de olhos arregalados,

Hildo Rocha chega como furão

Luís Fernando, e os sarneystas Hildo Rocha e Rodrigo Ericeira (ex-secretário de Roseana e ex-genro de João Abreu ), durante aniversário da Cidade. Valente deve coordenar as articulações entre Hildo e lideranças do município.

Se Josimar de Maranhãozinho jogou um balde de água fria nos sonhos de Bira do Pindaré, Hildo Rocha (PMDB) deve deixar Maranhãozinho de orelhas em pé. Aliado de primeira linha da ex-Governadora Roseana Sarney (PMDB), Hildo Rocha foi convidado pelo próprio Luís Fernando para participar das festividades da cidade. A idéia é criar aproximação entre Hildo e um grupo de vereadores, que deverá garantir uma votação considerável para o deputado sarneysta, tudo sob a ótica  do prefeito.

Prefeito de São Luiz Gonzaga é alvo de ação por emprestar retroescavadeira pra construção de Posto de Gasolina

O Ministério Público do Maranhão ajuizou, em 20 de setembro, Ação Civil Pública (ACP) em desfavor do prefeito de São Luís Gonzaga do Maranhão, Francisco Pedreira Martins Júnior, e do empresário Dominique Vieira, por ato de improbidade administrativa. Propôs a manifestação ministerial a promotora de justiça Cristiane dos Santos Donatini.

Constam nos autos do processo que o prefeito cedeu um bem público a um particular. No caso, uma retroescavadeira, oriunda do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), foi doada pelo gestor para uso particular do empresário Dominique Vieira, com a finalidade de escavação de um terreno de propriedade dele na cidade, onde está sendo construído um posto de combustível.

O ato ilegal de acordo com a Lei nº 8.429/92 (Lei de Improbidade Administrativa) foi confirmado pelo próprio prefeito durante entrevista a uma rádio local.

A Lei nº 8.429/92 define como improbidade administrativa, ações que importam em enriquecimento ilícito; atos que causam prejuízo ao erário e atos que atentam contra os princípios da administração pública.

Para o Ministério Público, Francisco Pedreira praticou ato de improbidade, uma vez que, cedeu o bem público a particular. Do outro lado, ao se beneficiar da máquina retroescavadeira, o empresário praticou ato de improbidade que importa em enriquecimento ilícito.

A ACP pede a condenação de Francisco Pedreira Martins Júnior e do empresário Dominique Vieira, nas sanções previstas na Lei de Improbidade.

REPRESENTAÇÃO

Em decorrência da cessão de bem público a particular constituir também crime, a promotora de justiça Cristiane dos Santos Donatini deu entrada em uma representação junto à Procuradoria Geral de Justiça, para adoção das medidas criminais cabíveis, haja vista, prática de crime previsto no Decreto-Lei nº 201/67.

Exclusivo: Gil Cutrim consegue na Justiça, suspensão da decisão que exonerou 105 professores em Cantanhede.

A Ação Rescisória proposta pelo escritório do advogado Gil Cutrim, ex-presidente da Famem e ex-prefeito de São José de Ribamar, garantiu, através de tutela antecipada concedida pela Desembargadora Cleonice Silva Freire, a suspensão imediata da decisão que cancelou a segunda-fase do concurso público de 2009, e resultou na exoneração de 105 professores no último dia 15.

Gil Cutrim foi recebido por uma grande multidão que festejou a decisão.

Os professores do município de Cantanhede, através do advogado Gil Cutrim (PDT), conquistaram, no inicio da tarde desta sexta-feira (22), uma grande vitória, que foi festejada por professores e pais de alunos, em caminhada pelas ruas da cidade. Através de Ação Rescisória impetrada pelos advogados do escritório de Cutrim, foi concedida pelo Tribunal de Justiça do Maranhão, a suspensão imediata do cumprimento da sentença que teve como resultado, a exoneração de 105 professores em Cantanhede.

“Defiro a liminar, suspendendo a fase de cumprimento de sentença dos autos da Ação nº 560-91.2010.8.10.0080, em trâmite na Comarca de Cantanhede, até posterior deliberação.” Diz a decisão da desembargadora.

Professora Ieda, Gil Cutrim e Gracioneide, durante entrega da decisão que garante a suspensão da decisão que exonerou 105 professores.

Gil Cutrim foi até Cantanhede, dar a noticia pessoalmente aos professores, onde foi recebido com muita festa pelos 105 pais de famílias, que há uma semana promoviam manifestações na tentativa de sensibilizar o prefeito Ruivo, que chegou a enviar Projeto de Lei para a Câmara, no intuito de recontratar os professores, com salário 60% inferior, o que gerou mais revolta da classe.

“Quando tomei conhecimento da injustiça que estava sendo feita contra os professores de Cantanhede, e consequentemente com os alunos, determinamos que todo o escritório se concentrasse para reverter essa situação. Quando recebemos a liminar favorável aos professores, fiz questão de ir comemorar pessoalmente com os professores e alunos essa nossa grande conquista. ” Disse Cutrim

Centenas de pais de alunos também comemoraram a decisão conquistada por Cutrim, já que há uma semana, centenas de alunos estavam sendo prejudicados pela falta de professores.

Prefeitura de Itapecuru Mirim realiza Dia D de vacinação antirrábica neste sábado.

A Prefeitura do Município de Itapecuru Mirim, realiza neste sábado (23) o Dia D de vacinação antirrábica. A ação será realizada pela Secretaria de Saúde por meio do Setor de Zoonoses do município.

Durante todo o dia, das 8h às 17h, doses da vacina, destinadas para cães e gatos, estarão sendo oferecidas gratuitamente em unidades públicas de saúde e em postos de vacinação instalados em várias regiões do município.

A raiva

A raiva é uma doença causada pelo vírus rábico, transmitido ao homem pelo contato com animais doentes, através de mordedura, arranhadura e lambedura.

A vacinação é a única forma de prevenir que o animal venha desenvolver a raiva e transmiti-la ao homem. A raiva é uma doença fatal ao ser humano. É importante que a população saiba que deve evitar deixar seu animal solto nas ruas e que, em caso de mordida de cachorro ou gato, procurar imediatamente um posto de saúde mais próximo, onde será avaliado, orientado, e de acordo com o caso, vacinado ou não.

 Confira os locais de vacinação

UBS Enedina Nascimento – Roseana Sarney

UBS Maria Lúcia Leitão Cavalcante –  Entrocamento

UBS Maria Ribamar – Malvinas

UBS Biné Mendes – Torre

Escola Maria Gorete – Piçarra

Escola Orlando Mota – Aviação, próximo à Praça do Viva

Escola José Rodrigues Sobrinho – Torre

Vigilância Sanitária – Centro – próximo ao Cemitério Municipal

Biblioteca Municipal – Centro

Prefeito Edivaldo entrega residências no Coroadinho

O Polo Coroadinho, um dos mais populosos da capital, vem recebendo, nos últimos anos, uma série de obras e serviços implantados pela Prefeitura de São Luís. Na gestão do prefeito Edivaldo a área foi alvo do maior programa de urbanização desde seu surgimento, há 40 anos. Estas ações beneficiaram mais de 50 mil pessoas.

A última delas foi a entrega, feita pelo chefe do executivo municipal, nesta quinta-feira (21), de 21 unidades habitacionais do Residencial Rio das Bicas II, área prioritária de reassentamento do Polo Coroadinho. Com a entrega das casas, a Prefeitura conclui o programa de Recuperação Ambiental e Melhoria da Qualidade de Vida da Bacia do Bacanga.

“As pessoas que estão morando nestas casas, antes estavam em palafitas. Estamos entregando estas residências e dando dignidade à população. O Polo Coroadinho tem recebido um volume de investimento muito alto do poder público municipal na nossa gestão”, destacou o prefeito Edivaldo.

O gestor refere-se à série de obras feitas pela Prefeitura no local a exemplo da reforma da Unidade Mista de Saúde, asfaltamento de ruas e avenidas, regularização de títulos de terras, construção de espaços de lazer, do Centro de Referências de Assistência Social (Cras), dentre outros serviços que visam dar mais qualidade de vida à população.

Na solenidade, o prefeito Edivaldo entregou simbolicamente o Termo de Concessão Especial para Fins de Moradia, documento que permite a expedição do título definitivo do imóvel, para os moradores já alojados. Edmilson Dutra, morador da casa 15, foi o primeiro a receber as chaves e o documento de concessão. Ele acompanhou todo o processo de construção das casas.

As residências entregues são geminadas – construídas duas a duas – e divididas com dois quartos, sala de estar, cozinha, banheiro e área de serviço, totalizando 41,55m² de área construída. O projeto contempla ainda a inclusão, sendo que há casas adaptadas para pessoas com deficiência; e atende aqueles que possuem ou querem montar pequenos negócios, com modelo de um cômodo a mais para instalação de comércio, com área de 56,84m². No geral, as residências variam entre 42,03 m² e 57,49m² de área construída, em terreno de mais de 6.5 mil m².

O projeto da Bacia do Bacanga tem viés urbanístico, socioambiental e econômico institucional. Contempla ações tanto na região da margem direita do rio, que envolve Coroadinho, Coroado e Sacavem; quanto na margem esquerda, que agrega Piancó, Sá Viana, Vila Embratel, entre outros.

Os antigos moradores das áreas de riscos da Salinas do Sacavém, que passaram a habitar o Residencial Rio das Bicas II, enxergam agora outra realidade. Jeilson José Alves Pereira, ex-morador da rua da União, comemorava a conquista ao lado da mulher e filha. “As casas ficaram muito boas. O ambiente todo é muito bom”, comentou.

A vendedora Lizângela Santana Pereira recebeu o Termo de Concessão em nome do marido Benedito de Jesus Pereira. “Está muito boa”, afirmou a vendedora que durante 13 anos conviveu com o sobressalto no período das chuvas.

Ex-prefeito de São João Batista é acionado por improbidade administrativa

Amarildo e mais 11 envolvidos foram acionados por ato de improbidade administrativa e poderão ter os bens bloqueados no valor de até R$ 390.444,60

A Promotoria de Justiça da Comarca de São João Batista ingressou, no último dia 12, com uma Ação Civil Pública (ACP) por ato de improbidade administrativa contra oito envolvidos na contratação irregular de uma empresa para fornecimento de alimentação à Prefeitura no ano de 2013. O prejuízo aos cofres municipais foi de R$ 130.148,20.

São alvos da ação o ex-prefeito Amarildo Pinheiro Costa; Izael de Oliveira Cassiano, ex-secretário de Administração e Planejamento; Ireceide Oliveira de Jesus Pinheiro, ex-secretária de Administração e Planejamento e esposa de Amarildo Costa; Carlos Augusto Teixeira de Carvalho e Antonilde Lindoso Campos, ex-membros e ex-presidentes da Comissão Permanente de Licitação (CPL) do Município; José Ribamar Pereira Santos, conhecido como “Ribinha do Guaribal”, ex-presidente da CPL; Marçal Everton Costa; e Francisco Carlos Pinheiro, irmão do ex-prefeito Amarildo Costa.

De acordo com as investigações do Ministério Público do Maranhão e do 2° Departamento de Combate à Corrupção (2º Deccor), Antônia Edileusa Dourado contribuiu para a campanha política que levou à eleição de Amarildo Costa, tendo sido agraciada com um contrato de prestação de serviços de alimentação sem qualquer procedimento licitatório.

A empresária possuía um restaurante em São Luís e foi convidada, informalmente, pelo prefeito eleito, para fornecer alimentação ao Hospital Municipal de São João Batista, chegando a montar uma cozinha dentro da unidade de saúde e tendo contratado seis cozinheiras.

De acordo com a ACP, ao ser ouvida, Edileusa Dourado teria afirmado que “os fornecedores de quem comprava alimentos eram indicados pelo próprio prefeito Amarildo Pinheiro, e eram, segundo ele lhe assegurou, pessoas para quem devia favores”. A compra dos produtos era feita pela empresária e seriam compensados pela Prefeitura de São João Batista.

Nos primeiros meses de 2013, Edileusa Dourado teria recebido pagamentos por transferência bancária e pessoalmente, em dinheiro, totalizando R$ 21 mil. Em abril, o prefeito teria lhe procurado para informar que seria feita uma licitação para regularizar os pagamentos. “Assegurou ter ouvido do prefeito que venceria o certame, e que o procedimento tinha apenas a finalidade de formalizar um contrato para o ano de 2013”, cita, na ação, o promotor de justiça Felipe Augusto Rotondo.

De fato, a sessão aconteceu e a empresa A Edileusa Dourado ME sagrou-se vencedora, chegando a receber R$ 27 mil da Prefeitura. No entanto, a empresária teve um desentendimento com o chefe do Executivo Municipal, tendo sido dispensada de sua tarefa, antes mesmo da assinatura do contrato.

Em 2014, Edileusa Dourado teria sido procurada por emissários do prefeito para que assinasse documentos que seriam referentes ao procedimento licitatório, com a promessa de que receberia um salário mensal de R$ 1.365,00 da Prefeitura. A proposta foi confirmada pelo próprio Amarildo Costa, que precisaria dos documentos, pois estava sendo cobrado pelo Ministério Público.

Ao receber o processo que deveria assinar, a empresária viu assinaturas, supostamente suas, que teriam sido falsificadas, o que foi comprovado em perícia realizada pelo 2° Deccor.

Para Felipe Rotondo, não há dúvida sobre a participação de Amarildo Costa, que “era o gestor municipal e autorizou a Edileusa que instalasse sua empresa no interior do hospital municipal e a contratou sem procedimento licitatório e, inclusive, teve papel central na fraude, desde o início da contratação direta e informal da empresa quanto na fraude do procedimento licitatório”.

Na ação, o Ministério Público do Maranhão requer a imediata indisponibilidade dos bens dos envolvidos até o valor de R$ 390.444,60, além da condenação de todos por improbidade administrativa. As penas previstas são o ressarcimento integral dos danos causados, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos por cinco a oito anos e proibição de contratar ou receber benefícios do Poder Público pelo prazo de cinco anos.

Justiça: Mediação e acordo digital já podem ser realizados no Maranhão

O presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Cleones Cunha, assinou resolução, a ser referendada pelo plenário da Corte, que recomenda, nas ações judiciais em que for admissível a autocomposição – e que esta não tenha sido buscada na fase pré-processual – que o juiz possibilite a busca da resolução do conflito por meio de plataforma pública digital.

Resolução-GP nº 43/2017, no âmbito do Poder Judiciário do Estado do Maranhão, lembra que, para a utilização da plataforma digital, é indispensável que a empresa demandada esteja cadastrada nas plataformas digitais disponibilizadas para isso: Consumidor.gov.br  e Mediação Digital.

A norma acrescenta que, caso seja admitida pelo juiz a mediação/conciliação digital, o processo ficará suspenso por 30 dias, período em que a parte deverá comprovar o cadastro da reclamação administrativa e a proposta da empresa oferecida no prazo de dez dias após o cadastramento da reclamação.

De acordo com o documento, decorrido o prazo de suspensão do processo e com a ausência da resposta da empresa demandada, o juiz dará prosseguimento ao pedido. Destaca, ainda, que, durante o prazo da suspensão do feito por 30 dias, o juiz poderá apreciar os pedidos de antecipação de tutela ou tutela acautelatória.

Por fim, informa que a audiência de conciliação será dispensada, na forma do disposto no item VI, da Portaria-Conjunta nº 08/17.

INTERNET – A resolução considera a possibilidade de a tentativa de conciliação e mediação ser realizada – e repetida – por intermédio de meio eletrônico, em qualquer fase do processo; pela internet ou outro meio de comunicação que permita a transação à distância, inclusive para residentes no exterior.

Também atende ao compromisso inscrito no preâmbulo da Constituição Federal, pela solução pacífica das controvérsias; dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, por um sistema de Justiça mais acessível, ágil e efetivo; e do dever do Estado na promoção da solução consensual do conflito, até mesmo antes do início do processo ou em qualquer de suas fases, assim como o dever de assegurar a duração razoável do processo e a prestação de serviço eficiente.

Leva em conta, ainda, as limitações orçamentárias que impedem o investimento do Poder Judiciário na disponibilidade de instalação de Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania com a capacidade de atender a todos as demandas suscetíveis de audiência de conciliação.

A resolução considera a existência de plataformas públicas, mantidas pelo Conselho Nacional de Justiça e pelo Ministério da Justiça; a aprovação, pelo Pleno do TJMA, do “programa de estímulo ao uso dos mecanismos virtuais de solução de conflitos”, encaminhado pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec); e a expedição, pela Presidência e Corregedoria, de portaria conjunta que dispõe sobre o uso dos meios digitais de solução de conflitos de relação de consumo e tratamento do endividamento, dentre outras considerações.

Imperatriz reúne amanhã líderes da Região Tocantina em apoio à pré-candidatura de Weverton Rocha

Lideranças políticas de todo o estado voltam a se reunir no sábado, 23, em Imperatriz em apoio à pré-candidatura do deputado Weverton Rocha ao Senado em 2018. O encontro acontecerá às 16h, na loja maçônica Lauro Tupinambá, no bairro Bacuri.

Em Imperatriz os apoiadores de Weverton se reúnem pela sexta vez. “O movimento tem crescido e todos os dias recebemos a declaração de apoio de novos prefeitos e novas lideranças”, afirma Erlânio Xavier, prefeito de Igarapé Grande e um dos organizadores do encontro.

O primeiro evento aconteceu em dezembro de 2016, em Santa Inês, na casa da prefeita eleita Vianey Bringel, reuniu algumas lideranças e foi a semente de um projeto de reuniões que passaram a acontecer a cada dois meses, em Codó, Barra do Corda, Balsas e Pedreiras, com um número crescente de presenças de deputados federais e estaduais, prefeitos, vereadores e lideranças locais.

“Estamos em um projeto coletivo de construção de uma pré-candidatura que representa os anseios e as aspirações de todos”, explica Weverton Rocha. “Nosso objetivo é rodar o Maranhão, ouvir as pessoas e, a partir da necessidade de todos, formar um conceito de atuação representativa do nosso estado”, conclui.

Ação Civil Pública proposta pelo MP, tenta reabrir única agência bancária de Paraíbano.

Em Ação Civil Pública proposta em 20 de setembro, o Ministério Público do Maranhão requereu a reabertura da agência do Banco do Brasil do município de Paraibano. Ajuizou a manifestação ministerial o promotor de justiça Gustavo Pereira Silva.

Consta na ação que a única agência bancária existente no município teve a sua atividade regular suspensa em 2016, em razão do número de assaltos ocorridos no local.

Conforme explicou o promotor de justiça, o fechamento da agência tem privado os consumidores do município de realizarem movimentações financeiras, que estão sendo obrigados a percorrer no mínimo 40 km para efetuarem saques de valores monetários.

Em resposta a ofício enviado pelo MPMA no último mês de agosto, o Banco do Brasil informou que o estabelecimento foi transformado em posto de atendimento, sem movimentação de dinheiro. Uma ação criminosa, na qual bandidos explodiram caixas eletrônicos da agência, teria determinada a suspensão das atividades.

“Tal fato tem causado a descontinuidade nesse serviço público de índole essencial, de caráter contínuo, sem ofertar qualquer alternativa aos seus usuários, provocando enormes dissabores e transtornos, afetando, inclusive, a economia local, ante a impossibilidade de circulação de dinheiro e prejudicando a realização de transações financeiras feitas exclusivamente por intermédio de agência bancária”, completou Gustavo Pereira Silva.

Na ação, o promotor de justiça enfatizou que a suspensão das atividades viola o Código de Defesa do Consumidor.

“Nesse contexto, vale destacar, que se torna inconcebível que uma instituição financeira de grande porte, como o Banco do Brasil, que cada vez mais maximiza seus lucros e socializa os seus prejuízos, além de cobrar tarifas bancárias exorbitantes, se dê ao luxo de deixar a comunidade local ao seu bel prazer, não efetivando o restabelecimento dos serviços bancários (disponibilidade de dinheiro nos caixas) na agência de Paraibano”, concluiu o representante do MPMA.

PEDIDOS

Além do restabelecimento das atividades da agência, possibilitando saque em dinheiro e emissão de talões de cheque, a Promotoria de Justiça da Comarca de Paraibano solicitou que o Banco do Brasil seja compelido a informar e disponibilizar canais de comunicação, Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) e Ouvidoria para que os consumidores possam efetuar cancelamento, suspensão de contratos e serviços, reclamações, tirar dúvidas ou obter informações sobre produtos e serviços.

Em caso de descumprimento, foi sugerido o pagamento de multa diária no valor de R$ 100 mil ou outro valor estipulado pela Justiça.

Exclusivo: Prefeitura de São José de Ribamar lança edital para seletivo com salários de até R$ 2.400,00

A prefeitura de São José de Ribamar, publicou, no diário oficial desta terça-feira, 19, edital para contratação temporária de 02 anos de pessoal para atual na Secretaria de Cultura do município.

No total, serão 23 vagas, para nível médio e graduação, com salários entre R$ 1.500 e R$ 2.400, e carga horária de até 40hs semanais.

As inscrições poderão ser feitas entre os dias 25 de setembro e 03 de outubro, das 9 as 17hs, no prédio da Secretaria Municipal de Cultura, que fica localizado na Praça da Igreja Matriz.

Todas as informações sobre o edital estão no Edital que pode ser baixado clicando aqui.

Segunda tentativa

Essa é a segunda vez que o prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Moura da Silva (PSDB) tenta aplicar o seletivo. Na primeira vez, com diversas irregularidades e com suspeitas de cartas marcadas, após denuncias de um dos representantes da oposição, Guilherme Mulato (PRP), o prefeito foi obrigado a cancelar o edital um dia após sua publicação.

Seletivo para a Secretaria de Assistência Social de São José de Ribamar.

Termina nesta sexta-feira, 22, o prazo de inscrição para outro processo seletivo, o da Sema-Prefeitura de São José de Ribamar. Ao todo, serão 17 selecionados, com salários de até R$ 2500. Para maiores informações, clique aqui.